Arquivo de maio de 2015

Informativo

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - Sem Comentários

Crise nos municípios é discutida durante encontro entre prefeitos, deputado e vice-governador

DSC_0034Prefeitos de várias regiões do Maranhão, deputados federais e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) discutiram, esta semana em Brasília, a crise financeira instalada nos municípios maranhenses. A reunião de trabalho foi organizada pelo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar), e pelo coordenador da Bancada Maranhense na capital federal, deputado Pedro Fernandes (PTB). Gil Cutrim apresentou aos participantes uma pauta contendo reivindicações dos municípios maranhenses, dentre elas a modificação da prática do subfinanciamento dos programas federais; necessidade de consulta aos municípios antes da aprovação de leis e emendas com impactos financeiros diretos nas prefeituras; implantação do Plano Municipal de Resíduos Sólidos – necessidade de prorrogação do prazo de implantação e investimentos; dificuldades enfrentadas pelas cidades nos contratos de repasse financeiros junto a Caixa Econômica Federal. O presidente da entidade municipalista foi enfático ao afirmar que é necessário, em caráter de urgência, modificar o pacto tributário existente hoje e no qual a União abocanha a maioria dos recursos oriundos de impostos. Prefeitos e prefeitas aproveitaram a oportunidade para solicitar a Carlos Brandão que o mesmo faça um apelo ao governador Flávio Dino (PC do B). “É necessário que o governador, que é um político sensível, dê total atenção aos municípios. Somente assim, ajudando a desenvolver as cidades, será possível fazer com que o Maranhão cresça”, avaliou Fred Maia, prefeito de Trizidela do Vale. O vice-governador garantiu aos gestores que a atual administração estadual está totalmente voltada para fortalecer as cidades. Disse ter certeza de que Flávio Dino continuará a atender os prefeitos e apoiará todo o e qualquer tipo de movimento organizado pela FAMEM. Também participaram da reunião os deputados federais Victor Mendes (PV), Hildo Rocha (PMDB), Weverton Rocha (PDT), André Fufuca (PEN), Sarney Filho (PV), Júnior Marreca (PEN), João Marcelo (PMDB), Waldir Maranhão (PP), Zé Reinaldo (PSB), Cléber Verde (PRB), Rubens Pereira Júnior (PC do B) e Juscelino Rezende; e os deputados estaduais Vinícius Louro (PR), Adriano Sarney (PV) e Glalbert Cutrim (PRB) – este último representou a Assembleia Legislativa no encontro.. Marcha Estadual – Ainda durante a reunião de trabalho, foi aprovada a realização, por parte da FAMEM, da primeira Marcha Estadual dos Prefeitos e Prefeitas Maranhenses, que deverá acontecer neste segundo semestre, em São Luís. “A iniciativa visa congregarmos esforços e realizar um amplo fórum de debate em torno de como retirar os municípios da situação financeira delicada que os mesmos vivem atualmente. Também iremos realizar uma grande reunião com os representantes do governo estadual, mostrar as principais reivindicações e buscar parcerias institucionais”, explicou Gil Cutrim.

NOTA

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em nome do Hospital de Alta Complexidade Dr. Carlos Macieira, informa que o paciente Apolônio Melônio apresenta piora clínica em relação ao último Boletim divulgado na quinta-feira (28). Ele encontra-se com hemodinâmica instável e voltou a respirar com ajuda de aparelhos. Apresenta piora na função renal com progressiva diminuição da diurese. O estado de saúde é gravíssimo.

Deputado Antônio Pereira comemora medidas do Estado para acabar conflito na Região Tocantina    

O deputado Antônio Pereira na tribuna da AssembleiaO deputado Antônio Pereira (DEM) anunciou na sexta-feira (29), que o Estado garantirá alinhamento jurídico e criará uma comissão de trabalho, integrada pela Secretaria de Assuntos Políticos e Federativos (Seap) e pelos prefeitos de João Lisboa, Jairo Madeira, de Senador La Rocque, Chico Nunes, e de Buritirana, Vagtônio Brandão, para acabar o litígio territorial nos municípios. O anúncio foi feito depois que o deputado Antônio Pereira participou, no Palácio dos Leões, de uma reunião entre o representantes do Governo do Estado prefeitos, vereadores e liderança políticas e comunitárias de João Lisboa, Senador La Rocque e Buritirana, para debater uma solução para os conflitos territoriais existentes entre os municípios da Região Tocantina. Durante a reunião comandada pelo secretário de Estado de Assuntos Políticos e Federativos, Márcio Jerry, o deputado Antônio Pereira esclareceu, em nome da população da Região Tocantina, que o conflito existe há 21 anos provoca problemas para a população, como fechamento de escolas e postos de saúde.

Gil Cutrim concede auxílio alimentação para funcionalismo de São José de Ribamar

DSC_1011O prefeito Gil Cutrim encaminhou à Câmara Municipal de São José de Ribamar, nesta sexta-feira (29), projeto de lei que institui o benefício do auxílio alimentação para os servidores efetivos e concursados do município de São José de Ribamar. A iniciativa beneficiará mais de mil servidores e faz parte da política de valorização do funcionalismo da cidade implantada por Cutrim desde 2011. São José de Ribamar é um dos poucos municípios maranhenses, cuja administração, paga o auxílio alimentação para os funcionários públicos. O projeto de lei, que deverá ser aprovado unanimemente pelos vereadores ribamarenses, prevê a implantação do valor de R$ 176 reais nos vencimentos dos servidores. O auxílio começará a ser pago já na folha de pessoal de junho, sendo retroativo a maio. “Apesar das dificuldades financeiras pelas quais continuam passando todos os municípios brasileiros, a administração de São José de Ribamar continua investindo e valorizando o funcionalismo público. E fazemos isso porque entendemos que estes servidores são a alma da gestão municipal”, afirmou Cutrim que, também nesta sexta-feira, apresentou, durante audiência pública no Parlamento Municipal, o balanço financeiro e contábil da Prefeitura referente ao primeiro quadrimestre deste ano. Os vereadores e representantes da sociedade civil organizada da cidade elogiaram a iniciativa do prefeito que, de acordo com eles, executa uma gestão transparente e pautada nas leis. “A concessão do auxílio alimentação é mais uma prova de que o prefeito Gil valoriza os servidores ribamarenses. Esse benefício é importante também para movimentar, ainda mais, a economia da cidade, uma vez que o funcionário terá, já a partir do mês que vem, um reforço salarial”, disse o presidente da Câmara, vereador Beto das Vilas. A Prefeitura ribamarense, desde 2011, implantou várias outras ações de valorização dos servidores municipais, tais como concessão de três reajustes salariais para os profissionais do magistério (um de 15%, outro de 22% e o terceiro de 8%); implantação de reajuste salarial (ou reposicionamento) para os servidores efetivos, de acordo com o tempo de serviço prestado; concessão de promoções e progressões para professores; criação do novo Estatuto do Servidor Público de São José de Ribamar; instalação da Junta Médica dos servidores municipais; implantação do Portal do Servidor (www.saojosederibamar.ma.gov.br/servidor); implantação do Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração; dentre outras.

Que tal arrancar a língua e cortar as mãos também? Delegada defende castração dos suspeitos de estupro coletivo no Piauí

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - 2 Comentários

Para Vilma Alves, crime foi bárbaro e os suspeitos deveriam ser castrados. Quatro adolescentes foram agredidas e violentadas em Castelo Branco do PI. Matéria reproduzida aqui “Após estupro, garotas foram jogadas de penhasco com mais de cinco metros de altura

G1 PI

Vilma Alves defende castração dos suspeitos de estupro coletivo (Foto: /Arquivo pessoal/Priscila Caldas)

Vilma Alves defende castração dos suspeitos de estupro coletivo (Foto: /Arquivo pessoal/Priscila Caldas)

A titular da delegacia da mulher de Teresina, Vilma Alves, esteve no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) na manhã desta sexta-feira (29) para acompanhar o estado de saúde das quatro adolescentes violentadas na quarta-feira (27) em Castelo do Piauí. Para a delegada, o crime foi bárbaro e os suspeitos deveriam ser castrados.

Uma multidão se aglomerou em frente a delegacia de Castelo do Piauí (Foto: Catarina Costa/G1)

Uma multidão se aglomerou em frente a delegacia
de Castelo do Piauí (Foto: Catarina Costa/G1)

“Esta é uma tragédia que comoveu todo o Piauí. Não podemos aceitar que os suspeitos de  violentar mulheres sejam punidos apenas com a prisão porque o estupro, depois dos homicídios, é pior crime que existe. Imaginem a tortura de ser estuprada coletivamente, humilhada, pedindo socorro e não ter uma proteção naquele momento? Isso jamais aconteceu em nosso estado. Por isso sou a favor da castração”, declarou.

Vilma também defendeu uma reformulação no Código Penal. “É preciso mudar a aplicação de penas no Brasil porque o sistema atual não é eficiente, pois o criminoso é preso, depois  solto e logo em seguida volta a cometer os mesmos crimes. Não tem que ser punido? Não tem que ser levado a júri? Então, acho que os estupradores devem ser castrados quimicamente ou fisicamente para que eles possam sentir na pele o que as suas vítimas sentem. No Brasil não cabe mais pena leve, mulher não é lixo, não é objeto. Mulher é cidadã e tem que ser respeitada neste país”, finalizou.

Diretor do HUT, Gilberto Albuquerque  (Foto: Catarina Costa / G1)

Diretor do HUT, Gilberto Albuquerque (Foto:
Catarina Costa / G1)

Apesar de não ser a delegada que investiga o caso, Vilma contou que esteve no hospital para prestar solidariedade às vítimas. Segundo o diretor do Hospital de Urgência, Gilberto Albuquerque, apenas uma das quatro garotas está em estado grave e corre risco de morte.

Entenda o caso

Segundo a polícia, as quatro adolescentes foram agredidas, violentadas e jogadas de um penhasco de 10 metros no município de Castelo do Piauí, a 190 km de Teresina. O crime ocorreu na quarta-feira (27) e em menos de 24 horas depois, quatro adolescentes foram apreendidos pela polícia suspeitos de cometerem o crime.

Um quinto suspeito maior de idade continua foragido. Revoltados com a barbárie, moradores protestaram em frente a delegacia da cidade. Eles atearam fogo em pneus e clamavam por justiça.

Cadê a operação dinheiro da OAS nas mãos? PF cumpre no DF mandado de busca na casa da primeira-dama de MG

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - Sem Comentários

Será que isso não acontece por conta da força dos procuradores da PGR? Enquanto isso, a operação Acrônimo apura lavagem em contratos do governo federal. Quatro foram presos, incluindo três detidos com R$ 113 mil em jatinho.

G1

Policial chega à sede da PF em Brasília com documentos apreendidos durante operação contra lavagem de dinheiro (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

Policial chega à sede da PF em Brasília com
documentos apreendidos durante operação contra
lavagem de dinheiro (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

O apartamento em Brasília da primeira-dama de Minas Gerais, Carolina Oliveira Pimentel, mulher do governador Fernando Pimentel, foi um dos alvos na manhã desta sexta-feira da Operação Acrônimo, da Polícia Federal. A ação foi deflagrada para combater lavagem de dinheiro por meio de um esquema de sobrepreço e de recebimento por contratos não executados com o governo federal desde 2005.

A corporação não informou o que foi apreendido na residência, que fica na quadra 114 Sul, na região central de Brasília. No total, 30 endereços de pessoas físicas e 60 empresas de Minas, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal foram incluídas na operação.

O delegado regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Dennis Cali, disse pela manhã que não havia nenhuma autoridade com prerrogativa de foro ou partido político sendo investigado. “Até o momento o governador Pimentel não é alvo da investigação.” Em nota, a Secretaria de Comunicação do Estado de Minas Gerais disse que o governo mineiro “não é objeto de investigação neste processo”.

De acordo com Cali, há 30 empresas sendo investigadas. Uma delas teria tido faturamento de R$ 465 milhões. Quatro homens foram presos em flagrante suspeitos de envolvimento no esquema. Policiais encontraram mensagens trocadas entre os suspeitos que indicavam a prática de crimes.

Além disso, a corporação apreendeu ainda mais de R$ 100 mil em espécie e dez carros de luxo no Distrito Federal, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Goiás. Um avião avaliado em R$ 2,5 milhões também foi apreendido.

Entre os presos estão Marcier Trombiere Moreira, servidor de carreira do Banco do Brasil que trabalhou, na campanha do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT); o empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, dono de uma gráfica que também prestou serviço para a campanha do governador petista e que, em 2010, chegou a ser investigado por supostas ligações com a produção de dossiês contra candidatos do PSDB; e um homem identificado como Pedro Medeiros.

Dinheiro apreendido durante Operação Acrônimo, da Polícia Federal, para combater lavagem de dinheiro (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Dinheiro apreendido durante Operação Acrônimo, da Polícia Federal, para combater lavagem de dinheiro (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Os três já haviam sido detidos em outubro do ano passado, quando a PF apreendeu um jatinho no Aeroporto Juscelino Kubitschek que transportava R$ 113 mil. A aeronave é a mesma apreendida na operação desta sexta. Cali afirmou que documentos apreendidos pela PF demonstraram que os homens mantinham a associação criminosa mesmo após a ação. A pena para associação criminosa é de 1 a 3 anos de prisão.

A Polícia Federal esteve na casa do ex-deputado Virgílio Guimarães (PT), no bairro Sion, região centro-sul de Belo Horizonte, para cumprir mandado de busca e apreensão. Nenhum detalhe do cumprimento do mandado foi divulgado.

Avião bimotor apreendido em Brasília pela Polícia Federal na Operação Acrônimo (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Avião bimotor apreendido em Brasília pela Polícia Federal na Operação Acrônimo (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Procurado pelo G1, o ex-deputado disse que a Polícia Federal esteve “com toda educação” na casa dele. Segundo o petista, a PF apreendeu dois telefones celulares e um netbook dele. O ex-parlamentar disse que a PF também foi à casa da ex-mulher no bairro Funcionários, na região centro-sul de Belo Horizonte. “Eu não sei o que levaram de lá”, disse.

O ex-parlamentar afirmou que não tem relação com o empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto. “Eu não tenho o menor conhecimento disso [esquema de lavagem de dinheiro]”, disse ao G1. Guimarães afirmou não ter sido comunicado de ser investigado.

‘Laranjas’ e dinheiro fracionado

De acordo com a Polícia Federal, para ocultar a origem criminosa do dinheiro, os investigados usavam com frequência “laranjas” e fracionavam os valores em partes menores, manobra que é conhecida como “smurffing”.

Eles também se valiam de uma manobra conhecida como confusão patrimonial, quando em um mesmo espaço funcionam várias empresas. “Isso visa justamente dificultar a responsabilização e identificar quem é o dono da empresa”, disse o delegado.

Veículo apreendido pela Polícia Federal na Operação Acrônimo (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Veículo apreendido pela Polícia Federal na Operação Acrônimo (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Cerca de 400 policiais federais foram envolvidos na operação desta sexta. O nome da operação faz referência ao fato de o prefixo da aeronave na qual foi localizado o dinheiro ser uma sigla formada pelas iniciais dos nomes dos familiares dos principais investigados.

R$ 465 milhões é o faturamento de uma das empresas investigadas no suposto esquema de corrupção

Na apreensão do ano passado, quando começou a investigação, a Polícia Federal abriu um inquérito para apurar suposta lavagem de dinheiro. À época, a Coligação Minas Pra Você, de Pimentel, informou que Moreira e a gráfica de Oliveira Neto foram desligados com o fim da campanha eleitoral.

Ao longo dos oito meses de apurações, os policiais analisaram dados obtidos em notebooks, smartphones, tablets e outros dispositivos eletrônicos apreendidos com os suspeitos. Os investigadores analisaram mais de 600 gigabytes de informações e as cruzaram com outras fontes de base e dados.

Que os gestores brasileiros criem vergonha e cumpram suas obrigações!!! O não cumprimento não é por falta de recursos…

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - Sem Comentários

Sim devem agir os contribuintes brasileiros... Parabéns aos moradores do João Paulo e os moradores dos bairros que circundam a Lagoa Rodrigues de Freitas, no Rio de Janeiro

Assim devem agir os contribuintes brasileiros… Parabéns aos moradores do João Paulo e os moradores dos bairros que circundam a Lagoa Rodrigues de Freitas, no Rio de Janeiro

O contribuinte tem que se manifestar e cobrar mesmo do poder público, que na maioria esmagadora estão viciados em enganar o povo!!!

Quando não falam da falta de recurso (mentira deslavada) e que foi a ex-gestão que deixou tudo acabado, usam da mirabolante desculpa de que vão esperar a temporada chuvosa chegar ao fim!!!

Ora bolas!!! Por que não fizeram antes? Por que a situação é a mesma há seis anos?

Por isso, foi coerente a atitude dos moradores do Bairro do João Paulo, em São Luís, assim como foi coerente os questionamentos e as críticas dos moradores da Lagoa Rodrigues de Freitas, no Rio de Janeiro.

A matéria “Que vergonha!!! Bom Dia Brasil mostra moradores do João Paulo recuperando as ruas”, foi providencial e espero que moradores dos outros bairros tomem a mesma atitude dos moradores do João Paulo, e também mensurem o que fizeram os moradores dos bairros que circundam a Lagoa Rodrigues de Freitas, no Rio de Janeiro.

Que mensurem bem o comentário do apresentador Chico Pinheiro: “cidadão falando: ‘o poder público me abandonou’ pois é!!! Está na hora todo do Brasil que se acha abandonado pelo poder, abandonar o poder público na época de eleição!!!”

Vamos ver os vídeos:


Que vergonha!!! Bom Dia Brasil mostra moradores do João Paulo recuperando as ruas

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - 21 Comentários

chico pinheiro“População de São Luís tapa buracos em avenida com as próprias mãos”, diz o Bom Dia Brasil, na edição de hoje (29). Leia com atenção o que o apresentador Chico Pinheiro fala no final da matéria. Seria bom que todos os ludovicenses prestassem bem atenção nesse recado e mesurassem que não é qualquer pessoa que sabe gerir a coisa pública, principalmente os ditos “moralistas”, que alardeiam suas promessas mirabolantes, porém sequer tem noções básicas de uma gestão pública, sabe gerir os recursos públicos com responsabilidade, além de não possuírem uma equipe qualificada!!!

Comentário de Chico Pinheiro: “cidadão falando: ‘o poder público me abandonou’ pois é!!! Está na hora todo do Brasil que se acha abandonado pelo poder, abandonar o poder público na época de eleição!!!”

Assista ao vídeo constando a matéria completa:

Cadê o dinheiro que estava aqui? Responsabilidade e incompetência fazem do Maranhão um cemitério de obras paradas!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - 6 Comentários

cadeodinheiroqueestavaaqui_bigthumb491É bom saber que não é por falta de recursos que essas obras estão paralisadas!!! Todas elas estão na LDO, cujas ordenações orçamentárias estão devidamente rubricadas, além de possuírem contratos em vigência, com suas notas de empenho. Por isso, vale perguntar: CADÊ O DINHEIRO DO EMPRÉSTIMO DO BNDES QUE ERA PARA ESTÁ AQUI? SUPLEMENTAÇÕES ESTÃO SAÍDO A RODO SEM QUE CONSTE DE ONDE ADVEIO OS REFERIDOS RECURSOS!!!

Por Ricardo Murado (Facebook)

11054390_1636872416532004_8388353087248003831_nMais de 500 obras importantes e fundamentais para o desenvolvimento do Maranhão estão abandonadas pelo governo há cinco meses nas mais diversas áreas, fruto de um programa de investimentos celebrado entre o Estado do Maranhão e o BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

São estradas, hospitais, centros de hemodiálise, quartéis de policia, delegacias de polícia, centros de assistência social, escolas, etc.

Um crime que está sendo cometido pela omissão do governador que permitiu que o programa fosse paralisado por falta de gestão dos órgãos responsáveis pela sua execução. O prejuízo é de grande valor.

Uma excelente idéia para Ceveró!!! o Homem que recebeu rosto em transplante encontra irmã do doador

Postado por Caio Hostilio em 29/maio/2015 - Sem Comentários

Aproveita essa oportunidade para gastar um pouquinho da grana surrupiada da Petrobras!!!

Aproveita essa oportunidade para gastar um pouquinho da grana surrupiada da Petrobras!!!

Nestor Ceveró tem muita grana – milhões surrupiados da Petrobras – para fazer essa cirurgia e, ainda, poder escolher um rostinho bonitinho!!! Agora, só falta pedir ao PGR uma licença da prisão para tratamento médio… Primeiro contato dos dois será mostrado por TV australiana no domingo. Operação de Richard Norris teve grande repercussão mundial.

G1

O canal australiano Nine vai exibir no domingo (31) o primeiro encontro da irmã do jovem Joshua Aversano, de 21 anos, morto por atropelamento, com Richard Norris, o homem que recebeu o rosto do rapaz num arriscado transplante.

Richard passou em 2012, aos 32 anos, por um transplante de face considerado um dos mais extensos já feitos. O americano havia destruído seu rosto num acidente com uma arma de fogo, em 1997. A emissora australiana realizou o encontro para que Norris pudesse agradecer à família Aversano por terem doado o rosto de Joshua. Eles já se falavam à distância, mas não haviam se encontrao fisicamente.

Richard atirou acidentalmente contra seu rosto, e até a cirurgia vivia recluso. Durante o período, ele enfrentou a crueldade de estranhos, lutou contra o vício em remédios e até pensou em suicídio. Depois da cirurgia, e com uma recuperação considerada exemplar pelos médicos, ele disse em entrevista à agência AP, em 2013, que, se pudesse voltar no tempo, talvez não apagaria o episódio de sua vida.

“Os mais de 10 anos de horror que vivi me deram um grande conhecimento”, disse Norris à AP, em sua segunda entrevista após o transplante. “Isso colocou algumas das melhores pessoas que conheço na minha vida”.

Depois do acidente, Richard ficou sem dentes, nariz e partes de sua língua. Ele podia falar e identificar sabores, mas perdeu o olfato. Quando saía em público, normalmente à noite, se escondia com uma máscara.

Ele passou por dezenas de cirurgias para tentar recuperar sua face, mas seu corpo chegou a um limite. Foi quando um de seus médicos sugeriu um transplante de rosto.

O medico Eduardo Rodriguez, que liderou a equipe que fez o transplante, já vinha trabalhando na área há algum tempo. O time explicou todos os riscos, como a rejeição dos tecidos, para todos os familiares. A mãe de Richard, Sandra, lembra do risco de 50% de seu filho morrer durante a cirurgia.

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2015 - Sem Comentários

Sousa Neto repudia declarações de Jeferson Portela

Sousa Neto 28.05“A condução do sistema de segurança pelo governo do Estado e a forma como o secretário tem se manifestado quando são colocadas em dúvida a sua competência e a sua capacidade só demonstram que ele não tem o equilíbrio necessário para gerir a segurança pública no Estado e não pode estar no lugar em que está”, foi com essas palavras que o deputado Sousa Neto repudiou nesta quinta-feira (28) as declarações feitas pelo secretário estadual de Segurança, Jeferson Portela, afirmando que a reação do policial militar Max Muller, assassinado por assaltantes, foi a causadora da chacina ocorrida em Panaquatira. O parlamentar também criticou a decisão do secretário de desarmar os policiais que estiverem de folga. Em tom de indignação, Sousa Neto leu a nota publicada em uma rede social pelo irmão do policial assassinado e repudiou a forma como o secretário tem tratado a questão da segurança e criticou Jeferson Portela por utilizar as redes sociais para rebater criticas recebidas com  expressões pejorativas ao fazer referência aos deputados estaduais Sousa Neto, Edilazio Junior e Cesar Pires. Ainda durante o discurso, Sousa Neto questionou a decisão da secretaria de segurança do Estado de desarmar os policiais quando não estiverem em serviço.  A ideia é acabar com o que se chama de acautelamento, que permite aos policiais portar armas do Estado mesmo quando estão de folga. Assim, eles seriam obrigados a deixar as armas no quartel ao fim do turno. O parlamentar finalizou que continuará cobrando melhores condições de trabalho para os policiais. “A Polícia Militar tem uma lei, a nº 9.663 de 2012, que trata sobre a criação da gratificação de complementação de jornada operacional para as operações especiais das Polícias Civil e Militar do Estado. Essa lei tem que ser respeitada e como parlamentar desta Casa cobrarei todos os dias. O secretário de segurança tem que aprender a lidar com as criticas”, concluiu.

Ex-prefeito Zé Doca presta depoimento sobre envolvimento com agiotagem

imagesNa manhã desta quarta-feira, 27, o ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, compareceu à 1ª Promotoria de Justiça da Comarca, onde prestou informações no inquérito civil que apura sua participação no esquema de agiotagem comandado pelo grupo de Gláucio Alencar Pontes Carvalho, acusado de ser um dos mandantes da morte do jornalista Décio Sá. Em depoimento à promotora Simone Chrystine Santana Valadares, Natim (como é conhecido o ex-prefeito) negou envolvimento no esquema de agiotagem que envolvia diversos municípios maranhenses, inclusive Zé Doca. O ex-gestor afirmou que apenas recebeu ajuda de Gláucio Alencar para a sua campanha eleitoral em 2008, no valor de R$ 100 mil. Desses, R$ 50 mil seriam a título de empréstimo e o restante como ajuda de campanha, a ser paga com o fornecimento de merenda escolar para o município. Ainda de acordo com o ex-prefeito, uma das empresas ligadas a Gláucio Alencar forneceu merenda escolar para o Município de Zé Doca por um período de pouco mais de um ano. Natim afirma que sofreu ameaças de morte após rescindir o contrato, tendo em vista que a merenda escolar fornecida era de péssima qualidade e não cumpria o percentual de pelo menos 30% de produtos produzidos no próprio município, pelo programa da agricultura familiar. De acordo com Simone Valadares, desde abril de 2012, quando assumiu a 1ª Promotoria de Justiça de Zé Doca, já foram propostas 25 ações cíveis e criminais somente contra o ex-prefeito Raimundo Nonato Sampaio. Diversos outros procedimentos administrativos e inquéritos civis sobre desvios de verbas do erário por agentes públicos continuam em tramitação na promotoria.

Prefeitura de Santa Inês realiza congresso técnico para jogos escolares

IMG-20150522-WA0003A parceria Secretaria Municipal de Educação e Departamento de Esportes da Prefeitura de Santa Inês realizou na manhã da última sexta-feira, o Congresso Técnico dos Jogos Escolares de Santa Inês, versão 2015. O encontro reuniu diretores e responsáveis pelos setores de esportes das escolas da zona urbana e também dos povoados do município. O Congresso Técnico é o momento de apresentar a lista das categorias que serão disputadas; explicar sobre o regulamento, checar documentação e tirar as últimas dúvidas a respeito dos Jogos, que prometem ser dos melhores já realizados em Santa Inês. De acordo com o diretor do Departamento de Esportes da Prefeitura, Edeilson Oliveira (Gafanhoto), este ano 34 escolas participarão desta que é a 27ª versão dos jogos em Santa Inês. “Teremos cerca de 1.800 atletas participando em várias modalidades. Para isso, temos todo o apoio da Prefeitura, através do prefeito Ribamar Alves”. Participando da coordenação dos Jesi, o diretor-adjunto de Educação, Luís Silva, explica que pela primeira um povoado sediará partidas dos jogos. “Estaremos descentralizando algumas modalidades, onde teremos o povoado São João dos Crentes como sede regional da zona rural”, enfatizou ele. O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, diz que a valorização do esporte nos bairros e principalmente nas escolas está no seu Plano de Governo. “Por isso não abrimos mão de realizar os JESI, dando todo o suporte necessário tanto na zona urbana como nos povoados. Pois entendemos que a escola tem uma participação fundamental na vida dessas crianças e o esporte praticado com disciplina só engrandece esse processo”, ressalta o prefeito Ribamar Alves.

Wellington participa de aula inaugural do curso de formação de soldados da PM

wellingtonNa manhã desta quinta-feira (28), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) participou de aula inaugural do curso de formação de soldados da Polícia Militar. O evento foi presidido pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, e contou com as participações do coronel Gonçalo, diretor de Ensino da PM; Coronel Alves, comandante Geral da PM, além dos deputados Cabo Campos (PP), Eduardo Braide (PMN), Levi Pontes (SD), Júnior Verde (PRB) e soldados da Polícia Militar e demais autoridades. “Parabenizo a todos os novos soldados da Polícia Militar que muito nos honram com as funções desempenhadas. Ser policial é ser herói, é estar em defesa do Estado, em defesa da população. Sabemos que é uma árdua missão e, por isso, nenhuma congratulação é suficiente para expressar a honra que é ser um policial militar, apesar dos inúmeros desafios hoje enfrentados por esses ‘heróis de farda’. Deixo aqui os meus agradecimentos e expresso a minha admiração a todos os policiais que, com a própria vida, defendem a sociedade maranhense. Estar em defesa de mais policiais é estar em defesa da proteção à sociedade e, assim, estar em defesa daquilo que é constitucionalmente assegurado: a segurança pública”, ressaltou Wellington.

Esse é o governo que diz lutar pelo IDH baixo!!! Paulo Neto diz que secretarias dificultam a liberação de emendas aos municípios

1514302828-1204110342noticiaO deputado Paulo Neto (PSDC) registrou na sessão desta quinta-feira (28) a dificuldade que os prefeitos do Maranhão estão encontrando para conseguirem, junto às secretarias estaduais, a liberação do pagamento das emendas parlamentares destinadas às prefeituras. Segundo o deputado, algumas secretarias, a exemplo da Agricultura, Esportes, Cultura, Cidades e a de Desenvolvimento Social estão aumentando o checklist (lista de itens a serem checados), para dificultar a liberação das emendas aos municípios. “As secretarias estão fazendo o checklist com muita buracracia. Estão aumentando os itens para dificultar que as nossas emendas cheguem aos municípios. O prefeito tem que sair lá do interior já sabendo o que ele precisa para chegar aqui e celebrar um convênio com o estado. Em cada secretaria que ele chega se depara com uma grande burocracia. Cada secretário faz o que quer”, afirmou Paulo Neto. Ele aproveitou para pedir ao líder do governo, deputado Eduardo Braide (PMN), que leve essa reclamação ao governador Flávio Dino. Ele também acentuou que fez uma indicação sugerindo um checklist único do Estado do Maranhão. Em apartes, os deputados Edilázio Júnior (PV), Fábio Braga (PTdoB), Eduardo Braide (PMN), Stênio Rezende ( PRTB), e Rigo Teles (PV), se solidarizaram com o pronunciamento de Paulo Neto e afirmaram que, de fato, existe uma grande burocracia para a liberação de recursos para os municípios. “Realmente existe um conflito muito grande nesse sentido. Muitas vezes o prefeito faz um convênio, por exemplo, na saúde, aí não pode fazer na SINFRA, na Cultura, no Esporte, e acaba criando um constrangimento para nós – deputados – que somos cobrados, no sentido de facilitar. O governo deve sim isso”, afirmou Edilázio Júnior. Eduardo Braide disse que desde a legislatura passada se preocupa com essa questão. Ele afirmou que vai solicitar à secretária da Mesa Diretora da Assembleia o projeto de lei, de autoria do ex-deputado Hélio Soares, que dispõe sobre a padronização da questão dos convênios com o governo do Estado, ou seja, seria um checklist único para todas as secretarias, a exemplo do que já acontece no governo federal. “Isso é um óbice desnecessário, uma vez que realmente tem que constar no checklist aquilo que existe na legislação federal, que são as certidões e a documentação necessária. Agora, a documentação tem que ser única para conveniar com o Estado. Aquilo que for exigido em uma secretaria é o que deve ser exigido na outra”, enfatizou Eduardo Braide. Ele se comprometeu a fazer a interface com a Casa Civil para que possa, a partir do próprio Poder Executivo – juntamente com a Federação dos Municípios – chegar a essa normatização. Fábio Braga também afirmou que o entendimento é um só, ou seja, ao fazer um convênio devem ser pedidas todas as certidões. Stênio Rezende também disse que essa questão é polêmica, mas que o governador Flávio Dino teria dito ontem, durante reunião com prefeitos do Médio Sertão, que é vontade dele fazer os pagamentos de todos os convênios, priorizando aquelas obras que já foram concluídas no ano passado e depois, aquelas que estão com 80%, efetivamente, feitas.

Ora bolas!!! Ele apoia o governo Flávio Dino, esperando apoio para suas empreitadas!!!

1roberto costaA arrogância do diretor do DETRAN ao demitir!!! 

demissão detranAfinal, por que Roberto Costa não assume seu posicionamento político?

roberto costaSuas atitudes são de quem está apoiando o desgoverno Flávio Dino para conseguir o seu apoio quando for disputar a Prefeitura de Bacabal. Mas será que ele vai mesmo sair candidato à Prefeitura de Bacabal? Como ficaria sua coligação? A cúpula do PMDB aceitará isso?

Direito de Resposta referente à matéria “Por que a CSL da Setur não funciona? Com a palavra a Dra. Delma…

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2015 - 1 Comentário

Direito de resposta referente a matéria “Por que a CSL da Setur não funciona? Com a palavra a Dra. Delma…

São Luís (MA), 28 de maio de 2015.

pauloRespeitável Blogueiro,

Eu, PAULO RENATO FERREIRA, por conta de meu nome ter sido veiculado por este Respeitável Veículo da Imprensa, venho a público – requerendo a postagem da presente manifestação enquanto exercício constitucional de meu direito de resposta –fazer alguns importantes esclarecimentos:

Sou advogado militante no ramo do direito público com foco no direito penal, tendo sido convidado a integrar a equipe da Secretaria de Turismo do Estado na condição de Chefe de sua Assessoria Jurídica.

Feito inicialmente um convite com cifras específicas e havida a aceitação, houve decerto uma expectativa de percepção de remuneração condigna com o prometido, expectativa natural e – ao meu singelo juízo – compreensível, uma vez que estaria eu praticamente abandonando as demandas de meu escritório de advocacia.

Tamanha foi minha surpresa quando fui nomeado como Presidente da Comissão Setorial de Licitação do Órgão, a ponto de – naquele exato momento – ter comunicado via sms(para a então Chefe de Gabinete Alynne Pinheiro R. Trindade porque esta se encontrava – naquele momento – com a Titular da Pasta) meu pedido – ainda informal, por óbvio, na oportunidade – de exoneração. Explicara desde o início quais eram as condições de minha aceitação e não iria delas abrir mão, sobretudo assumindo tarefa para a qual não tinha sido convidado, sequer desconfiando do ato de nomeação, nos termos em que foi publicado originariamente.

Desde então – como sempre aconteceu – exerci a função materialmente de Chefe de Assessoria Jurídica, embora estivesse nomeado como Presidente da CSL, sequer tendo podido assinar a maioria das dezenas de pareceres elaborados por mim na condução técnico-jurídica do Órgão (naquilo em que houve aquiescência a minhas orientações).

Ciente – sobretudo por mim – da problemática gestão destituída de CSL em pleno funcionamento, a Secretária Delma nomeou tempos depois José Tobias, profissional que assumiu a Comissão, impedido – até minha saída da Setur (desconheço qualquer alteração) – de realizar qualquer procedimento licitatório em virtude de sequer a Secretária ter nomeado o restante da Comissão Licitante, inviabilizando, pois, o trabalho do profissional Tobias naquele Setor.

Sobre então os ‘motivos contra a minha vontade’, que me fizeram permanecer no Órgão, referidos ipsis litteris desse modo no post ao qual apresento resposta, pode-se dizer que existiam duas questões: a primeira consistia na provisoriedade do engendro (tanto que formalmente – tempos depois – tornei-me Chefe de Assessoria Jurídica de fato) e, quanto à segunda, tratava-se de minha vontade verdadeira de colaborar com o Governo Dino, como fiz, porque até impressoras, quadro branco, material de expediente, todos esses materiaiseu levava costumeiramente de meu escritório para a Setur sem pedir absolutamente nada em troca. Tenho, inclusive, pareceres emitidos que não guardam nenhuma relação com o turismo, que me foram solicitados, e que eu prontamente elaborei sem exibir qualquer dificuldade.

Minha saída a pedido do Órgão deu-se no momento em que passei a desacreditar no projeto comandado pela Secretária Delma Andrade. Sílvia Fernanda Oliveira Ribeiro, pessoa indicada por mim para gerir a UGAM, teve o anúncio de sua exoneração feito da piormaneira possível, realmente – como têm noticiado alguns veículos de comunicação – expressão do mais puro assédio moral, aliás, como vi muitas pessoas serem tratadas ao longo dos quatro meses em que lá estive. Isso além de não ter se mostrado uma decisão inteligente porque era exatamente Sílvia a pessoa que mais colaborava com o caminhar da Secretaria, tendo que – em incontáveis oportunidades – regularizar processos contratuais, de concessão de diárias por conta de uma certa atecnia, possivelmente creditada ao fato de consistir – a maior parte da Equipe Nuclear da Secretária Delma – em profissionais advindos de uma outra realidade, diversa da estadual.

Do mesmo modo, posso deixar registrado na oportunidade o sem-número de vezes em que recebi – em minha sala – Sabrina Martins às crises de choro causadas pelo Adjunto Marcus Vinicius, mesmo tratamento dispensado a uma série de outros profissionais.

Sobre os outros pontos levantados na matéria, prefiro não tecer comentários, deixando para que as instituições responsáveis – no exercício de suas atribuições – exerçam controles interno e externo, encontrando – caso existam de fato – as vicissitudes comentadas.

Certo de que o compromisso democrático típico dos Órgãos de Imprensa o fará contemplar meu requerimento de resposta, desde já, agradeço.

PAULO RENATO FERREIRA

Advogado e Ex-chefe da Assessoria Jurídica da Setur/MA.

Após estupro, garotas foram jogadas de penhasco com mais de cinco metros de altura

Postado por Caio Hostilio em 28/maio/2015 - 6 Comentários

Segundo delegado, crime contra adolescentes foi bárbaro e cruel. Polícia buscava assaltantes quando encontraram as meninas desacordadas.

G1 PI

Adolescentes permancem internadas no HUT, uma delas na Unidade de Terapia Intensiva (Foto: Gil Oliveira)

Adolescentes permancem internadas no HUT, uma delas na Unidade de Terapia Intensiva (Foto: Gil Oliveira)

O delegado da Polícia Civil de Castelo do Piauí, Laércio Evangelista, afirmou em entrevista ao G1 que o crime contra as quatro adolescentes ocorrido na noite da quarta-feira (27) foi “cruel e muito bárbaro”. De acordo com ele, as garotas sofreram várias agressões e ainda foram arremessadas do alto de um penhasco com mais de cinco metros de altura.

“Foi um crime muito bárbaro e cruel. Eles cortaram os pulsos das meninas, furaram mamilos e olhos e depois ainda as arremessaram de cima de um morro”, disse o delegado. Segundo ele, as garotas ainda foram amarradas antes de sofrerem a violência sexual.

De acordo com a polícia, cinco homens participaram do crime. Quatro deles, todos menores de idade, já foram apreendidos e conduzidos para a delegacia da cidade de Campo Maior, a 78 Km de Teresina. Um outro suspeito ainda está foragido e a polícia realiza buscas na região para tentar prendê-lo.

População da cidade de Castelo do Piauí está revoltada (Foto: João Pedro/Portal Mais Castelo)

População da cidade de Castelo do Piauí está
revoltada (Foto: João Pedro/Portal Mais Castelo)

Ainda de acordo com o delegado Laércio Evangelista, a polícia descobriu o crime contra as adolescentes quando investigava um assalto a um posto de combustíveis ocorrido na sexta-feira (22).

Durante as buscas por um dos criminosos foragidos no assalto, a polícia encontrou duas motos abandonadas no mato.

“Nós levamos essas motos para a delegacia e pouco depois familiares das meninas chegaram para registrar o desaparecimento. Ao ver as motos, os parentes reconheceram que eram as mesmas que as meninas andavam e aí começamos as buscas”, disse o delegado.

Gilberto Albuquerque, diretor do HUT (Foto: Ellyo Teixeira/G1)

Gilberto Albuquerque, diretor do HUT
(Foto: Ellyo Teixeira/G1)

Estado grave
Segundo ele, a própria polícia encontrou as adolescentes. As jovens foram levadas para o hospital da cidade e logo depois transferidas para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). De acordo com a direção do hospital, são duas garotas de 17 anos, uma de 16 e outra de apenas 15 anos.

Conforme boletim médico divulgado pelo hospital às 12h, uma das adolescentes está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela teve traumatismo craniano e chegou a perder parte da orelha. A garota também apresenta sangramento na barriga e os médicos tentam controlar a hemorragia.

Ainda de acordo com o boletim, outra garota sofreu afundamento da face do lado direito e também passou por cirurgia no pescoço. A adolescente que teve múltiplas lesões no couro cabeludo e ainda por todo o corpo está sob efeito de analgésico.

A única das garotas consciente ainda fala pouco e será transferida para um hospital particular por decisão da família.

“O estado em que essas meninas chegaram aqui nos assustou bastante. Todas foram vítimas de muitas lesões. Uma delas ainda está na UTI porque teve traumatismo craniano. Uma das meninas chegou a ficar com a face desfigurada”, relatou o diretor do HUT, Gilberto Albuquerque.

Trabalho dos peritos
Cerca de dez peritos do Instituto Médico Legal (IML) foram ao Hospital de Urgência de Teresina para realizar exames. Segundo o diretor do IML, Antônio Nunes, material genético foi encontrado nas unhas das garotas, o que para ele indica que as vítimas lutaram com os agressores.

“Ainda não temos como precisar qual o instrumento usado nas agressões. Pode ter sido paus, pedras ou só socos. Há possibilidade de elas terem sido arrastadas antes de serem jogadas ou que tenham sido agredidas em um outro local e depois jogadas. Mas nós temos constatações graves, sendo que uma das adolescentes possui lesões sérias internada na UTI. Seguramente as meninas sofreram muito nas mãos dos suspeitos”, explicou.

Cidade revoltada
Nesta manhã, o governo do estado divulgou uma nota lamentando o fato e manifestando solidariedade às famílias das adolescentes. A vice-governadora Margarete Coelho esteve no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e disse que as vítimas estão sendo acompanhadas por uma equipe que envolve médicos, psicólogos e assistentes sociais.

Moradores revoltados atearam fogo em frente à delegacia (Foto: João Pedro/Portal Mais Castelo)

Moradores revoltados atearam fogo em frente à delegacia (Foto: João Pedro/Portal Mais Castelo)

“Todas estão em estado de choque e ainda não relataram aos familiares e para os policiais o que de fato aconteceu. Pelas características desse crime não se trata só de um estupro, mas de tentativa de homicídio”, disse.

Além do Grupamento da Polícia Militar de Castelo, foram deslocados para a cidade três outras equipes, além do Gerente de Policiamento do Interior, delegado Willame Moraes para dar apoio ao trabalho do delegado regional, Laércio Evangelista.

Revoltados com a brutalidade do crime, moradores de Castelo do Piauí protestaram na frente da delegacia da cidade. Os protestos continuaram nesta quinta-feira (28). De acordo com o delegado Laércio Evangelista, a população cobra justiça.

“A população está em alvoroço cobrando justiça em frente à delegacia”, disse o delegado. Segundo ele, os quatro menores apreendidos são conhecidos na cidade e já possuem diversas passagens pela polícia. O outro foragido é um ex-presidiário.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog