De quantos repórteres tipo o Eduardo Fautini o Brasil precisaria para desbaratar tudo sobre o “Cadê o dinheiro que estava aqui?”

Publicado em   28/nov/2014
por  Caio Hostilio

cadeodinheiroqueestavaaqui_bigthumb491É incalculável, haja vista que a corrupção no Brasil é endêmica, principalmente com as facilidades nas gestões públicas por todo esse país afora.

Uma das frases que mais escutei durante toda minha vida foi: “Não sei como esse país não fale com tanto roubo!!!”

Aí um repórter decidiu sair pelo Brasil para radiografar uma praga chamada corrupção. Por que o dinheiro público, que devia ir para a saúde, para a educação, para o saneamento, some, sem qualquer explicação?

O repórter não pode mostrar o rosto, porque o anonimato é indispensável para o trabalho dele. Por onde passar, esse repórter secreto vai querer saber: “cadê o dinheiro que estava aqui?”

Eduardo Faustini, também conhecido como o repórter secreto, tem uma missão: investigar o roubo do dinheiro público, seja onde for, em qualquer canto do país, em qualquer cidade, grande ou pequena.

Não importa: onde houver corrupção, a qualquer momento, o repórter secreto pode aparecer e fazer a pergunta que todos os brasileiros de bem gostariam de fazer: cadê o dinheiro que estava aqui?

Mas ele é só um e como no Brasil isso ocorre em 99,9% das gestões públicas, privadas e até religiosas, precisaria de milhões de Faustini, visto que a corrupção no Brasil é endêmica.

Quiçá, caso viesse a surgir milhares de Faustinis, eles não deveriam ser investigados?

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog