Essa é a mudança de Flávio Dino!!! Mortes envolvendo intervenção policial aumentam 111% em 3 anos no Maranhão

Publicado em   30/out/2017
por  Caio Hostilio

Justifiquem sem propagandas mentirosas e discursos falaciosos!!!

A insegurança em todos os aspectos tomou conta do Maranhão, que vive de propaganda enganosa, paga com o dinheiro do contribuinte, quando esses milhões e milhões gastos com mentiras deveriam está sendo aplicados no aparelho de segurança pública!!! Foram 60 casos em 2014, 89 em 2015 e 127 casos em 2016, o que representa um aumento de 111,6% nos casos de morte envolvendo policiais.

G1 Ma

Maranhão teve um aumento de 42% nos casos de morte envolvendo policiais entre 2015 e 2016, segundo o 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta segunda-feira (30). Foram 127 casos em 2016 e 89 em 2015. Um ano antes, 60 casos haviam sido registrados, o que significa crescimento de 111,6% nos casos de morte envolvendo policiais em apenas 3 anos.

Recentemente, várias mortes envolvendo policiais chamaram a atenção. No dia 14 de outubro deste ano, o policial militar José Carlos da Silva Verde matou o funcionário do IBAMA Ademar Moreira Gonçalves com um tiro nas costas na Avenida Litorânea, em São Luís. O servidor federal estava em um saindo de uma vaga de estacionamento quando foi atingido. O policial informou na delegacia de homicídios que atirou porque achou que estava sendo roubado.

Também em outubro, um homem identificado como Jamilson Cleiton Machado morreu após ser baleado na cabeça por um policial civil, ao sair de uma festa, no Centro Histórico de São Luís. De acordo com as investigações da polícia, ele teria sido morto por engano.

Em junho, o soldado da Polícia Militar Gladstone de Sousa se apresentou ao comando da corporação por suspeita de participação na morte e ocultação do cadáver de outros dois policiais, em novembro de 2016. No mesmo mês, o tenente-coronel da Polícia Militar Miguel Gomes Neto assassinou a própria esposa e em seguida se matou.

No mês de fevereiro, o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) informou que os quatro policiais militares que se envolveram no assassinato da estudante Karina Britto Ferreira na cidade de Balsas, a cerca de 800 Km de São Luís, serão indiciados . Segundo o MP-MA, a estudante voltava de um velório quando o carro em que ela estava foi alvejado por vários tiros durante uma perseguição policial no dia 14 de dezembro do ano passado.

 

Karina Brito estava no banco do passageiro do carro que era dirigido pela irmã dela (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Já em 2016, Alexandre Xandu, soldado da policial militar recém-incorporado, matou um colega de farda dentro de uma viatura na cidade de João Lisboa (MA), a 640 km de São Luís. O caso aconteceu durante um patrulhamento de rotina na praça principal da cidade. Quatro policiais estavam dentro do carro da Polícia Militar do Maranhão no momento do incidente. Um ano antes, um jovem identificado como Fagner Barros dos Santos, de 19 anos, foi morto a tiros pelo cabo da Polícia Militar Marcelo Monteiro dos Santos durante uma operação de desocupação de um terreno, na Vila Luizão, em São Luís.

Outros dados

O levantamento também apontou um aumento no número de mortes violentas no Maranhão. No somatório entre número de homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte, latrocínio, mortes violentas intencionais e mortes envolvendo policiais houve um aumento geral de 2% em todo o Estado. Desse número, chama a atenção o aumento em 33% no número de mortes violentas intencionais entre 2015 e 2016.

Por outro lado, houve aumento no número de apreensões de armas de fogo. Um crescimento de 126,9% somando os registros da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Em números absolutos também cresceu o número de internações de menores infratores: 16,9% no total.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog