Arquivo de dezembro de 2012

Secretário Pedro Fernandes se reúne com alunos e professores do Cegel

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - Sem Comentários

Foto 1 - Seduc - cegelAlunos, professores, funcionários e a direção geral do Complexo Educacional Governador Edison Lobão (Cegel) participaram, nesta quinta-feira (27), de reunião na escola com o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes. No encontro, foram reivindicadas ações para a escola e discutida a transferência dos alunos para outro prédio, por causa da reforma geral que será realizada no ano que vem.

Antes de começar a reunião, o secretário visitou as instalações da escola. Acompanhado do diretor geral do Cegel, Waldenê Costa Melo, dos secretários-adjuntos e técnicos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Pedro Fernandes constatou a necessidade de obras em todo o prédio. “Não é possível continuar com a escola desse jeito, por isso estamos firmando o compromisso de realizar a reforma um dia após o fim das aulas”, declarou o secretário. O ano letivo de 2012 no Cegel vai terminar no dia 11 de janeiro.

Na reunião com alunos e funcionários, o principal tema tratado foi à transferência dos estudantes para outras escolas durante a reforma. Professores e alunos querem que o Cegel funcione provisoriamente no antigo Colégio Marista, que está sendo reformado para abrigar uma unidade de ensino estadual. Um abaixo assinado com essa reivindicação foi entregue ao secretário, com cerca de 400 assinaturas de estudantes. Pedro Fernandes esclareceu que a reforma do Marista não terminou e ainda está sendo feita uma licitação para a conclusão do serviço, mas que o pedido está sendo avaliado.

O secretário informou que o destino dos alunos e professores do Cegel deve ser tomado até o dia 15 de janeiro, para que seja assinado Termo de Ajustamento de Conduta com a Promotoria da Educação, por meio do qual será definido onde os alunos vão estudar até o fim da reforma no Cegel. “Nossa intenção é dialogar, conversar com todos para encontrar uma solução em comum para essa questão”, afirmou.

Para Waldenê Costa Melo é muito interessante esse envolvimento público com o secretário “Foi reafirmado o interesse de vencer as questões burocráticas e efetivamente iniciar a reforma assim que terminar o ano letivo esperamos por isso”, disse o diretor.

Propostas para o ensino

O secretário falou também de outras ações em planejamento na Seduc. Ele informou que está conversando com instituições que atuam na área de formação técnica, para oferecer cursos profissionalizantes em algumas escolas da rede estadual. Alunos, professores e funcionários do Cegel fizeram reivindicações. A estudante do segundo ano do ensino médio, Gleyce Kelly Cardoso, de 17 anos, pediu que a biblioteca da escola seja incluída na reforma, para melhor servir aos usuários. “Achei boa a reunião, porque não tratou só da reforma, mas de outras ações que a secretaria pode trazer pra escola, como os cursos profissionalizantes. Estamos aguardando que isso aconteça”, declarou a estudante.

Os professores reivindicaram medidas como a reforma da quadra esportiva, que está interditada, e a melhoria das condições de trabalho e de acesso ao sistema eletrônico de chamada. Pedro Fernandes declarou que serão feitas reuniões com grupos de professores, por disciplina. “Queremos ouvir os professores, saber as dificuldades, além de incentivar a participação de todos na discussão dos problemas de sua escola. Queremos todo mundo trabalhando pela qualidade do ensino”, declarou.

A professora de História, Denize Mota, que fez intervenções durante a reunião questionando as propostas apresentadas, elogiou o ineditismo da iniciativa. “É a primeira vez que a gente vê um secretário vir à escola, com toda a sua equipe, para tentar conhecer a realidade, só esse fato já dá um ânimo, uma esperança de que algo possa mudar, queremos ver a consolidação disso”, disse a professora.

Município de Monção é obrigado apagar salários atrasados de servidores

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - 2 Comentários

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça concedeu, em 19 de dezembro, medida liminar, determinando o bloqueio de 60% dos recursos relativos ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de Monção (localizado a 244km de São Luís), para o pagamento dos salários atrasados dos servidores municipais.

No prazo de 48 horas, o secretário de administração, chefe de setor pessoal ou chefe de gabinete da prefeitura deve apresentar a folha de pagamento de todos os servidores municipais cujos salários estão atrasados, para que o pagamento seja providenciado.

O bloqueio das contas deve se estender pelo prazo necessário para a regularização de todos os vencimentos.

A decisão acolhe solicitação de Ação Civil Pública proposta pelo promotor de justiça Marco Antonio Santos Amorim, que responde pela Comarca de Monção. Assinou a decisão a juíza Clécia Pereira Monteiro.

Do mês de julho a outubro de 2012, os salários dos servidores municipais não foram pagos. Na ação, o promotor de justiça frisou que o município recebe regularmente os recursos do Governo Federal relativos ao FPM, Sistema Único de Saúde (SUS) e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Portanto, não existe razão para a inadimplência. “É evidente que o atraso decorre da má vontade da gestora de Monção”, disse Marco Antonio Amorim.

Em caso de descumprimento, será imposta ao município uma multa diária no valor de R$ 5 mil. Está prevista ainda uma multa de R$ 2 mil por dia de atraso se o Banco do Brasil, responsável pelas contas de Monção, não providenciar o bloqueio, para garantir o pagamento dos servidores.

Atualmente, a prefeita do município é Paula Francinete da Silva Nascimento, que vai deixar o cargo em janeiro.

Ato coerente!!! MPMA garante suspensão de procedimentos licitatórios em Grajaú

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - Sem Comentários

ministério públicoA pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça concedeu medida liminar, em 24 de dezembro, determinando que o Município de Grajaú se abstenha de realizar procedimentos licitatórios até o final do atual mandato, sem oferecer a devida publicidade prevista pela legislação.

A decisão acolhe pedido de Ação Civil Pública proposta pelo promotor de justiça Carlos Róstão Martins Freitas, da Comarca de Grajaú. Assinou a decisão o juiz Holídice Cantanhede Barros.

Em caso de descumprimento, está previsto o pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil e a responsabilidade criminal do atual gestor.

Também foi solicitado que o atual prefeito e o presidente da Comissão Permanente de Licitação apresentem, no prazo de 48 horas, provas da divulgação e publicação dos editais das licitações, que ocorreriam no dia 24 de dezembro.

O Ministério Público do Maranhão propôs Ação Civil Pública depois de receber denúncias de que a Prefeitura de Grajaú faria procedimentos licitatórios sem ter feito a publicidade dos editais.

Secretários Luis Fernando e Hildo Rocha participam de inaugurações de obras em Santa Inês‏

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - 8 Comentários

Foto 3 Luis Fernando em Santas foto Geraldo FurtadoOs secretários chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, representando a governadora Roseana Sarney, e o de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, acompanhados do prefeito de Santa Inês, Roberth Bringel, inauguraram, nesta quinta-feira (27), o Mercado Público do Parque Santa Cruz, obra realizada por meio de parceria entre Governo do Estado e Prefeitura. Os secretários ainda acompanharam inaugurações de escolas, quadras poliesportivas, centro de inclusão digital e uma unidade de saúde. 

De acordo Luis Fernando Silva, é fundamental que os municípios sejam parceiros do Governo, o que se reflete em obras e serviços de qualidade para a população. “Mais uma vez, o governo firma importantes parcerias para o desenvolvimento do município e benefício da população. As obras têm forte conotação social, pois vão mudar a realidade e a economia do município”, afirmou.

Segundo o chefe da Casa Civil, as obras geram renda e qualidade de vida. “A inauguração do Mercado do Parque Santa Cruz vai melhorar a vida da população dando oportunidades de emprego, e propiciando uma melhoria significativa na vida, tanto dos agricultores e pescadores que poderão vender sua produção, como das pessoas que trabalharão diretamente no mercado e suas famílias”, destacou.

O secretário Hildo Rocha ressaltou que o apoio do Governo é fundamental para que os municípios possam realizar grandes ações e obras. “Graças a apoio do Governo do Estado, o município de Santa Inês pode entregar obras nas áreas de saúde, infraestrutura e educação. O mercado será gerador de emprego e renda, e, além disso, foram pavimentados cinco quilômetros de ruas em Santa Inês”, contou.

O prefeito de Santa Inês, Roberth Bringel, afirmou que a parceria com o Estado trouxe benefícios para a população. “Agrademos ao Governo do Maranhão pelo apoio em ações e obras que beneficiam a população de Santa Inês. Somente neste fim de ano vamos entregar cerca de 10 obras para a comunidade, entre escolas municipais, ginásio poliesportivo e pavimentação asfáltica”.

Parcerias com o Governo

O Mercado Público do Parque Santa Cruz conta com área administrativa e 48 quiosques, locais de comercialização de mercadorias produzidas na região, como legumes, verduras, carnes e peixes.

Foram entregues uma estrada, com pavimentação asfáltica, entre o povoado Juçaral do Capistrano e a BR-316 e o trecho da Vila Olímpica, indo da Vila Marcone até os bairros da Coheb e Vila Cabral. Além disso, também foram asfaltadas as ruas dos bairros do Céu e Mutirão, totalizando cerca de cinco quilômetros e 200 metros de pavimentação.

Outras obras

As inaugurações em Santa Inês tiveram início na escola municipal Tomás Aquino Bringel e na quadra poliesportiva no bairro da Conceição. Em seguida, os secretários Luís Fernando e Hildo Rocha participaram da inauguração do Centro de Inclusão Digital, obra realizada pela Prefeitura em parceria com o Governo Federal; da entrega da Praça da Saudade Ildete Cordeiro e reinauguração da Biblioteca Pública Luís Barros Elouf; da inauguração da Escola de Ensino Fundamental, Teresinha Lopes, na Rua Bandeira Tribuzi; do Ginásio Poliesportivo Zeca Belisário, no bairro da Conceição; finalizando na entrega do Posto de Saúde do bairro Santa Filomena.

Também acompanharam as entregas de obras a deputada Estadual, Vianey Bringel; o prefeito de São João dos Patos, Zé Mário; prefeitos eleitos dos municípios próximos, vereadores, além de moradores e lideranças de Santa Inês.

Transferência de pacientes esvazia corredores e melhora atendimento nos Socorrões

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - Sem Comentários

Foto 1 - .._3O fluxo de pacientes transferidos dos corredores das unidades municipais Djalma Marques (Socorrão I) e Clementino Moura (II) para outras unidades municipais e estaduais ainda era intenso na manhã desta quinta-feira (27). Mais de 20 pacientes do Socorrão I foram encaminhados para os hospitais da Mulher e o Estadual Carlos Macieira. Do Socorrão II foram transferidos 22 internados que necessitam de cirurgias ortopédicas – sendo 12 para o Hospital Tarquínio Lopes Filho (Geral) e dez para o Hospital Universitário.  

Foto 3 - .._2As transferências dos pacientes dos hospitais Socorrão I e II para as Unidades Mistas do Bequimão, São Bernardo, Itaqui-Bacanga, Hospital da Mulher, Carlos Macieira e Hospital Geral tiveram início no último final de semana, depois que foi selada a parceria entre as Secretarias de Estado da Saúde (SES) e a Municipal (Semus). “Todas as unidades municipais foram devidamente equipadas com oxigênio, insumos, alimentação, enxovais e equipes médicas fornecidas pelo Estado para que pudessem receber os pacientes”, explicou a gestora da Rede de Serviços da SES, Socorro Bispo.

Foto 5 - SES - melhora atendimento nos Socorrao II foto Nestor BezerraCom as transferências de dezenas de pacientes já é possível encontrar corredores das unidades, que estavam cheios de pacientes em macas na semana passada, completamente vazios. O diretor do Socorrão II, Ademar Bandeira, afirmou que as transferências diminuíram em torno de 70% o número de pacientes que aguardavam por cirurgias. “Além de encaminhar para as outras unidades, estamos com dois cirurgiões ortopedistas fazendo cirurgias na unidade”.

Foto 6 - SES - melhora atendimento nos Socorrao II foto Nestor Bezerra nova ortopediaAdemar Bandeira explicou que, mesmo com o grande esforço empreendido entre a SES e a Semus para esvaziar os corredores das unidades, é necessária uma grande campanha de conscientização para que os motoristas não dirijam sob o efeito de álcool. “Todos os pacientes que estão chegando vítimas de acidentes com moto ou carro estão com sintomas de embriaguez”, informou.     

Para acomodar os pacientes ortopédicos, a SES está equipando um novo pavilhão com salas de estabilização, curativo e 20 leitos ortopédicos dentro do Socorrão II. A unidade passará a dispor de 90 leitos para ortopedia. “Este novo pavilhão vai melhorar sensivelmente o atendimento ortopédico desta unidade”, afirmou Ademar Bandeira.

Pacientes transferidos

Os pacientes são transferidos de acordo com especialidade e disponibilidade de leitos nas unidades referenciadas. Hugo Fernando Barros, do município de Pinheiro, estava há 20 dias no Socorrão II para fazer cirurgia no fêmur. Foi encaminhado para o Hospital Geral.  Rosivaldo Costa Mendes foi submetido a cirurgia no Socorrão I e encaminhado para recuperação no Hospital da Mulher. “Eles informaram que aqui não tem leito disponível”, disse.

 Mais de 90 pacientes que estavam nos corredores do Socorrão I foram encaminhados para outras unidades e as mudanças são notadas pelas pessoas que estão na unidade.  Joana Batista Lopes, moradora do município de Vitória do Mearim, está internada há 15 dias com problemas renais e disse que os leitos receberam novos enxovais, a alimentação melhorou e os médicos estão mais atenciosos. “Diminuiu o número de pacientes e o atendimento médico melhorou”, declarou ela.

Coordenador dos maqueiros no Socorrão I há 20 anos, Luis Jorge Dias Oliveira disse que seu trabalho também melhorou. “Os pacientes que chegam na unidade hoje são atendidos mais rápido. Antes não tínhamos nem espaço para locomover as macas porque os corredores estavam cheios de pacientes e acompanhantes. Espero que esta parceria continue na próxima gestão”, acrescentou.

TRE decidirá disputa eleitoral em Humberto de Campos? Eis a questão!!!

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - 48 Comentários

GetAttachmentEmbora tenha sido proclamado o resultado da eleição 2012 na cidade de Humberto de Campos, a disputa pelo comando do executivo municipal pode ter um fim somente na justiça eleitoral.

A coligação Humberto de Campos de todos, através da vereadora eleita Dra. Gardênia (PRTB) do qual faz parte a candidata derrotada Neide Sabóia Almeida (PMDB), que ficou na segunda colocação no pleito por uma diferença de 2.172 votos, entrou com representação na 32ª zona eleitoral pedindo a cassação do diploma do prefeito eleito Raimundo Nonato dos Santos, Deco (PMN).

Uma das alegações, que a coligação apurou, foi o afastamento do candidato Deco, de direito, mas não de fato, das suas atribuições como vice-prefeito exercendo a  função de engenheiro e secretário municipal, onde ele pratica atos de ofício na administração pública, assinando no período vedado pela lei eleitoral, planilhas de obras e realizando fiscalização em pedidos de medição de convênios federais em execução pelo município de Humberto de Campos, cuja execução era mediada pela Caixa Econômica Federal.

Também no povoado de Achuí, o candidato eleito Deco promoveu através de seus assessores, que inclusive trabalham como contratados na prefeitura, uma escancarada compra de votos dos eleitores daquele distrito, fato este documentado pela coligação Humberto de Campos de Todos, através de áudio e vídeo.

Outra alegação  proposta no rced (requerimento contra expedição de diploma) e nos aije (ação de investigação de crime eleitoral) é o fato do município de Humberto de Campos possuir aproximadamente 4.000 eleitores que residem em São Luís, ou seja, pessoas que apenas transferiram seus títulos para aquela cidade e que no dia da eleição promovem uma verdadeira desigualdade de competição, cujo fato é citado na referida ação: a quantidade de ônibus fretados na cisne branco pelo candidato eleito e seu grupo, bem como uma farra na distribuição de passagens.

Tão logo as ações sejam apreciadas pelo TRE e também pelo próprio juiz titular da comarca, o Dr. Lúcio Paulo Fernandes Soares, a vereadora eleita, Dra. Gardênia (PRTB) e os partidos coligados, ingressarão com um pedido de recadastramento eleitoral no TRE e também um recadastramento da população de Humberto de Campos no IBGE, de acordo com a orientação de seus advogados constituídos, que são Drª Kelly Barros, Dr. Rodrigo Lago, Dr. Valdenio e Marcos Caminha, disse a vereadora Gardênia Almeida.

Portal Contas Abertas reconhece transparência do Ministério do Turismo‏

Postado por Caio Hostilio em 27/dez/2012 - Sem Comentários

O Portal Contas Abertas, fundado em 09/12/2005, no Dia Internacional contra a Corrupção, é uma entidade da sociedade civil, sem fins lucrativos, que reúne pessoas físicas e jurídicas, lideranças sociais, empresários, estudantes, jornalistas, bem como quaisquer interessados em conhecer e contribuir para o aprimoramento das despesas públicas, quanto à qualidade, à prioridade e à legalidade.

É considerado hoje um dos principais canais de informação e fiscalização de recursos, com 260 mil acesso por mês. Já alcançou a marca de 10 milhões de acessos desde que foi criado.

O reconhecimento do Ministério do Turismo na prevenção de desvios e no aprimoramento da gestão pelo Contas Abertas traduz o novo momento vivido pela Pasta, em busca de melhores resultados para o desenvolvimento e crescimento do turismo brasileiro.

Você aceitou o questionamento crítico?

Postado por Caio Hostilio em 27/dez/2012 - 1 Comentário

imagesCA6ODJT3Fiz essa pergunta antes das eleições de 2012 aqui nesse blog. Passou-se a campanha eleitoral, a eleição do candidato Edivaldo Holanda Junior e vieram vários questionamentos críticos salutar de diversos colegas das mais diversas linhas editorais e de pensamento.

Pude ler muito desses textos e posso afirmar que foram questionamentos que se fossem num país realmente com uma democracia consolidada seriam mensurados e tirados diversos proveitos mesmos.

Creio que os políticos brasileiros, em sua maioria, os empresários e a classe “A” brasileira ainda não conseguem digerir o senso crítico e eles vêem isso como uma ofensa pessoal e não como agentes públicos ou membros que representam uma sociedade de certa coletividade.

Que cada jornalista mensure seus textos desde quanto eu publiquei “Você aceita o questionamento crítico?” e veja se os seus questionamentos críticos foram aceitos.

Eis o texto:

Não poderia deixar de fazer esse questionamento, depois das últimas informações sobre as eleições de 2012 e 2014, no Maranhão. Observa-se que os homens ainda não absorveram a importância do questionamento crítico para o crescimento intelectual da coletividade e dele mesmo como membro integrante do coletivo. O questionamento crítico é fundamental para que a democracia se consolide…

O principal aspecto de qualquer texto conceitual é a qualidade do conteúdo. Ele envolve dados, informações e idéias selecionadas e organizadas que expressam a visão crítico-analítico de quem redige. Tal material costuma estar apoiado em uma ciência, em uma disciplina, em uma área de conhecimento, ou em várias delas ao mesmo tempo. Deve, portanto, respeitar a veracidade de informações, conceitos e dados consagrados — social, cultural e historicamente aceitos como válidos. Isso não significa, porém, que conceitos e dados consagrados não possam ser questionados. Claro que sim. O trabalho intelectual implica questionar posições consagradas, acrescentar novidades, expor idéias. Aliás, o ensaio, em suas principais variantes, é a forma mais significativa de registro dessas novidades.

Vale ressaltar que o conteúdo de um ensaio pode questionar o conhecimento já existente sobre o assunto abordado ou apoiar-se nele. Sabemos que as mudanças são inevitáveis e necessárias, em todos os campos da atividade humana. Uma postura conservadora em relação à cultura, aos costumes e aos valores, que despreze a possibilidade evolutiva, é uma postura reacionária.

Por outro lado, é preciso saber que nada é verdade absoluta, visto que em qualquer área de conhecimento, não se pode considerar o que foi aprendido como verdade absoluta, imutável. Isso seria um erro. Se observarmos os conteúdos de textos, trabalhos e projetos verdadeiramente revolucionários, seja no social, na política e na economia, veremos que estes se caracterizam pela crítica ao conhecimento já existente e, portanto, pela crítica e reformulação da tradição cultural precedente.

Diante do exposto, é necessário que o homem esteja sempre disposto a debater as críticas e os questionamentos, porém nunca repudiá-los, pois dessa forma estará cerceando o direito de expressão. Não se pode achar que estaremos livres dos questionamentos críticos e que somos os detentores do saber e do posicionamento da coletividade como um todo. É preciso aprender a questionar criticamente no campo das idéias e aquelas que forem aceitas pela maioria da coletividade, com certeza darão o rumo que se espera, haja vista que democracia é saber respeitar o desejo da maioria.

Para reflexão dos futuros secretários de educação…

Postado por Caio Hostilio em 27/dez/2012 - 1 Comentário

Amar a educação é acima de tudo querer o bem-estar do seu semelhante e, principalmente, viver numa luta árdua para que de fato sua nação consolide sua democracia, essa livre e soberana.

Não existe mudança sem educação e ela é o pilar para todos os seguimentos profissionais, técnicos e científicos existentes. Tudo começa pela base. Se na política dizem que tudo se inicia no município, na educação tudo começa com uma excelente alfabetização.

Por isso, deixo aqui o artigo “Educação é direito do cidadão e não mercadoria”, que de publiquei no dia 18 de abril de 2011, para que os futuros secretários de educação dos mais de 5 mil municípios desse país continental possam refletir e mensurar suas responsabilidades diante dos desafios que terão pela frente.

Vamos ao texto:

edumercObserva-se que a escola e a educação no Brasil encontram-se sob um desafio que se apresenta sob dois pares de pilares conceituais irreconciliáveis: o par modernidade/qualidade e o par democracia/eqüidade. O fato é que a sociedade brasileira opera por meio da desigualdade e da exclusão, considera-se que modernidade e qualidade do ensino excluem necessariamente a democratização – isto é, o direito universal de acesso à escola e ao saber – e a eqüidade – isto é, o reconhecimento do outro como igual e com os mesmos direitos. A escola e a educação têm por isso estado a serviço do aumento e da legitimação da desigualdade social e política.

Penso que é nesse quadro que podemos compreender um fenômeno que percorre a educação brasileira em todos os níveis, qual seja, a simultaneidade entre massificação e privatização do ensino. A massificação substitui a democratização: em lugar do igual direito de todos de acesso ao saber, a massificação envolve o ensino público no nível fundamental e no nível médio, de maneira que embora o número de crianças e adolescentes escolarizados seja grande, a qualidade do ensino é baixa e precária. Por sua vez, a privatização se torna sinônimo de modernidade e qualidade, sobretudo nos níveis fundamental e médio, de maneira que a educação supostamente de qualidade torna-se claramente uma mercadoria, desaparecendo a idéia de que seja um direito do cidadão.

Na verdade, são poucos os brasileiros que compreendem que a educação é um direito. Por outro lado, o desejo de instrução é forte porque freqüentemente vem associado à possibilidade de um emprego melhor, contudo as classes populares lastimam a perda da qualidade do ensino nas escolas públicas e as classes médias abominam a escola pública porque ela não oferece instrumentos para a competição pelo ensino universitário e, conseqüentemente, para a obtenção de empregos mais qualificados.

Não temos então que nos surpreender com a educação sem qualidade na rede pública de ensino. No Brasil não há cidadania nem democracia. O jogo pelo poder e as desigualdades econômicas fazem com que a sociedade brasileira esteja polarizada entre as carências das camadas populares e os interesses das classes abastadas e dominantes, sem conseguir ultrapassar carências e interesses e alcançar a esfera dos direitos. Os interesses, porque não se transformam em direitos, tornam-se privilégios de alguns, de sorte que a polarização social se efetua entre os carentes e os privilegiados. Estes, porque são portadores dos conhecimentos técnicos e científicos, são os “competentes”, cabendo-lhes a direção da sociedade. Enquanto que os remanescentes das escolas públicas, cujo ensino/aprendizagem é de péssima qualidade, sobram apenas a obediências, com raras exceções.

A democracia é criação e garantia de direitos, podemos dizer que a sociedade brasileira, polarizada entre a carência e o privilégio, não consegue ser democrática e nela a população não consegue perceber a esfera dos direitos sociais e políticos, além do jogo sujo pelo poder.

Partindo desses argumentos, a “oposição” maranhense e o sindicado dos professores comandado pelo PCdoB, não podem usar de artifícios hipócritas para mensurar o ensino que é oferecido pela rede pública, pois tantos os “opositores” (mesmo que estejam no poder) e, nem tampouco, os professores da rede pública de ensino, matriculam seus filhos nas escolas públicas. Portanto, cobrar por salários dignos para os professores é necessário, mas necessário ainda era que esses políticos e professores cobrassem que fosse oferecido a todo cidadão apto ao ensino infantil, básico e superior uma educação de qualidade e gratuita.

É essa luta, portanto, que definirá se a população maranhense, além de compreender, finalmente, que a educação não é privilégio nem mercadoria, mas um direito do cidadão, poderá também valorizar a escola pública como espaço da formação de um ser humano completo e de um cidadão ativo, abandonando a idéia de que a educação é um instrumento do mercado.

Vale a pena divulgar… Meus parabéns ao IPAM!!!

Postado por Caio Hostilio em 27/dez/2012 - 9 Comentários

Prezado Caio Hostilio, Boa tarde! 

Venho através deste informar, com muita alegria e satisfação, que o Instituto de Previdência e Assistência do Município de São Luís – IPAM recebeu no último dia 21/12/2012 após a auditoria do Organismo Certificador Bureau Veritas o certificado ISO 9001:2008 (Sistema de Gestão da Qualidade). Está data marcou por ter sido também o aniversário do nosso Presidente, Guilherme Frederico Souza de Abreu. O IPAM torná-se o primeiro órgão público municipal do MA e a terceira entidade gestora do Regime Próprio de Previdência Social do país a obter tal certificação. Sendo assim, segue anexo um release e fotos que serão publicadas e divulgadas nos diversos meios de comunicação.

Solicitamos que o se possível  faça uso desse material e divulgue para toda comunidade, uma vez que, sou leitora assídua do seu blog e percebo que você prima pela boa gestão pública. 

Desde já agradeço!

Atenciosamente,

Luana Sarmento

premio

 premio2

 

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog