Arquivo de setembro de 2017

Lobão: estamos criando mecanismos de combate à violência

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - Sem Comentários

Nesta terça-feira (19), em audiência pública presidida pelo senador Edison Lobão, foi divulgado que o Brasil teve em 2015 uma taxa de homicídios de 28,9 casos a cada 100 mil habitantes, o que representa um aumento de 10,6% desde 2005, de acordo com estudo divulgado em junho pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No ano, foram 59.080 homicídios.

Segundo o levantamento, apesar de os gastos com segurança pública terem crescido 19% em 2014, comparados a 2010, a União tem assumido cada vez menos obrigações no setor, com maior ônus sobre estados e municípios. Além disso, não há dados sobre crimes, o que interfere negativamente na atuação dos gestores públicos e no combate à violência. No Maranhão, a violência é crescente. De acordo com o Atlas da Violência, levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cidade mais violenta do estado é São José de Ribamar. A quarta mais violenta do país. Em 2015, ano da pesquisa, foram 159 homicídios e nove mortes violentas com causa indeterminada (MVCI) para uma cidade que fica na Região Metropolitana de São Luís e tem pouco mais de 174 mil habitantes. O relatório diz ainda que São Luís aparece no ranking das 30 cidades mais violentas Brasil. A capital ficou na 23ª posição com 758 homicídios e 36 mortes violentas com causa

indeterminada. De acordo com as estatísticas da grande São Luís, neste mês de setembro já foram 23 casos de homicídios, os números se repetem, são os mesmos, desse mesmo período no ano passado.

Lobão destacou que, apesar do país viver um momento de dificuldades financeiras, isso não pode ser empecilho para o combate à violência. Segundo ele, é necessária maior criatividade dos gestores na aplicação dos recursos.

O senador Edison Lobão aproveitou para anunciar a criação de uma subcomissão para temas de segurança pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A ideia é agilizar os projetos de combate à violência que estão na pauta da comissão.

“Esta comissão está incumbida precipuamente de criar uma política de segurança pública que seja capaz de dotar o nosso país dos meios para combater a violência que nos dias de hoje tanto avassala os lares e as latitudes do nosso país”, declarou Lobão.

Hildo Rocha realiza ação para garantir continuidade da urbanização da orla do Rio em Estreito

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - Sem Comentários

Por meio de ação realizada pelo deputado federal Hildo Rocha, o município de Estreito conseguiu recursos para fazer a primeira etapa da urbanização da orla do Rio Tocantins. A obra já foi iniciada. Na semana passada o parlamentar realizou nova ação, junto ao ministério do Turismo, desta vez com a finalidade de assegurar recursos complementares para a continuação do empreendimento.

“O ministro Marx Beltrão liberou o pagamento para que o prefeito Cicin possa tocar a primeira etapa da obra, mas não é o suficiente para custear todo o projeto. Então, solicitamos uma complementação e o ministro se comprometeu em alocar recursos suficientes para a continuidade da obra”, destacou Hildo Rocha.

Cartão-postal

O parlamentar comentou sobre a importância do projeto. “Estreito é uma cidade bonita, bem cuidada pela população e tratada com zelo e carinho pelo prefeito. Com a concretização da urbanização da orla do Rio Tocantins a população terá uma grande e belíssima área de lazer, apropriada para a prática de esportes e de convivência. A obra deixará a cidade mais bonita, será mais um cartão-postal de Estreito“, declarou, Hildo Rocha

Rodovia estadual abandonada

O parlamentar destacou ainda que apesar da grande importância do município, a atual administração estadual pouco faz pela população de Estreito. “Flávio Dino prometeu que iria asfaltar a rodovia que liga Estreito ao município de São Pedro dos Crentes (MA-138), mas ficou só na promessa porque o serviço de recuperação que está sendo realizado é de péssima qualidade. Fizeram apenas uma raspagem com patrol e colocando um pouquinho de piçarra, ou seja, só mais uma tentativa de enganar a população porque não irá solucionar o problema. Quando chegar o inverno a população voltará a sofrer com os problemas que irão reaparecer”, disse Hildo Rocha.

Federalização

Rocha lembrou que por solicitação de lideranças da região apresentou projeto de lei no qual propõe a federalização da MA-138. “Já que o governador não faz, apresentei projeto de lei propondo a federalização da estrada. O projeto está caminhando rápido. Já recebeu parecer favorável do relator da Comissão de Viação e Transportes. Isso confirma a viabilidade da proposta pois a MA-138 liga duas BR’s. Então, faz sentido que venha a se transformar em rodovia federal” ressaltou Hildo Rocha.

Deputado Wellington volta a cobrar a PEC 300 para militares do Maranhão

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - 1 Comentário

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) voltou a cobrar do Governo do Estado que aprecie a possibilidade de implantar a PEC 300 estadual para os militares do Maranhão. A solicitação do deputado Wellington foi apresentada, incialmente, em fevereiro de 2015, no início do mandato.

Ao cobrar uma postura do Governador, Wellington ressaltou que a implantação da PEC 300 foi um dos “compromissos” firmados pelo Governo do Estado e ressaltou que continuará em defesa dos militares.

“Já no início do mandato, em fevereiro, apresentamos a indicação 49/2015, que, entre outras solicitações, cobra a implantação da PEC 300. Apresentamos a solicitação porque foi uma das promessas de campanha do Governador Flávio Dino. Quase três anos já se passaram e, até o presente momento, não há nenhuma sinalização por parte do Governo. Reforçamos aqui o nosso pedido que, certamente, implicará na valorização dos nossos militares”, disse Wellington.

De acordo com a proposta da PEC 300 estadual do Maranhão, passa-se a ter um reajuste nos subsídios de coronel, tenente-coronel, major, capitão, tenente, aspirante, cadete, subtenente, sargento, cabo, soldado e, ainda, aluno soldado.

IV Festival Internacional de Folclore e Turismo tem parceria da Prefeitura de São Luís

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - 1 Comentário

A Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) é parceira do IV Festival Internacional de Folclore e Turismo, que ocorre de 22 a 30 de setembro na capital. A abertura será nesta sexta-feira (22), na Praça Maria Aragão, às 20h30. O Festival é uma iniciativa da World Association of Performing Arts (WAPA) e Council Internacional Dance (CID), órgãos ligados à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) presentes em mais de 122 países, que se destacam na realização de festivais e encontros Internacionais de Folclore do mundo.

Além da Unesco, realizam o Festival a Comissão Nacional de Folclore e Comissão Municipal de Folclore e Brilho da Ilha Produções. As secretarias de Estado de Esporte e Lazer e de Desenvolvimento Social também são parcerias do evento que tem apoio do Shopping da Ilha, Livraria Amei e Valparaíso Acqua Park.

A programação inclui apresentações artísticas, seminários e palestras entre os grupos, promovendo o intercâmbio artístico e cultural entre os povos. “O festival é uma parceria da Prefeitura com secretarias estaduais e entidades privadas que fortalecem o rico folclore maranhense, pois faz esse intercâmbio com culturas de outras cidades e países. É muito importante iniciativas em que a sociedade civil e poder público fazem um esforço coletivo para a promoção de políticas culturais que garantam a manutenção e preservação das nossas manifestações culturais e de outros povos”, destacou o secretário municipal de cultura, Marlon Botão.

São Luís sediará pela quarta vez o evento. O evento recebe as delegações internacionais de Cuba, Polônia, Estados Unidos, Paraguai e Colômbia e as delegações nacionais dos estados do Pará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Rio de Janeiro e Maranhão, além da presença de 15 representantes da Unesco.

O Festival conta com a presença do diretor e organizador do seminário WAPA, Lairton Guedes; da representante do Conselho Internacional da Dança (CID), Marcela Hourqueble; presidente da Comissão Nacional de Folclore (CNF), Severino Vicente; representante da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e presidente WAPA Secção Sudeste, Diego Dionizio; da folclorista e presidente da WAPA Secção Centro-Oeste, Marlei Sigrist; antropólogo e psicanalista Eduardo Benzatt; presidente WAPA Brasil Clerton Vieira, entre outros. O príncipe da família real sul-africana, Zolani Mikiva, acompanha a delegação.

Dá nisso as patacoadas de Janot!!! STF cogita devolver denúncia contra Temer a Raquel Dodge

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - Sem Comentários

Pelo menos quatro ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com fontes ouvidas em Brasília, já cogitam a chance de devolver à Procuradoria-Geral da República (PGR) a denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada no último dia 14, pelo então procurador-geral Rodrigo Janot.

O peemedebista, que já foi acusado de corrupção passiva e conseguiu barrar o processo durante votação na Câmara, agora está sendo alvo de denúncia por obstrução de justiça e organização criminosa.

Os quatro membros da Corte estariam de acordo com os argumentos do advogado de Temer, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira. Ele alega que os fatos elencados teriam ocorrido antes de peemedebista assumir o mandato.

Segundo Mariz, a lei diz que o presidente da República não pode responder por supostos crimes anteriores ao cargo, apenas depois que sair dele.

Conforme destaca a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, se o processo for devolvido, caberá à nova procuradora-geral, Raquel Dodge, revisar o trabalho do antecessor. Ela assumiu o Ministério Público Federal nessa segunda-feira (18), em cerimônia presidida pelo próprio Temer. Foi ele, aliás, quem escolheu o nome da sucessora.

Julgamento

Nesta quarta-feira (20), o STF retoma o julgamento do pedido feito pela defesa de Michel Temer para suspender a denúncia. A sessão foi interrompida, no último dia 13, após a manifestação do advogado de Temer e da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Quando do início dos debates, os ministros Marco Aurélio e Gilmar Mendes adiantaram que o julgamento seria polêmico. Mendes questionou o fatiamento do inquérito contra Temer e pediu esclarecimentos da PGR sobre a suposta atuação do ex-procurador da República Marcello Miller em favor da JBS durante o período em que trabalhou na procuradoria.

“Quando discutimos no fim de junho a delação, fiz considerações sobre o Miller. Falei de ação controlada ilegal. Agora parece que a procuradoria precisa esclarecer isso, antes da eventual denúncia que venha a oferecer”, disse Gilmar Mendes.

Já Marco Aurélio questionou o pedido da defesa do presidente para suspender o envio de uma eventual denúncia pelo Ministério Público. “Pela primeira vez em 27 anos, me defronto com um pedido no sentido de o Supremo obstaculizar a oferta de uma denúncia pelo Ministério Público. A meu ver, isso é grave, porque quebra o sistema não só legal como constitucional”, argumentou.

Na avaliação do advogado Antônio Claudio Mariz, representante de Temer, as suspeitas de que o ex-procurador Marcello Miller teria beneficiado os delatores da JBS, fato que motivou abertura de um processo de revisão da delação, justifica cautela no prosseguimento das investigações e a suspensão da eventual denúncia.

Ao subir à tribuna nesta tarde, Mariz refirmou o pedido para suspender a denúncia contra o presidente. “Acho temerário o processamento de uma denúncia, em face dos dados que estão sendo colhidos”, alertou o advogado.

Ao se manifestar durante a sessão do STF, o vice procurador eleitoral, Nicolau Dino, disse que as questões levantadas pelo ministro Gilmar Mendes estão sendo investigadas por Rodrigo Janot, que não participou da sessão.

No mesmo dia, por 9 votos a 0, o Supremo rejeitou pedido feito, também pelos advogados do presidente, para que seja declarada a suspeição de Janot na atuação das investigações relacionadas ao presidente, iniciadas a partir das delações da JBS.

“Triste a situação de nossas crianças em Coroatá”, diz Andrea ao denunciar o prefeito sobre o caos na educação do município

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - Sem Comentários

A deputada Andrea Murad repercutiu a denúncia sobre o retrocesso na educação municipal de Coroatá. Além da volta dos barracões e ensino multisseriado, a parlamentar repercutiu o relato das mães nos povoados Manelão e Santa Luzia em Coroatá. Em vídeo que está circulando nas redes sociais, elas falam da situação dos filhos matriculados na escola municipal Paraíso, mas que estão sem frequentar por falta do transporte escolar, serviço que deveria ser garantido pela Prefeitura.

“Os alunos estão tudo sem estudar. Não tem nenhum estudando. De jeito nenhum”, disse Maria, mãe de alunos da escola municipal Paraíso.

Além de crianças que não conseguem ir para escola, existem aquelas que se arriscam a pé ou de bicicleta. Mesmo assim a frequência escolar é baixa e por isso muitas famílias podem perder o auxílio do Bolsa Família como relatou esta outra mãe.

“Uma vez essa menina aqui veio chorando no caminho com dor de cabeça. Esse dia mesmo um caboco na moto ia matando ela. Vinha descendo a ladeira voado e ela subindo. Se tivesse na bicicletinha dela tinha morrido”, disse dona Bia que teme pela vida dos filhos a caminho da escola.

A deputada Andrea Murad já protocolou duas representações contra o prefeito Luis da Amovelar Filho, PT, por não garantir o acesso desses alunos à escola.  E também pediu que o Ministério Público investigue em todos os polos a situação das crianças, principalmente, na zona rural.

“Triste ouvir e ver que a situação das nossas crianças em Coroatá só piorou com esta nova gestão. São barracos servindo de escola, ensino multisseriado, crianças de várias idades e séries diferentes colocadas num mesmo espaço. Não tem transporte escolar porque a prefeitura não consegue sequer garantir o acesso. Então, só peço que o Ministério Público tome providências para que esses alunos tenham o direito de frequentar a escola. Infelizmente, hoje, Coroatá está à mercê de um ex-prefeito condenado, ficha suja, que não pode ser eleito e colocou o filho. E o filho, coitado, sabe nem para onde vai administrar uma prefeitura. Eu queira quer ele usasse todo o vigor de sua juventude, que ele utiliza para as festas, que ele usasse também para trabalhar mais pelo município”, explica a deputada.

Assista o depoimento das mães e Assista discurso da deputada:

Namorada posta vídeo inédito de Marcelo Rezende na web

Postado por Caio Hostilio em 19/set/2017 - Sem Comentários

Luciana Lacerda postou um vídeo inédito de Marcelo Rezende no Instagram, nesta segunda-feira (18). A namorada do apresentador da TV Record, que faleceu no último sábado (16), ainda aproveitou para se declarar ao amado.

“Ter vivido ao seu lado, para mim, foi a maior declaração de amor. Ter cuidado de você foi cuidar de mim. Ter vivido esses meses juntos foi algo que a vida me deu e que para sempre eu vou levar”, escreveu.

E continuou: “A vida nos prega cada peça, não? Mas realmente conhecer você foi algo tão além da palavra amor, que a mim só cabe dizer a Deus o meu eterno obrigado”.

O veterano, vale destacar, foi vítima de um câncer no fígado e no pâncreas.

Assista!

60,7% dos votos válidos estão com a oposição, revela Andrea Murad

Postado por Caio Hostilio em 18/set/2017 - 1 Comentário

A deputada Andrea Murad (PMDB) usou a tribuna para revelar mais um dado da PESQUISA ESCUTEC divulgada no fim de semana. De acordo com a pesquisa analisada pela parlamentar, a maioria dos votos válidos pertence aos candidatos de oposição ao governador Flávio Dino.

“A Escutec aponta, se as eleições fossem hoje, os votos válidos no primeiro turno: Roseana Sarney estaria com 44%; Flávio Dino com 39.3%; Roberto Rocha com 10.7%; Maura Jorge com 6%. Ou seja, a grande maioria do eleitorado, 60,7%, rejeita o Governador. De acordo com a pesquisa, Flávio Dino não seria reeleito governador do Maranhão, considerando a péssima gestão que vem fazendo. O governador está acabando com o Estado e a população está abrindo os olhos e dará adeus a esse comunista cruel que massacra os maranhenses com aumento de impostos, alugueis camaradas, superfaturamentos na compra de medicamentos entre outros desmandos”, disse a deputada.

Para a parlamentar, a soma dos votos válidos dos candidatos de oposição ao governador Flávio Dino, total de 60,7%, demonstra a decepção do povo com o governo comunista que poderá contar ainda com mais nomes na oposição para o pleito ano que vem.

“Analisando a soma dos votos válidos dados aos candidatos da Oposição, alcançamos 60,7% dos votos, ou seja, uma diferença de 21,4%, em relação a Flávio Dino. E esse cenário favorável à Oposição tende a crescer à medida que outros candidatos irão surgir, que as regras eleitorais vão sendo definidas até o início de outubro, quando os partidos colocarem pra valer os nomes dos seus candidatos nas ruas. Então, fica a boa notícia para nós, revelada pela pesquisa Escutec de que a Oposição já é amplamente majoritária no voto popular, comprovando a decepção com o Governo Flávio Dino”, disse a parlamentar.

Prefeito Edivaldo entrega à população sétimo Ecoponto que vai beneficiar cerca de de 40 mil pessoas

Postado por Caio Hostilio em 18/set/2017 - 2 Comentários

O prefeito Edivaldo entregou, nesta segunda-feira (18), mais um Ecoponto, em São Luís. O equipamento do Residencial Esperança é o sétimo a ser posto em funcionamento em pouco mais de um ano pela Prefeitura de São Luís, via Comitê Gestor de Limpeza Urbana e vai atender a 11 bairros da região, beneficiando uma população estimada de 40 mil habitantes. Os Ecopontos são uma forma eficaz de combater pontos de descarte irregular na cidade, recebendo de forma ambientalmente adequada o descarte de resíduos não recolhidos na coleta domiciliar, reforçando a política municipal de tratamento de resíduos sólidos.

Segundo o prefeito Edivaldo – que estava acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e do vice-prefeito Julio Pinheiro, além de secretários municipais – o Ecoponto Residencial Esperança representa mais um importante passo da Prefeitura no combate ao descarte irregular de resíduos. “Este terreno onde foi construído o Ecoponto era uma área onde os resíduos eram descartados de forma irregular, prejudicando a saúde pública e a qualidade de vida dos moradores. Agora, a área está pronta para receber de forma adequada esses resíduos, trazendo melhorias para a região. Executamos o projeto dos Ecopontos de forma integrada com as cooperativas de reciclagem de lixo, que recebem todo o material reciclável coletado nos Ecopontos, promovendo, assim, o trabalho e a geração de renda entre os cooperativados”, frisou Edivaldo.

O prefeito ressaltou ainda a necessidade de apoio da população na melhoria da limpeza urbana. “A Prefeitura está fazendo sua parte, mantendo a coleta regular, entregando Ecopontos, fortalecendo a coleta seletiva, mas a população também precisa fazer a sua parte que é não descartar lixo em locais indevidos”, ressaltou o gestro municipal.

O Ecoponto Residencial Esperança fica localizado na Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança, e vai atender à demanda dos bairros Vila Fialho, Cohama, Cantinho do Céu, Conjunto Manoel Beckman, Vila 07 de Setembro, Vila Regina, Residencial Primavera Turu, Vila Cruzado, Vila União e Recanto Fialho.

O vice-prefeito Julio Pinheiro ressaltou a importância dos investimentos que a administração municipal está fazendo na área da limpeza pública. “São ações que trazem diversos benefícios para a cidade, melhorando o meio ambiente, a coleta dos resíduos e educando a população para que ela seja parceira da Prefeitura neste importante trabalho”, frisou o vice-prefeito.

Os Ecopontos integram as ações desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís, executadas por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana. Os equipamentos visam dar destinação adequada aos resíduos produzidos na cidade e contribuir para a proteção da saúde pública e a qualidade ambiental por determinação do prefeito Edivaldo para profissionalizar a gestão de resíduos sólidos em São Luís, política que teve como marco o fechamento do Aterro da Ribeira, em julho de 2015.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela, informou que hoje os Ecopontos se destacam no gerenciamento de resíduos sólidos e orgânicos e que a área em que foi construído em nada mais lembra o cenário de degradação humana e ambiental verificado anteriormente. “Nos estudos de impacto ambiental e social que fizemos verificamos, inclusive, que além do grande volume de material que era descartado no local, as pessoas ateavam fogo na área, degradando ainda mais a vegetação. Com a criação do Ecoponto, sanamos de forma definitiva esse problema, transformando a área em um local ambientalmente melhor”, observou Carolina Estrela.

COMUNIDADE

Desde o início da construção do Ecoponto Residencial Esperança a comunidade do entorno foi mobilizada e recebeu diversas orientações sobre o projeto e informações sobre o que pode ou não ser descartado no local, horário de funcionamento, benefícios que o equipamento urbano trará para a região, entre outras informações. As ações de educação também envolveram as escolas do bairro.

Alunos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Jornalista Neiva Moreira, localizada no Bequimão, estiveram na inauguração e receberam orientações sobre o descarte regular de resíduos sólidos. Eles também levaram material reciclável para descartar no Ecoponto e apesar da pouca idade já têm muito o que ensinar sobre consciência ambiental. “Na escola a gente aprende a colocar o lixo nos locais certos, mas muita gente não faz isso e joga em qualquer lugar, poluindo o meio ambiente e prejudicando as pessoas. É importante saber onde jogar o lixo fora corretamente”, disse Ana Clara Ribeiro de Sousa, de 10 anos.

ECOPONTOS

opontos são espaços disponibilizados à população para entrega voluntária de materiais descartáveis e inservíveis que não são recolhidos pela coleta convencional de lixo. O espaço recebe todo tipo de resíduos que não entram na coleta diária, como entulhos da construção civil, utensílios domésticos e móveis velhos, por exemplo.

O projeto dos Ecopontos começou a ser desenvolvido em 2015 com estudos técnicos sobre este tipo de equipamento e as vantagens que eles trariam para o sistema de limpeza do município.

O primeiro Ecoponto foi inaugurado em maio de 2016, na Avenida dos Africanos. Após isso, foram inaugurados Ecopontos nos bairros Bequimão, Angelim, Turu e Jardim América. No dia 6 deste mês, como parte das comemorações pelos 405 anos de São Luís o prefeito Edivaldo entregou o Ecoponto Jardim Renascença e agora entrou em funcionamento também o Ecoponto Residencial Esperança. “Nossa meta é encerrar o ano com 10 Ecopontos em funcionamento. Já temos outros dois licenciados para iniciarmos a construção. Eles ficarão localizados nos bairros Cidade Operária e Cohatrac”, informou Edivaldo.

FINALIDADE

O projeto de criação dos Ecopontos foi desenvolvido para atender os geradores e transportadores de pequena quantidade de resíduos, com volumes inferiores a 2m³, transportados por veículos como pick-up, carrinhos de mão ou carroças. A instalação dos Ecopontos atende, ainda, aos ditames estabelecidos na parceria público-privada (PPP), na modalidade de concessão para execução de serviços de limpeza pública e manejo de resíduos sólidos, firmada pela Prefeitura com a empresa São Luís Engenharia Ambiental.

Entre outras finalidades, a ação tem ainda como objetivo contribuir para a proteção da saúde pública e da qualidade ambiental; o descarte correto de pequenos volumes; a extinção dos lixões; além de estimular o reaproveitamento e a reciclagem de materiais descartáveis e propiciar à população um local específico para fazer a destinação do lixo reciclável.

Os resíduos destinados a esses locais são, em grande parte, gerados por reformas de pequeno porte, restos de poda e capina de origem domiciliar, ou ainda, móveis e eletrodomésticos velhos, que normalmente são descartados nas vias públicas.

SAIBA MAIS

O que são Ecopontos?

Em São Luís, os Ecopontos são unidades de recebimento de pequenos volumes e possuem como objetivo proporcionar aos carroceiros um local regulamentado para a realização de destinação ambientalmente adequada de materiais recicláveis e resíduos não coletados através do serviço de coleta convencional, como resíduos de construção civil (RCC) e volumosos (restos de poda e capina).

Onde já tem Ecopontos?

– Ecoponto da Avenida dos Africanos Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas;

– Ecoponto do Angelim Rua 27, s/nº (antes do Makro, próximo ao Restaurante Chico Noca);

– Ecoponto do Bequimão Avenida 1, s/nº, Bequimão;

– EcopontoTuru Travessa G, s/nº, Habitacional Turu;

– Ecoponto Jardim América Avenida 03, s/nº, Jardim América (Ao lado da União de Moradores)

– Ecoponto Jardim Renascença Rua Netuno, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo

– Ecoponto Residencial Esperança Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança

Qual o horário de funcionamento dos ecopontos?

Segunda-feira à Sábado, das 7h às 18h

Que materiais são recebidos nos Ecopontos?

Plástico

Vidro

Papel

Metal (até 200 kg/dia por pessoa)

Gesso

Resíduos de construção civil

Resíduos de poda

Móveis velhos (até 2m³/dia por pessoa)

Pneus (2 unidades/dia por pessoa)

Óleo de cozinha (4 litros/dia por pessoa)

Madeira

Eletrônicos como TVs, monitores, celulares, mouses, impressoras, teclados etc.

Que materiais os Ecopontos não recebem?

Lixo doméstico

Animais mortos

Resíduo hospitalar

Resíduos perigosos/contaminados como pilhas/baterias, lâmpadas, cartucho de tinta, tonner, óleos e suas embalagens

Outras Informações:

Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

“Prefeita é condenada por contratar ao invés de nomear aprovados em concurso”, alerta deputado Wellington

Postado por Caio Hostilio em 18/set/2017 - Sem Comentários

Na tarde desta segunda-feira (18), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão para destacar importante decisão do Judiciário. Trata-se da decisão da juíza  Gláucia Helen Maia de Almeida, que condenou a ex-prefeita de Presidente Dutra, Irene de Oliveira Soares, por realizar a contratação irregular de dezoito servidores públicos, em detrimento da realização de concurso público.

Ao fazer referência à decisão, o deputado Wellington mencionou situações semelhantes em outros municípios e cobrou atenção por parte das Prefeituras envolvidas, do Ministério Público e do Judiciário.

“Por meio do nosso projeto ‘Ouvindo o Maranhão’, percorremos inúmeros municípios e já realizamos audiências com os aprovados em concursos como os de Pindaré-Mirim, Anapurus, Barreirinhas, Paraibano, Matões de Norte e Lago Açu. Em tais municípios, o que encontramos foram inúmeras contratações temporárias precárias. Já temos um precedente: prefeita é condenada por contratar ao invés de nomear aprovados em concurso. Deixo aqui um alerta para que as Prefeituras envolvidas ajam com moralidade e nomeiem os aprovados nos concursos públicos”, afirmou o professor e deputado Wellington.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog