Arquivo de Abril de 2011

Reflexão!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/abr/2011 - 3 Comentários

Cansei!!! Sinceramente não haverá tempo de eu ver mudanças!!!

Como todos os leitores dos meus textos sabem, eu já escrevi demais sobre a falta de conhecimento dos brasileiros e da maioria dos políticos sobre as leis que regem os serviços públicos do país, os direitos e deveres dos cidadãos brasileiros. Por outro lado, cansei também de ver e ouvir baboseiras de políticos que não condizem com a realidade, apenas serve para desinformar ainda mais o povo.

Cheguei a conclusão que os políticos e o povo não querem conhecer os fatos em suas essências, por isso a melhor definição ao nosso povo TUPINIQUIM brasileiro é a desinformação e escolher o que aí está, ou seja, a hipocrisia, as politiquices, as safadezas etc. Fico triste, mas jamais mudarão alguma coisa nesse barco furado.

Não assustem os leitores dessa CROCRÍTICA inúteis palavras, porém, realistas que escrevo. Todo homem tem o seu preço, não sou hipócrita e tenho o meu, portanto: Não me coloquem em nenhum cargo político, logo, estarão todos roubados e meus bolsos estarão cheios de grana!

Pessimista que sou e diga lá, não vejo orgulho e esperança daquilo que chamamos PÁTRIA, tampouco reafirmaria que exercemos cidadania através do voto. Cidadania a meu ver é exercida dentro de uma política de troca de valores entre as partes “GOVERNO e POVO”, cabendo às partes o que é de cada um (Sócrates em sua máxima filosofia). E se fossemos avaliar o que o POVO TUPINIQUIM BRASILEIRO tem, certamente veríamos que nada temos, logo, falta-nos de tudo, principalmente bons representantes e conhecimento didático de como funciona a gestão pública, pois assim poderíamos cobrar dos que apenas criam factóides e mentiras sobre o assunto

Ainda nessa ideologia do VOTO, enganam-se os leitores e demais brasileiros quando pensam que voto é exercer cidadania e no mínimo mal entendem das palavras DIREITO e DEVERES.

João Ubaldo Ribeiro dizia em seu livro “Viva o povo brasileiro”, certa visão realista e que todos nós pagamos caro pelo comportamento brasileiro. Assim segue: “(…) Um país de povo alegre, festeiro, que dribla todas as dificuldades com o célebre jeitinho brasileiro, um país feliz! E mais! Um país que nunca enfrentou guerras, nem pestes, nem vulcões, nem terremotos (…)”- Um pouco mais adiante, segue em sua crítica e enfatiza a mansidão brasileira: “(…) Um povo que convive com amenidade e cortesia, um povo prestativo, de coração bondoso, em que todas as raças se misturam livremente, pois desconhece o preconceito racial, visto que aqui o preconceito é econômico.”- Diante dos fatos elucidados pelo autor, não é difícil entender o seu ponto fraco; brasileiro é um povo amigo, dócil e confiante em tudo, principalmente nas promessas e nos discursos inflamados falaciosos, sem consistências que envolvem a esperança de um Brasil melhor.

Diante do desconhecimento do povo e da maioria dos políticos de como funciona de fato a economia e o social adotado no Brasil, resta-me dizer: “Viva o povo brasileiro!!! Salve-o da ignorância política!!!”

Ah!!! Já ia me esquecendo… Os políticos, seja de oposição ou posição, não querem que o povinho brasileiro conheça como funcionam esses ditames que regulamentam o serviço público brasileiro. Os oposicionistas porque perderiam o discurso falacioso, hipócrita e safado, podendo perder, com isso, suas vantagens politiqueiras, mesmo sabendo que suas falas vão de encontro à legalidade, a moralidade e a ética do serviço público. Enquanto que os governistas não podem perder seu “bote” de quatro em quatro anos.

Para a hipocrisia politiqueira, nós, povo, somos: medíocres, incultos, incautos, pobres e até miseráveis, indesejados, porém, felizes. É nesse aspecto que reflito sobre a falta de conhecimento do povo brasileiro dos seus direitos e deveres aparados pelas leis que regulamentam as gestões públicas.  

Portanto, fica aqui um pedido a qualquer político desse Maranhão: “Tenha coragem de debater esse assunto. Gostaria ao menos de ver um político sensato com o desconhecimento do povo brasileiro”.

Para que melhor reflita sobre o assunto, deixo um trecho do poema de Castro Alves “O navio negreiro”: “-Oh, Deus dos desgraçados!“. “Castro Alves rogou a Deus as mazelas dos negros e eu rogo pela falta de conhecimento do povo brasileiro”.

O jornalismo e a falta de conhecimento

Postado por Caio Hostilio em 30/abr/2011 - 120 Comentários

Hoje (30), estive num almoço com o vice-governador Washington Oliveira, o deputado federal Chiquinho Escórcio e diversos jornalistas. Como participavam políticos, o assunto não poderia ser diferente: “política”.

Contudo, observa-se que uma das grandes falhas do jornalismo não está pautada na dificuldade de escrever um texto, mas sim na falta de conhecimentos sobre o assunto em questão, com isso passam informações distorcidas, sem critério técnico e dentro daquilo que a linha editorial precisa para se manter economicamente com os seus financiadores.

Essas informações são vistas pela maioria dos leitores, principalmente aqueles que conhecem o fato em discussão, como desinformação e falta de conhecimento do repórter.

Na verdade, o jornalismo brasileiro vive hoje uma crise ética muito especial. Mais do que a incidência de desvios éticos pronunciados, a característica dessa crise é o vazio ético. Nas redações, deu-se uma rendição generalizada aos ditames mercantilistas ou ideológicos dos proprietários dos meios de informação. A liberdade de informar e o direito de ser informado, canonizados na Declaração Universal dos Direitos do Homem e erigidos em ideologia dos códigos de ética jornalística nos mais diversos países, tornaram-se letra morta.

Não por acaso, esse novo ambiente ético no jornalismo é adequado aos valores do neoliberalismo econômico e foi instrumental ao seu processo de implantação. Nesse sentido é um equívoco considerar o vazio ético das redações uma disfunção do jornalismo. Ele existe porque tem uma função. E resulta de um embate ideológico que se dá além da esfera estrita da comunicação, um embate entre propostas divergentes de civilização e de organização. Portanto, não cobrem o que não existe: a imparcialidade.  

Por outro lado, o nível intelectual da maioria dos jornalistas está aquém das expectativas, principalmente no que tange os princípios e os ditames do serviço público, as dificuldades e anseios na Educação, Saúde, investimentos, logística e segurança pública. Diante disso, o leitor é obrigado a ler matérias pautadas dentro do senso comum, das baixarias, sem conhecimento do assunto que falam. É lamentável o que está ocorrendo, mesmo sabendo que não existe a imparcialidade. É muito triste, mas é mais triste ainda ver gente como tem repórteres que se sujeitam a criar factóides que estão totalmente fora dos princípios legais das leis, mas esperam que os órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público e TCE dêem credibilidade às baboseiras delatadas sem nenhuma consistência que dê parâmetros para uma investigação.

Sei que não sou jornalista, mas tenho senso crítico e questionador sobre o assunto, por isso me dou o direito de falar sobre as falácias do jornalismo, isso porque o vivencio todos os dias. Muitos amigos dizem sempre o seguinte: “Não dou um níquel por esses jornais, porque sei que o sucesso deles não depende única e exclusivamente de mim, mas não vou jogar meu dinheiro fora para ler mentiras ou histórias manipuladas, prefiro ler um livro como Harry Potter ao invés disso, e se você não gosta de ser palhaço, aconselho fazer o mesmo.

O certo é que já se tornou alérgico ao mau jornalismo, à manipulação desonesta da informação. Por isso, as grandes empresas quando querem praticar o jornalismo desonesto, mandam repórteres jovens, que ainda não acumularam conhecimento, que não têm memória histórica. Certamente o saber pode ser um valor central a numa nova ética porque ele tem essa característica de tornar seu portador naturalmente resistente à desonestidade intelectual e à manipulação.

Sabendo disso, os políticos – que na maioria também desconhecem os ditames dos serviços públicos -, aproveitam para vender, através desses jornalistas desconhecedores dos assuntos em questão, suas idéias mirabolantes, seus desconhecimentos da coisa pública, suas hipocrisias politiqueiras, como se tudo fossem a mais pura verdade.

Por isso, é importante o leitor ler, ouvir e assistir diversos meios de informações e, assim, poder mensurar dentro do seu conhecimento científico o que de fato está ocorrendo.

Já não é mais jornalismo e sim perseguição!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/abr/2011 -

As matérias do Estadão de São Paulo sobre o presidente do Senado, José Sarney, deixaram de serem jornalísticas para se tornar factóides como objetivo de perseguir o senador amapaense. Simplesmente viraram os canhões para Sarney, pois deve ser disparado o maior número de factóides. A artilharia do jornalão só pensa em perseguir Sarney. Mesmo que todos os factóides caiam por terra, o Estadão não pretende deixar de perseguir o presidente do Senado, ainda mais depois de sua reeleição para continuar presidindo a Casa. O problema do Estadão com José Sarney não se resume a proibição das gravações que pretendiam divulgar e foi proibida pela justiça. O grande problema do jornalão é não aceitar que um nordestino continue decidindo os destinos do país por mais de 55 anos. Isso é preconceito dos paulistas com nordestinos. Para ele, os paulistas são os melhores e nenhum se sobressaiu como Sarney, que venceu nos seus dois campos de atuação, o político e o intelectual. Isso é muito para esses caras. Por outro lado, o Estadão penso que consegue persuadir todos os brasileiros com seus factóides. Contudo, vale ressaltar que muitos brasileiros já sabem mensurar o que é verdadeiro e o que não passa de factóides para perseguir seus desafetos.

Veja abaixo, a assessoria de imprensa do Senado corrigindo informações improcedentes veiculadas no jornal O Estado de S. Paulo

Com referência à matéria hoje publicada com destaque no jornal O Estado de São Paulo (1ª página e página 4), sob o título “Senador que preside Conselho de Ética assinou atos secretos”, a Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado Federal gostaria de mais uma vez esclarecer algumas informações improcedentes nela contidas:

1. Não foi O Estado de São Paulo que ‘revelou’ a existência dos chamados ‘atos secretos’. A revelação da existência de atos não publicados consta da página 8 do primeiro relatório da Fundação Getúlio Vargas, contratada pelo Senado Federal, e divulgado à imprensa em 12 de maio de 2009, portanto quase um mês antes da matéria publicada no referido jornal (datada de 10 de junho do mesmo ano).

2. Quanto à informação contida na mesma matéria, de que “durante o escândalo, José Sarney decidiu não anular as decisões aprovadas pela Mesa Diretora sob a alegação de que não tinha poder para isso”, é simplesmente falsa. O repórter nã

Veja a previsão de Lula em dezembro de 2010 sobre a Saúde

Postado por Caio Hostilio em 30/abr/2011 - Sem Comentários

Lula: futuro ministro da Saúde terá que definir com o Congresso recursos para o setor

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse há pouco que o novo ministro da Saúde deverá ter a responsabilidade de se reunir com senadores e deputados para buscar uma nova fonte orçamentária para a Saúde. Em visita ao hospital Sarah Kubitschek, em Brasília, Lula reclamou mais um,a vez da perda da receita da CPMF, em 2007. “Só existe uma explicação para terem tirado a CPMF do orçamento da União: ódio, rancor e maldade”, disse Lula, referindo-se ao Senado, que rejeitou a volta do imposto do cheque. “Nos tiraram, no total, mais de R$ 150 bilhões”, lamentou.

No discurso para uma plateia formada por funcionários do hospital, Lula disse que só os ricos no País têm direito a tratamento complexo de saúde e que o Sarah é uma exceção. Em tom bem humorado, disse que antes, em Brasília, as pessoas diziam que o melhor hospital era o aeroporto. “Eu também já disse que o melhor hospital de Brasília era o aeroporto”, lembrou. E relatou que certa vez estava na Câmara quando sofreu um problema de apendicite e que um deputado médico sugeriu que fosse se tratar em São Paulo.

Lula ainda relatou que três meses antes de sua reeleição, em 2006, o Congresso Nacional retirou R$ 900 milhões do orçamento previstos para o Sarah. Segundo o presidente, isso foi uma “atitude de má-fé”, para prejudicá-lo na disputa eleitoral. Disse ainda que espera que a saúde deixe de ser tratada como despesa de Estado. “Fico pensando se é gasto tratar as pessoas com carinho e esperança”, afirmou. “O hospital não pode ser um martírio”.

Comentário do Blog: a votação contra a CPMF, no Senado, em 2007, tendo o PSDB e DEM – criadores do imposto -, como os maiores articuladores para por fim a essa ajuda fundamental para a saúde pública do Brasil foi um ato hipocrita, politiqueiro, eleitoreiro, safado ou foi uma atitude nobre aos contribuintes? O resultado está aí!!!!

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - 46 Comentários

Acorda Castelo!!!

Segundo informações, quem ordenou o tal coronel Filho, da SMTT, a tomar aquela atitude prá lá de maluca – proibir os agentes de trânsito a não multar os carros da prefeitura -, foi o Secretário Adjunto, o tal Dr. Artur. Com isso, antes de demitir o coronel, mesmo que ele seja autoritário e arbitrário, não seria providencial apurar os fatos? Segundo o informante, o tal Dr. Artur ordenou  o coronel a tomar essa atitude ilícita, apenas verbalmente, mas como o cara é militar é gosta de tudo no papel, visto que papel não chora, não titubeou e fez a cagada. Caiu feito um patinho!!! O informante disse, ainda, que ele e várias outras pessoas da SMTT escutaram quando o coronel bobalhão disse que cumpriu apenas a ordem do secretário adjunto, Dr. Artur, que com certeza queria mostrar serviço, mesmo que ilícito, ao prefeito, ou seja, “nossos carros não possuem uma só multa”. Como Castelo dorme para administrar e é sisudo para as articulações políticas, sugiro ao secretário Clodomir Paz que abra um processo administrativo e, assim, punir todos: o mentor intelectual da idéia e o executor.

Gil Cutrim no PMDB 

Considerado como uma das principais lideranças jovens do Estado, o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, congregou a juventude maranhense a se filiar ao PMDB com o objetivo de disputar as eleições municipais de 2012. “Tenho certeza que milhares de jovens maranhenses se identificam com a ideologia e diretrizes do partido. Quero pedir a estes jovens que se filiem e que disputem o maior número possível de vagas para os cargos de vereador e prefeito”, afirmou Cutrim durante Encontro Regional da sigla, realizado no auditório da Assembléia Legislativa nesta sexta-feira (29). 

Gastão Vieira defende adiamento do PNE para avançar no debate

A adoção do novo Plano Nacional de Educação (PNE), proposto pelo governo para os anos 2011-2020, deve ser adiada para aprofundar o debate sobre as suas metas. A proposta é do presidente da comissão especial do PNE na Câmara, Gastão Vieira (PMDB-MA), para que se discuta um acordo sobre as prioridades da educação com o governo federal, estadual e as prefeituras. “Não basta dizer que tem um plano, mas sim ter um que permita executar um processo perene de melhoria da educação brasileira”, declarou o parlamentar. A proposta contraria os interesses do governo e do próprio ministro da Educação, Fernando Haddad, que declarou a intenção de aprovar esse projeto ainda em 2011.

João Alberto na Assembléia Legislativa

O senador João Alberto (PMDB), esteve visitando na manhã desta sexta-feira (29), a Assembléia Legislativa do Maranhão. O senador se reuniu com o presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) e com o deputado Roberto Costa (PMDB), na sala da presidência. Durante a reunião eles conversaram sobre o papel da atual legislatura e os desafios para manter a governabilidade da Casa. O senador João Alberto, elogiou o presidente Arnaldo Melo e colocou-se a disposição da Assembléia Legislativa do Maranhão. Logo após, João Alberto foi para o Encontro Estadual do PMDB.

Reunião define pauta reivindicações de prefeitos; Marreca defende união dos prefeitos

O presidente da FAMEM, prefeito Junior Marreca, defendeu em Brasília, na última terça-feira (26), a união entre os prefeitos para uma nova rodada de negociações com o Governo Federal e as bancadas parlamentares na capital federal. Ele participou do encontro que definiu a programação do encontro municipalista nacional, a XIV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. De acordo com o presidente, a parceria entre os gestores municipais pode fazer o movimento muito mais forte. “Nós, os prefeitos, somos uma classe forte, mas precisamos estar unidos nessa corrente para conseguir nossos pleitos. Unidos entre nós e unidos com nossas bancadas”, disse. Junior Marreca pretende levar a Brasília, este ano, o maior número de prefeitos maranhenses na história da Marcha dos Prefeitos. A reunião, ocorrida na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), foi coordenada pelo presidente da entidade, Paulo Ziulkoski. Saúde, Royalties e Restos a Pagar foram os temas mais propostos pelos líderes estaduais. Na reunião, ficaram previamente acertados encontros dos prefeitos com os parlamentares das bancadas estaduais no Congresso Nacional e uma mobilização mais efetiva com a presença de todos os participantes da Marcha na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Para Junior Marreca, há a expectativa de conclusão da votação da Emenda Constitucional 29, que define o financiamento da Saúde Pública. “Essa emenda, depois de aprovada, pode garantir o fim de uma distorção que eximiu Estados e União de aplicar, em nove anos, nada menos que R$ 16,6 bilhões. Isso num período em que, somados, os Municípios investiram cerca de R$ 81 bilhões”, explicou.

Encontro do PSB: As contas foram aprovadas depois de fechadas na marreta?

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - Sem Comentários

Foto apenas ilustrativa, pois não recebi as do encontro de hoje

Enquanto o PMDB fazia seu encontro no auditório, na Assembléia Legislativa, para discutir assuntos relacionados  as eleições de 2012, o crescimento do partido e a Reforma Política, o PSB realizava um encontro no Plenarinho, da Assembléia, no mesmo horário do encontro do PMDB, para debater as prestações de contas da legenda no Maranhão.

Segundo José Antônio, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, que é do PSB, garantiu a instalação de um escritório da CODEVASF, em São Luís, e também do DENOCS, durante café da manhã com a bancada de deputados do PSB na Assembleia e Câmara, o ex-governador José Reinaldo Tavares e outros líderes socialistas, realizado no Hotel Luzeiros, na manhã de hoje (29).

Depois, o presidente estadual do PSB colocou em discussão o relatório da prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2010, que foi detalhado pelo secretário estadual de Finanças, o economista José de Ribamar Coimbra. Depois da explanação das contas, os dirigentes socialistas aprovaram, por unanimidade, a prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2010.

Tudo indica que os débitos foram sanados, com o pagamento de aluguel, pagamento de salários e de encargos sociais. Caso não tenham feito esses acertos, a prestação de contas foi fechada na marreta.

O deputado Marcelo Tavares disse que defende o crescimento da legenda, com qualidade. “Não adianta crescermos de qualquer jeito porque na hora do voto não contamos com os que se dizem socialistas – argumentou Marcelo – que acredita que o PSB está no lugar certo e na hora certa. “O PSB é hoje o principal partido de oposição e a reserva ideológica de nosso estado”. Apenas duas perguntas: A quem Marcelo estava se relacionando aos que se dizem socialistas? Seria para o deputado Ribamar Alves, que estava presente ao encontro? O outro questionamento é o seguinte: Desde quando o PSB tem qualidade tendo o seu tio, José Reinaldo, com um dos donos da legenda? Logo ele, José Reinaldo, que é processado por  formação de quadrilha, peculato e outros crimes, por ter pago pontes que não vão e vem de lugar algum? Olha a hipocrisia!!!

O deputado federal Ribamar Alves, por sua vez, disse que a aprovação das contas vem provar que ele não pode ser responsabilizado pelas dificuldades financeiras do PSB/MA, assim como a gestão de José Antonio também não pode. O erro foi do Diretório Nacional. O PSB é um partido em ascendência. O PSB é a “noiva preferida”.  O momento é muito favorável para o crescimento do PSB.

Segundo Ribamar Alves, o PSB está enfrentando uma situação difícil no Maranhão. “O PSB está em ascendência, somos a noiva preferida e temos uma liderança política nacional em franco crescimento, que o nosso presidente nacional Eduardo Campos”, declarou.

De acordo com Ribamar Alves, o governo do Estado encontra-se apático, cansado. “È que o poder cansa”, esclareceu o deputado, de quem o deputado Marcelo Tavares, em sua intervenção, pediu que explicasse as especulações correntes sobre conversações do parlamentar socialista federal com setores do governo do Estado. “Estou cansado de dar esclarecimentos sobre possíveis entendimentos seus com o Palácio dos Leões”, explicou Marcelo Tavares.

“Fui o único deputado federal que estive com Jackson Lago em todos os momentos. Fui eu que já fiz o pronunciamento mais duro contra Sarney na Câmara Federal. Tenho guardada comigo uma carta escrita de próprio punho pelo Sarney, que publicarei após sua morte, na qual ele diz: “somente pela imunidade da palavra que o mandato lhe confere não o processarei”, relatou Ribamar Alves.

Segundo Ribamar Alves, o PT está fazendo de tudo para diminuir os espaços do PSB no governo Federal. “A história do PSB se confunde com a minha história de luta. Temos que construir um partido dentro da unidade partidária. Não temos quadros nem estrutura para travarmos disputas internas. Precisamos planejar estrategicamente a atuação do PSB. Esta é uma tarefa urgente”, falou Ribamar Alves.

Primeiramente, a história do PSB não se confunde com a de Ribamar Alves, pois ele entrou no partido para disputar as eleições de 2002. Por outro lado, o deputado não poderia dizer que o governo Roseana encontra-se apático e cansado, pois ele vive buscando a governadora Roseana, seja aqui no Maranhão, onde já foi visto sair diversas vezes do Palácio dos Leões, como no dia em que um manifestante único protestava contra a visita dos integrantes da escola de samba carioca Beija-Flor a governadora Roseana. Ter ido a casa da governadora e ter-lhe acompanhado a todas as visitas ao diversos ministros.

Outro assunto muito especulado no encontro do PSB foi o de que o presidente do Senado, José Sarney, está articulando uma posição de destaque pertencente ao PMDB, a Embratur, para Flávio Dino desistir de ingressar no PSB.

Uma coisa ficou bem evidente. A hipocrisia, a safadeza, a mentira, a politicalha etc. fazem parte da política, principalmente daqueles que dizem coisas sem ser, dos que usam de duas faces e daqueles que se sujeitam a seguir toda essa patacoada.

Encontro do PMDB: Maioria é contra lista fechada

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - 7 Comentários

Está acontecendo nesse momento, o Encontro do Diretório Estadual do Maranhão PMDB, na Assembléia Legislativa. O assunto de maior evidência foi a lista fechada como uma das propostas da Reforma Política. Ficou evidente que a maioria esmagadora dos representantes é contra a lista fechada.

De acordo com a visão do senador João Alberto e os deputados federais Gastão Vieira, Chiquinho Escórcio, Luciano Moreira e Alberto Filho, será muito difícil a reforma Política ser aprovada e sancionada a tempo de ser aplicada para as eleições de 2012.

Vale ressaltar sempre que o brasileiro não tem o hábito de votar em partidos. Buscam os eleitores aqueles nomes com os quais se identificam. Mas esses nomes são capazes de representar os interesses de seus eleitores, acima da organização das bancadas e das orientações de legenda?

Segundo analistas políticos, a lista fechada não vai passar na Câmara Federal, porque o entendimento de muitos deputados federais, não aceita essa proposta, porque não querem estar atrelados ao ‘caciquismo’.

Na verdade, não existe uma cultura política no país de votar em partido político, mas em pessoas que estão trabalhando em prol da comunidade, representantes de classes entre outros.

Por outro lado, os defensores da lista fechada querem valorizar e fortalecer seus partidos, o que foge à regra da política brasileira de uma forma geral. Esses defensores sabem qual a ideologia de seus partidos? Conhecem os programas de seus partidos como um todo? Com isso, fica evidenciado que esses políticos não conhecem o povo que vai às urnas votar.

Eu, como eleitor, nunca ouvi falar de nenhum eleitor que tenha votado no PMDB, PT, PSDB, PDT, PSB ou PCdoB. Mas sei de quem votou em pessoas.

Em minha opinião, a lista fechada vai cacifar os caciques políticos do país, porque eles sabem como funcionam os partidos políticos brasileiros. Vale sempre lembrando que quem é o mandatário maior é o presidente do partido e os três que estão abaixo dele, com isso não vão trabalhar para eleger os que estão mais abaixo.

Quanto ao item do financiamento de campanhas, outro assunto debatido, vejo que a continuação de doações do sistema privado e doadores particulares (pessoas físicas ou jurídicas) contribuem para seus candidatos seja mantido, desde que seja aprimorada a fiscalização através da Receita Federal, que pode se valer da Polícia Federal e do Ministério Público Federal para fiscalizar de forma que realmente seja gasto apenas aquilo que foi acordado.

Pelo que tenho acompanhado, o financiamento público de campanha vai contra os anseios da sociedade que não vai querer ver seu dinheiro, oriundo do pagamento de impostos, sendo utilizado para bancar campanha políticas. Será que verdadeiramente daria uma igualdade a todos?

Diante do exposto, espera-se que a reforma política dê condições igualitárias a todos, cujo todos os cidadãos possam se candidatar a qualquer cargo, com chances de disputar e ganhar.

O Portal Domínio Público não vai acabar.

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - 2 Comentários

Do: Blog: www.hugo-freitas.blogspot.com

Caríssimos leitores, estudantes e comunidade em geral. Nota de utilidade pública.

Segundo o Ministério da Educação, há vários anos uma mensagem viaja pela rede internacional de computadores informando que o Portal Domínio Público será retirado do ar por falta de acessos. 

Essa é uma dupla inverdade: tal mensagem é apenas um hoax, uma lenda urbana que circula pela internet. De acordo com o próprio Ministério da Educação, o Portal Domínio Público nunca esteve arriscado a ser tirado do ar, e sempre foi um sítio bastante acessado.

Criado em 2004, o Domínio Público traz obras de imagem, som, textos e vídeos. Na primeira contagem de estatísticas do portal, feita em novembro de 2004, o Domínio Público oferecia 1.015 obras cadastradas, e teve naquele mês 60 mil visitas de internautas. 

Em 2005, foram 465.722 visitas. No ano de 2006, saltou para mais de 2,5 milhões de pessoas visitaram o site. No ano seguinte, mais de quatro milhões de acessos. 

Em 2008, o Domínio Público já tinha ultrapassado 7,5 milhões de acessos. Só no ano passado, o Portal Domínio Público já contava com mais de 187 mil objetos cadastrados (som, imagem, texto e vídeo).

O site contém LIVROS EM PDF GRATUITOS, além de uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre. Só de literatura portuguesa, são 732 obras.

É possível ainda ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci, escutar músicas em MP3 de alta qualidade, ler obras de Machado de Assis a Fernando Pessoa, ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA, e muito mais…

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso. Basta acessar o site: http://www.dominiopublico.gov.br/

Comentário Coerente

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - 9 Comentários

Do comentarista Pedro Rodrigues

Caio, a situação da Saúde em nosso Estado chegou ‘a beira do precipício e só com as atitudes que o atual gestor se propõe a tomar poderemos alcançar em curto prazo uma significativa melhora. Mas não podemos deixar de dizer que o caso é bastante grave e as inércias do passado atinge hoje toda a estrutura do sistema. Não há profissionais médicos suficientes para cobrir a demanda, dentre estes não há especialistas em pediatria, otorrinos, cardios, anestesistas, que pelas ultimas informações que tive acesso só existem cadastrados 48 profissionais em anestesia, que, mesmo que tivessem suas cargas horárias dobradas não cobririam 50% dos nossos municípios.

Os serviços ainda não contam com a tecnologia de ponta interiorizada, as referencias de atendimentos ainda carecem de resolutividades e fluxos destes, etc. Esse conjunto de problemas foi desnudo pelo nosso secretario que em boa hora imaginou poder ser possível implementar uma nova maneira de levar aos pacientes os serviços que estes necessitam. A Alta Complexidade é outro gargalo para o nosso sistema e é preciso ter um ordenamento gerencial na forma preconizada pelo art. 17 da Lei 8080/90 em especial o item IX, onde sejam garantidos a todos os maranhenses os acessos aos mais modernos tratamentos, seja aqui ou referenciado para outros estados pelo sistema público.

Acredito que esse conjunto de estabelecimentos de saúde em construção irá mudar o perfil epidemiológico do Maranhão.

Só acrescentaria, Caio, como sugestão, ao atual gestor, uma atenção maior aos pacientes das doenças sexualmente transmissíveis especialmente nos casos de urgência e emergência pelas crises das doenças oportunistas que por debilitarem em muito os portadores colocam estes hoje em dificuldades para conseguir seu acolhimento.

Notícias

Postado por Caio Hostilio em 29/abr/2011 - 4 Comentários

Projeto de incentivo à formação técnica terá urgência em votação no Congresso

Formar mais de 3 milhões de profissionais até 2014. É a meta do Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica (Pronatec), lançado pela presidente Dilma Rouseff, no Palácio do Planalto. O projeto de lei de criação do programa será agora encaminhado ao Congresso Nacional, onde tramitará em regime de urgência. O programa prevê bolsas de estudo e financiamento estudantil para cursos técnicos profissionalizantes. A proposta é capacitar jovens do ensino médio, trabalhadores que fizeram uso do seguro desemprego por mais de uma vez, e integrantes das famílias cadastradas no Bolsa Família.Segundo o Ministério da Educação, empresas interessadas em capacitar seus trabalhadores também poderão se inscrever no programa. Os recursos do programa virão do orçamento do MEC, do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do Sistema S e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Polinter prende foragido da justiça na capital

 Investigadores civis da Policia Interestadual, (Polinter), durante diligências na tarde desta quinta-feira, (28), na área do Renascença, prenderam Alcionor Jonys Licar de Sá, de 31 anos, foragido da Justiça. Ele foi sentenciado pela 9ª Vara Criminal da Comarca de São Luis há oito anos pelo crime de roubo qualificado, ocorrido em 2004.   Desde então se encontrava desaparecido. Depois de preso, foi conduzido à sede da Polinter para cumprimento dos devidos trâmites legais, em seguida encaminhado ao Centro de Triagem de Pedrinhas, onde cumprirá sua pena, como determinação da Justiça. 

Hoje (29), é dia de repressão à poluição sonora, a população agradece 

 A Secretaria de Segurança Pública, (SSP), por meio da Delegacia Geral de Polícia Civil, elaborou a Instrução Normativa que cria e institucionaliza um novo Plantão Central especializado em registros de ocorrências relacionadas à prática de poluição sonora na Região Metropolitana de São Luís. O Plantão Especial de Polícia Judiciária de Repressão Qualificada à Poluição Sonora começa a funcionar a partir desta sexta-feira, (29), nas dependências das delegacias especiais de Costume e do Meio Ambiente, localizada no Centro da Cidade, em São Luís, sob coordenação da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC). Para o secretário Aluísio Mendes, a implantação de um Plantão de Polícia Civil exclusivo para atender a demanda de combate à poluição sonora em São Luís revela um fator positivo de constante acompanhamento da SSP. “Buscamos o aperfeiçoamento dos serviços a fim de proporcionar maior conforto e sensação de segurança à população”.

Efetivando a visita as Comarcas

O Fórum de Vargem Grande tem teto aberto a infiltrações e parte da instalação elétrica em contato com água e umidade. Em Brejo, a chuva entra pela laje, as portas do prédio são de vidro e inseguras e os júris foram suspensos há dois anos. Urbano Santos passou a terça-feira, 26, sem acesso à internet e aos dados de rede do Judiciário. Em Santa Quitéria os morcegos resistiram à dedetização. Não há forro em São Bernardo, e casas de marimbondo não faltam. Esses são exemplos reais em cinco dos oito fóruns visitados pelo corregedor-geral da Justiça, Antonio Guerreiro Júnior na terça-feira, 27, primeiro dia de inspeção a 27 comarcas do estado. Conferir problemas e ouvir reclamações e pedidos tomaram a agenda de trabalho puxada, que começou por Itapecuru e avançou depois das 19h em Magalhães de Almeida – uma exceção no cenário de unidades judiciárias no interior, ao lado de Chapadinha.

Encontro do PMDB

O deputado Roberto Costa comunicou que acontecerá o Encontro Estadual do PMDB, que será realizado no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa, hoje (29), a partir das 8h30. O parlamentar informou que o senador João Alberto, estará presente no encontro. Durante o encontro do PMDB será discutida a preparação das eleições de 2012 e como o partido se organizará para o pleito. Todos os presidentes dos diretórios municipais estarão presentes, além dos deputados, prefeitos e vereadores do PMDB.

PSB reúne Diretório Estadual

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) reúne o Diretório Estadual hoje(29), a partir das 9h, no plenarinho da Assembleia Legislativa, sob a coordenação do presidente estadual Jose Antonio Almeida. A pauta a ser discutida e deliberada é a seguinte: Prestação de Contas do Exercício Financeiro de 2010 e Eleição de Suplentes do Diretório Estadual.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog