Arquivo de outubro de 2017

Médicos estão sem receber salários, denuncia Andrea Murad

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - 1 Comentário

A deputada Andrea Murad denunciou nesta terça-feira (31) a situação precária dos médicos que atendem pelo Programa de Saúde Prisional. O instituto responsável pela execução do programa é o INVISA, contratado pela Secretaria de Estado da Saúde, que além de atrasar os salários dos médicos, também deixa os profissionais sem contrato e sem os direitos.
“São 10 médicos sem receber seus salários. Estão trabalhando na saúde prisional do estado sem receber dinheiro. Isso já acontece há muito tempo e outra coisa, além da precariedade nas condições de trabalho e a falta de segurança, não existe uma forma de contratação. Isso resume o que é o governo Flávio Dino, como ele trata a saúde, como trata a classe médica, os profissionais da área da saúde. Venho solicitar ao governo que dê uma atenção especial a esse caso dos médicos da saúde prisional, que efetue os pagamentos dos salários que estão há 3 meses atrasados, e solicitar ainda a regularização desses profissionais junto à INVISA”, denunciou.
A deputada chamou a atenção para os diversos problemas que vem ocorrendo na área da saúde e que o governo Flávio Dino vem tratando com descaso.
“Queremos saber quando esse governo vai começar a se organizar. Isso não pode estar acontecendo no Estado. São 3 anos de governo e esses absurdos continuam. A saúde um desmantelo só. Os médicos reivindicando, lutando, querendo uma posição desses problemas e nada. E as denúncias são constantes. São medicamentos que faltam, como no Hospital Geral, são crianças com microcefalia sem os remédios e ficam só nas promessas. E estamos falando de problemas que duram meses e o governo Flávio Dino só toma providência quando o caso atinge proporções maiores”, alertou Andrea.

CPI JBS: Rocha cita envolvimento de Flávio Dino em propina

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - Sem Comentários

Do blog do Jorge Aragão 

O senador Roberto Rocha (PSDB) citou textualmente o envolvimento do governador do Maranhão, Flávio Dino, com um dos 16 governadores que receberam propina da JBS.

A afirmação do senador foi durante depoimento de Ricardo Saud, na tarde desta terça-feira (31), na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da JBS.

Roberto Rocha ainda afirmou que Flávio Dino estaria sendo protegido pelo irmão Nicolao Dino, então “homem forte” do procurador geral da República, Rodrigo Janot. Veja abaixo as fortes declarações do senador maranhense.

É Bacabal que não quer largar Zé Vieira ou Zé Vieira que não quer largar Bacabal?

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - Sem Comentários

O certo é que o povo tem o governo que merece, ainda mais quando a justiça dá uma mãozinha… Não adiantou os processos contra o mandatário, pois o sonho de governar Bacabal não durou sequer um dia…

De repente a Câmara de Vereadores aprovou um ato de vacância, isso após o STJ ter suspendido os direitos políticos da raposa Zé Vieira, porém a vaca foi pro brejo e o velho político retornou ao poder em Bacabal.

E não chorem, pois Zé Vieira está com tudo no TJMA, que o reconduziu à Prefeitura de Bacabal.

Se ele vai fazer algo pelo município, ninguém viu até agora nada, nadica de nada, mas espera nele algo de bom… Será?

Prefeitura antecipa calendário e paga salários de servidores municipais nesta quarta (1º)

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - 1 Comentário

A Prefeitura de São Luís antecipa o pagamento dos servidores municipais, que pelo calendário seria efetuado na sexta-feira (3), para esta quarta-feira (1°). O pagamento é referente a outubro e é realizado via Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz). O dinheiro estará disponível na conta dos servidores logo nas primeiras horas do dia.

Mesmo diante da crise econômica nacional, por determinação do prefeito Edivaldo, vem sendo cumprida a regularidade de pagamentos. A folha de pagamento do funcionalismo municipal é uma das prioridades e está sendo paga em dia, dentro da data estipulada em cronograma ou até antecipando o calendário de pagamentos para o exercício de 2017.

O secretário municipal da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues, ressaltou que esta é uma demanda prioritária da gestão. “Apesar da crise econômica instalada no país, da queda no repasse de recursos federais e das dificuldades para a arrecadação municipal, o prefeito tem reunido todos os esforços para cumprir seu compromisso com o servidor e continuar honrando os pagamentos em dia e investindo na cidade”, pontuou.

Os recursos injetados nas contas dos servidores com os pagamentos vão beneficiar não só o funcionário público, mas também, toda a economia local. “Esse compromisso do prefeito mostra que a gestão está empenhada com a população e a cidade, pagando em dia, sempre antes do quinto dia inútil e promovendo as melhorias que a capital precisa”, enfatizou Rodrigues.

Os servidores municipais têm acesso às informações de seus vencimentos nos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. A informação também pode ser acessada através do site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, menu do lado esquerdo, informando o número da matrícula e senha.

Hildo Rocha diz que Maranhão perde turistas por incompetência do governador

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - Sem Comentários

Durante Sessão Solene em homenagem do Dia mundial do Turismo, o deputado federal Hildo Rocha lamentou o péssimo desempenho do Maranhão no setor.  Segundo o parlamentar, infelizmente o estado está na contramão dos avanços que o Brasil vem alcançando em relação ao turismo nacional. “De acordo com dados da INFRAERO, ocorreu queda de 17,64% no movimento de turistas no Aeroporto de São Luís somente nos seis primeiros meses deste ano, o que veem trazendo sérios prejuízos para o comércio e setor hoteleiro”, destacou Hildo Rocha.

Trabalho destruído

Rocha lembrou que a então governadora Roseana Sarney dinamizou o setor turístico por meio do Plano de Desenvolvimento Integral do Turismo no Maranhão. O deputado ressaltou que o Maranhão possui um dos maiores potenciais turísticos do Brasil. “Além da capital, São Luís, com suas belas praias e o Centro Histórico, os Lençóis Maranhenses, a Chapada da Mesa, o Delta do Parnaíba existem tantas outras atrações para mostrar ao Brasil e o mundo. No entanto, apesar de todo esse potencial, o Governo do Estado não tem desenvolvido políticas para incrementar o turismo maranhense”, declarou.

O parlamentar lembrou que até mesmo obras estruturantes iniciadas pelo governo anterior foram abandonadas pela atual administração. “A transmetropolitana, via moderna de transito rodoviário, que ligaria a BR-135 diretamente as praias de São Luís, Ribamar e Raposa foram abandonadas pelo governador”, comentou.

Recursos assegurados

Rocha destacou ainda que os recursos adquiridos pela governadora, por meio de financiamento do BNDES, eram suficientes para fazer toda a obra que já deveria estar servindo para melhorar a mobilidade urbana. “O percurso da entrada de São Luís até a praia do Araçagi poderia ser feito em menos de 10 minutos.  Mas, a obra que se encontra em marcha lenta. O terminal do aeroporto de Barreirinhas, também já deveria estar pronto há mais de dois anos. Tudo isso causa prejuízos ao turismo do Maranhão”, afiançou o deputado.

Estatísticas

Rocha disse que o turismo mundial mobiliza 1,2 bilhão de viajantes por ano e gera receita cambial em torno de 1,2 trilhão de dólares. “O setor cresceu, no ano passado, quase o dobro da economia em geral, e constitui um mercado muito disputado, no qual cada país atua intensamente para aumentar sua participação. Cada estado da nossa federação pode buscar parte desses turistas”, frisou.

De acordo com o parlamentar, entre 2010 e 2015, o total de turistas internacionais aumentou em 26%. Nesse curto período, o Japão saltou de 8,6 para 19,7 milhões de turistas; a Tailândia praticamente dobrou o número de visitantes; a Arábia Saudita conseguiu um acréscimo de 65%, e o México, de 38%. “Provavelmente, esses países decidiram aumentar de forma maciça os investimentos em turismo, e já colhem os frutos mesmo em meio a uma época de crise mundial”, observou Rocha.

Ações eficientes

O deputado destacou os esforços do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, para fomentar o setor turístico brasileiro. “O trabalho desenvolvido pelo atual governo possibilitou que o setor atingisse recordes em 2016: 6,6 milhões de estrangeiros, um incremento de 4,8% de turistas internacionais em relação ao ano anterior. O movimento injetou na economia U$$ 6,2 bilhão, de acordo com dados divulgados recentemente pelo Banco Central do Brasil”, declarou Rocha.

“O turismo gera emprego e renda, estimula o desenvolvimento, promove a convivência entre os povos e dá boa resposta econômica mesmo em períodos de crise. É, portanto, uma atividade muito indicada para o Brasil, que dispõe de grandes atrativos naturais e pode se transformar, em prazo relativamente curto, num importante destino mundial”, sublinhou Hildo Rocha.

Escutem ao áudio!!! Praça expõe a realidade vivida na PMMA… Eis aí o reflexo da insegurança…

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - 1 Comentário


O Praça Sanches resolveu expor, em áudio, a realidade vivida na Policia Militar do Maranhão, cujos reflexos são vistos na insegurança que se instalou no Estado.

Por outro lado, é preciso respeito ao ser humano, como bem expôs o praça, que com muita coragem falou as verdades praticadas aos de baixo escalão.

É preciso que todos denunciem essas arbitrariedades, pois assim a população tomará conhecimento das arbitrariedades.

SUVISA constata irregularidades nas maternidades estaduais denunciadas por Andrea Murad

Postado por Caio Hostilio em 31/out/2017 - Sem Comentários

A 18ª Promotoria de Justiça Especializada em Defesa da Saúde realizará no próximo dia 6 de novembro uma audiência de mediação sanitária por conta da denúncia de autoria da deputada Andrea Murad sobre o armazenamento inadequado de bebês, que vêm a óbito nas Maternidades Marly Sarney e Benedito Leite.

A parlamentar oficiou a denúncia no Ministério Público no fim de maio deste ano relatando o uso de geladeiras domésticas para guardar os óbitos fetais, sem identificação, sem refrigeração adequada, abrigados em um container na área externa da maternidade Marly Sarney de forma imprópria, irregular e desrespeitosa. A Notícia de Fato apurada pelo Ministério Público, que oficiou a Secretaria de Estado da Saúde, as maternidades Marly Sarney e Benedito Leite, e a Superintendência de Vigilância Sanitária Estadual (SUVISA), e pediu informações acerca do problema.

Um órgão do próprio governo confirmou a denúncia feita pela deputada Andrea Murad. De acordo com o relatório técnico de inspeção, em resposta ao MP, a Superintendência de Vigilância Sanitária Estadual constatou  “que o acondicionamento ocorre em freezer e refrigeradores domésticos, que a unidade não dispõe de câmara fria, que a estrutura física é incompatível com o acondicionamento dos produtos de fecundação sem sinais vitais e não dispõe de morgue [necrotério] e sala de necropsia”, concluindo assim “que as denúncias encaminhadas à SUVISA-MA, são verídicas e faz necessário no prazo de 60 dias a correção das não conformidades descritas anteriormente”.

Além disso, no relatório consta outras exigências sanitárias que não estão sendo cumpridas, infringindo a legislação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

“Um órgão do próprio Estado, a Vigilância Sanitária, confirmou a minha denúncia e exigiu providências para que o secretário de saúde Carlos Lula resolva essas irregularidades que estão acontecendo nas maternidades estaduais Marly Sarney e Benedito Leite, onde são armazenados de forma totalmente inadequada os bebês que vêm a óbito nas unidades. É um verdadeiro absurdo, desumano, desrespeitoso com os familiares, a forma como são tratados, guardados em container, sem o mínimo de estrutura e refrigeração adequada como se exige. Espero que todas as denúncias que tenho feito e encaminhado ao Procurador Geral, Luiz Gonzaga, sejam apuradas e concluídas, e as irregularidades, negligências, omissões e improbidades no governo Flávio Dino sejam combatidas. Continuarei cobrando para que as obrigações impostas pela SUVISA sejam cumpridas nas maternidades”, comentou Andrea Murad.

Então, em Paço do Lumiar, os alunos ao invés de estudar estão empurrando ônibus? Essa é a tua promessa Domingos Dutra?

Postado por Caio Hostilio em 30/out/2017 - Sem Comentários


Tudo indica que a manutenções preventivas nos ônibus escolares de Paço de Lumiar não são efetuadas e sequer uma corretiva, haja vista que os alunos precisam descer para empurrar o veículo e quiçá fazer funcionar e poder seguir viagem para as escolas, que por sinal andam de mal a pior.

Realmente é vergonhosa essa situação: alunos serem tratados dessa forma!!!

Eita mudança da peste!!!

Explica aí Domingos Dutra!!!

Essa é a mudança de Flávio Dino!!! Mortes envolvendo intervenção policial aumentam 111% em 3 anos no Maranhão

Postado por Caio Hostilio em 30/out/2017 - Sem Comentários

Justifiquem sem propagandas mentirosas e discursos falaciosos!!!

A insegurança em todos os aspectos tomou conta do Maranhão, que vive de propaganda enganosa, paga com o dinheiro do contribuinte, quando esses milhões e milhões gastos com mentiras deveriam está sendo aplicados no aparelho de segurança pública!!! Foram 60 casos em 2014, 89 em 2015 e 127 casos em 2016, o que representa um aumento de 111,6% nos casos de morte envolvendo policiais.

G1 Ma

Maranhão teve um aumento de 42% nos casos de morte envolvendo policiais entre 2015 e 2016, segundo o 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta segunda-feira (30). Foram 127 casos em 2016 e 89 em 2015. Um ano antes, 60 casos haviam sido registrados, o que significa crescimento de 111,6% nos casos de morte envolvendo policiais em apenas 3 anos.

Recentemente, várias mortes envolvendo policiais chamaram a atenção. No dia 14 de outubro deste ano, o policial militar José Carlos da Silva Verde matou o funcionário do IBAMA Ademar Moreira Gonçalves com um tiro nas costas na Avenida Litorânea, em São Luís. O servidor federal estava em um saindo de uma vaga de estacionamento quando foi atingido. O policial informou na delegacia de homicídios que atirou porque achou que estava sendo roubado.

Também em outubro, um homem identificado como Jamilson Cleiton Machado morreu após ser baleado na cabeça por um policial civil, ao sair de uma festa, no Centro Histórico de São Luís. De acordo com as investigações da polícia, ele teria sido morto por engano.

Em junho, o soldado da Polícia Militar Gladstone de Sousa se apresentou ao comando da corporação por suspeita de participação na morte e ocultação do cadáver de outros dois policiais, em novembro de 2016. No mesmo mês, o tenente-coronel da Polícia Militar Miguel Gomes Neto assassinou a própria esposa e em seguida se matou.

No mês de fevereiro, o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) informou que os quatro policiais militares que se envolveram no assassinato da estudante Karina Britto Ferreira na cidade de Balsas, a cerca de 800 Km de São Luís, serão indiciados . Segundo o MP-MA, a estudante voltava de um velório quando o carro em que ela estava foi alvejado por vários tiros durante uma perseguição policial no dia 14 de dezembro do ano passado.

 

Karina Brito estava no banco do passageiro do carro que era dirigido pela irmã dela (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Já em 2016, Alexandre Xandu, soldado da policial militar recém-incorporado, matou um colega de farda dentro de uma viatura na cidade de João Lisboa (MA), a 640 km de São Luís. O caso aconteceu durante um patrulhamento de rotina na praça principal da cidade. Quatro policiais estavam dentro do carro da Polícia Militar do Maranhão no momento do incidente. Um ano antes, um jovem identificado como Fagner Barros dos Santos, de 19 anos, foi morto a tiros pelo cabo da Polícia Militar Marcelo Monteiro dos Santos durante uma operação de desocupação de um terreno, na Vila Luizão, em São Luís.

Outros dados

O levantamento também apontou um aumento no número de mortes violentas no Maranhão. No somatório entre número de homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte, latrocínio, mortes violentas intencionais e mortes envolvendo policiais houve um aumento geral de 2% em todo o Estado. Desse número, chama a atenção o aumento em 33% no número de mortes violentas intencionais entre 2015 e 2016.

Por outro lado, houve aumento no número de apreensões de armas de fogo. Um crescimento de 126,9% somando os registros da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Em números absolutos também cresceu o número de internações de menores infratores: 16,9% no total.

Então é o estado da mentira? MPMA aciona prefeito e secretária de Educação de Barreirinhas por calendário letivo fictício

Postado por Caio Hostilio em 30/out/2017 - Sem Comentários

Apesar de incluídos no calendário escolar, aos sábados não tinham atividades na rede municipal

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) solicitou, em Ação Civil Pública, em 25 de outubro, que o prefeito Albérico Filho e a secretária de Educação de Barreirinhas, Maria Marta Reis Conceição, sejam condenados por improbidade administrativa, por não ter sido observada a carga horária mínima de 800 horas na rede pública de ensino, distribuídas em 200 dias letivos, como determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996).

Baseada na Notícia de Fato nº 28/2017, a manifestação ministerial foi formulada pelo promotor de justiça substituto Guilherme Goulart Soares, que pediu, ainda, a condenação dos dois gestores ao pagamento de danos morais.

“Por meio do prefeito e da secretária de Educação, a Prefeitura criou um calendário letivo fictício com o único fim de burlar a lei e não cumprir o mínimo de 200 dias letivos”, enfatiza o representante do MPMA, na ação.

SEM AULAS

A partir de denúncia do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma), o MPMA verificou que, apesar de 23 sábados terem sido incluídos como dias letivos no calendário da rede pública de ensino, até o dia 25 de agosto, nenhuma aula ou atividade escolar fora ministrada aos sábados.

No final de agosto, o promotor visitou 14 escolas e constatou que as unidades escolares estavam fechadas. Vizinhos dos imóveis relataram que as escolas não funcionam aos sábados. Em quatro delas, o MPMA observou que ocorriam atividades diferentes de aulas da rede municipal.

Segundo professores, apesar de sábados aparecerem no calendário escolar como dias letivos, os educadores nunca lecionaram para alunos da rede pública municipal nesse dia.

PUNIÇÕES

Caso sejam condenados, Albérico Filho e Maria Marta Reis Conceição serão sujeitos às penas previstas pela Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992.

As punições incluem perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração recebida.

Outra penalidade é a proibição, pelo prazo de três anos, de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e/ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog