Arquivo de janeiro de 2013

José Sarney: O reconhecimento de sua gestão no Senado

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 1 Comentário

claudio02[1]No dia internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, o presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira, médico Claudio Luis Lottemberg, veio ao presidente Sarney trazer “agradecimentos” da comunidade judaica brasileira pela “constante, firme, segura e clara postura” em defesa dos direitos humanos e, particularmente, das questões da causa dos judeus. Também citou a “qualidade humana” de Sarney, reforçando que sua presença na cena política é sinônimo de garantias democráticas.

Lotemberg trouxe ao presidente uma mezuza, tradicional amuleto israelita, que contém pergaminho com trecho da Torah, significando que a casa está defendida por Deus e é tradicionalmente fixado ao lado direito em umbral da porta de entrada. Ao agradecer a homenagem, o presidente Sarney lembrou que já presidiu a sociedade israelita de Brasília e retribuiu o presente com uma salva de prata contendo brazão da República.

expo04[1]Na exposição sobre a Constituições Brasileiras, Sarney destacou os avanços sociais garantidos pela Carta de 88.

O mais longo período de tranqüilidade democrática de que o país usufrui, há 25 anos, deve ser atribuído ao avanço dos direitos sociais promovido pela Constituição de 88, acentuou o presidente do Senado, José Sarney, que convocou a Assembléia Nacional Constituinte quando presidia o país no delicado período de retomada da democratização, pós 20 anos de autoritarismo. A avaliação de Sarney foi feita na abertura da “Exposição: Constituições Brasileiras”, no espaço Senado Galeria, em comemoração às “bodas de prata” da promulgação da Carta de 88: “A partir dela, construímos um país diferente, com a idéia da unidade nacional, de que éramos, e somos, um só país, irmanado num desejo de fraternidade e de superação das diferenças”, declarou depois a respeito, ao destacar, além do capítulo dos Direitos Sociais, o capítulo dos Direitos Individuais e dos Direitos Civis.

Sarney quis a exposição como marco de seus últimos atos na liderança da Casa – seu mandato na Presidência se encerra nesta sexta-feira, dia 1º de fevereiro – porque embora “singela”, carrega enorme significado. A Constituição foi o primeiro passo para a redemocratização e o Estado de Direito, sendo o pacto básico da sociedade com o Estado, explicou. “Assisti sua concepção, sua convocação, elaboração e fui responsável pelo início de sua implantação”, relembrou, sobre o compromisso de elaboração da nova Carta, firmado por todos que participavam do movimento de redemocratização naquele momento, antes mesmo da própria eleição de Tancredo Neves. Rememorou também a tragédia da morte de Tancredo, sua comoção com a notícia e sua responsabilidade de assumir o comando do país em tal contexto. O sucesso da transição que conduziu, o Brasil deve à sua humildade e paciência, características vitais para o político e o fazer político, apontou.

guia01[1]Em cerimônia realizada nesta quarta-feira (30) na sala de audiências da presidência, o Senado lançou o seu Guia de Fontes de Informação, uma espécie de “bússola” para pesquisadores, jornalistas, estudantes e os cidadãos em geral encontrarem com facilidade as principais fontes de informação disponíveis sobre o Senado e o Poder Legislativo.

Resultado de mais de dois anos de pesquisa, o documento organizado pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secs) com apoio da Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho e outras áreas da Casa, compila 385 fontes de informação em suas 425 páginas, entre elas monografias, dissertações e teses; artigos de periódicos especializados; pronunciamentos; biografias; livros, além de CDs, DVDs e material multimídia.

Para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que destacou durante a solenidade o empenho dos servidores na elaboração do documento, o Guia de Fontes de Informação sobre o Senado Federal é mais um importante instrumento de transparência da Casa, que serve tanto para auxiliar pesquisas acadêmicas sobre o Congresso Nacional quanto para a compreensão do funcionamento do Poder Legislativo.

– Quem quer estudar a História do Brasil, tem que ver a História do Senado e pode começar por este documento. Esse guia nada mais é do que uma bibliografia, podemos dizer assim, sobre tudo que já se fez sobre o Senado. Aqui nasceu nosso país. Nosso país é uma construção do poder civil, um país baseado nas leis e não na força – disse Sarney, destacando também que o Guia de Fontes é uma obra em construção assim como o Senado.

Chiquinho Escórcio e Prefeitos reúnem-se com Ministério da Saúde

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 1 Comentário

Essa é a reunião correta no Ministério da Saúde, haja vista que foram mostrar com argumentos econômicos e sociais a necessidade do aumento do repasse do SUS, cujo teto máximo é de 30%. Coisa bem diferente em querer induzir o Ministério da Saúde a praticar a malversação com o dinheiro público para pagar as improbidades praticadas por irresponsabilidades com verbas públicas.  

2[1]O deputado federal Francisco Escórcio (PMDB-MA) participou, nesta quarta-feira (30), de audiência com o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, e com o subsecretário de Saúde do Maranhão, José Márcio, além de vários prefeitos para discutir sobre aumento do teto financeiro e ver a normatização instituída pelo Ministério com relação à saúde de alta complexidade, o programa de oftalmologia, rede cegonha e atendimento de emergência.

1[1]Estiveram presentes os prefeitos de Açailândia, Gleide Santos; Buriticupu, José Gomes; Chapadinha, Belezinha; Codó, José Rolim Filho; Pedreiras, Francisco Antônio F. da Silva; Pinheiro, Filadelfo Neto; Presidente Dutra, Juran Carvalho; São José de Ribamar, Giliano Fred Nascimento; além do deputado Alberto Filho, que veio acompanhado do seu pai o prefeito de Bacabal, José Alberto.

Na ocasião, os prefeitos expuseram todas as dificuldades encontradas e solicitaram ajuda do Ministério para melhorar o atendimento e a rede de saúde destes municípios.

O deputado Chiquinho Escórcio destacou que a governadora Roseana Sarney fez um programa audacioso com relação à saúde pública no Maranhão. “Esse programa vai, sem dúvida, mostrar que foi o maior investimento feito na saúde em todo o Brasil. Vamos esperar esses índices”, disse.

Escórcio ressaltou também a preocupação em relação ao custeio na área de saúde.

“Ocorre que a maior preocupação dos prefeitos, que receberam esses hospitais, não é só a unidade hospitalar, mas sim a questão do custeio, onde o Ministério da Saúde entra com 30%, enquanto o estado entra com 70%, o que não é justo. O razoável seria 50% cada”, disse. 

De acordo com o secretário Helvécio Magalhães, com a nova normatização poderá ser possível chegar a esse número.

O deputado também alertou o Ministério da Saúde de que a maioria desses municípios que estavam ali reunidos é considerada como capital de um polo e que os municípios pequenos não têm estrutura própria de saúde, usam apenas ambulâncias, dificultando a vida desses municípios maiores.

Em resposta, o secretário de Atenção à Saúde disse que o planejamento que deverá ser encaminhado ao Ministério da Saúde tem que ter base na estatística regional, incluindo, portanto, a presença nessas estatísticas dos municípios menores.

Chiquinho aproveitou para chamar a atenção de que o governo federal, em todos os aspectos, tem que fazer uma programação atualizada, pois o PIB DO Maranhão está crescendo mais de que o PIB nacional.

“Dou como exemplo a Região Tocantina, que cresceu a 8.7, que é um crescimento no nível de China, sem falar nas refinarias de Bacabeira e Rosário, além da Aciaria de Açailândia, das termoelétricas, da descoberta do gás e do petróleo, dos grandes investimentos na área de celulose, soja, da demanda que teremos com a ampliação de portos, a duplicação de estradas e ferrovias para atender a ferrovia Norte e Sul, e a duplicação de Carajás. Tudo isso faz crer num deslocamento para essas áreas de um contingente populacional onde teremos o crescimento em segmentos como saúde, educação etc.”, ressaltou o deputado.

O secretário Helvécio Magalhães e o secretário-executivo do CONASEMS, José Enio, ficaram impressionados com esses índices e pediram que fizessem um estudo levando em consideração também essas informações socioeconômicas.

Por que esse blog deixou de receber as matérias da Prefeitura de São Luís?

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 11 Comentários

jerryEste blog não faz distinção de cores partidárias e luta pelo bem-estar da coletividade, pelos atos de grandeza que tragam qualidade vida aos cidadãos, questiona e critica o que estiver errado e, principalmente, faz tudo isso sem que cobre ou peça algo em troca de quem quer seja.

Talvez seja esse blog o maior divulgador das ações do MPMA, do TJMA, do TRT/MA, da PF/MA, o único do SEBRAE, o único do IBEDEC e tantas outras instituições, sem sequer ter contato com seus presidentes ou assessores de comunicação social.

Faço isso em prol da coletividade. Recebo as notícias via email e faço questão de publicá-las, pois sei que são de utilidade pública.

Vinha recebendo e divulgando muitas matérias da Prefeitura de São Luís, principalmente aquelas que mostravam avanços e as de grandeza em gestão pública, porém com que de repente pararam de enviá-las.

Quero deixar aqui, aos leitores desse blog, que não tenho a menor idéia por quais motivos excluíram o meu email da lista que recebiam as matérias da Prefeitura.

Tenho certeza absoluta que tal decisão não partiu do prefeito Edivaldo Holanda Junior, por quem nutro amizade e respeito.

Se for pelas críticas – que alguns não conseguem absorver e tirar proveito, para melhorar -, sinto muito pela falta de bom senso.

Caso foi pelos elogios somente a alguns secretários, essa é a minha opinião, coisa analisada por mim e não pelo prefeito.

De toda forma, é uma pena que ainda se ver esse tipo de atitude, ainda mais de um pequeno veículo, como esse blog, que sequer foi cobrar ao secretário de comunicação pelas publicações elogiosas a gestão Holanda Junior.

Por que confundem tanto política com gestão e gestão com política?

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 1 Comentário

São ciências bem diferentes, não diria antagônicas, haja vista que eles se difundem em alguns aspectos, porém suas práticas se divergem, principalmente pelo homem não saber conduzi-las de forma conciliadora.

Existem aquelas que usam a política de forma complemente distorcida, confundindo a ciência política com as práticas esdrúxulas criadas pelo homem que ele denomina como “política”, mas que na realidade não passam das hipocrisias e das falsidades entranhadas no pensamento dos seres humanos.

O mesmo ocorre no sentido mais restrito do comportamento em gestão pública ou privada. As regras existem e devem ser seguidas, mas o homem encontra diversas maneiras de burlá-las, utilizando-se das mesmas hipocrisias e das falsidades entranhadas no pensamento dos seres humanos.

Ontem (29), ouvi atentamente a crônica de Arnaldo Jabor, no Jornal da Globo. Ele descreveu com muita inteligência, em poucas palavras, o que venho dizendo aqui, através de vários artigos, que vivemos numa falsa democracia, que vivemos num mundo neoliberal, cujo objetivo é apenas o poder financeiro e não da coletividade. Pena que são poucos que conseguem enxergar isso… A maioria ainda prefere viver num mundo utópico transmitido pelos neoliberais transvertidos de salvadores do mundo!!!  

Luiz Fernando na Sinfra?

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 10 Comentários

luis-fernando1[1]Sem sobra de dúvida seria o homem certo no lugar certo e, ainda, o deixaria acumulando a Chefia da Casa Civil.

Em minha opinião, o Max Barros não deveria sair, haja vista que é um técnico de primeira linha e faz parte do grupo da geração dos grandes técnicos desse estado que pude observar desde que cheguei aqui.

Contudo, não vou entrar no mérito da estratégia política, haja vista que isso são traçados nos bastidores, coisa que não tenho acesso para saber as reais finalidades.

Mas se a governadora Roseana Sarney nomear o Luiz Fernando para a pasta de Infraestrutura do seu governo, com certeza estará fazendo a escolha corretíssima.

Luiz Fernando é um gestor público com vasta experiência e conhece como lidar de fato com a coisa pública, não buscando subterfúgios que não condizem com a realidade da administração pública.

Ele conhece bem as principais áreas da gestão, no que tange a infraestrutura: o planejamento, a dotação orçamentária, a execução, o controle e a disponibilização financeira de acordo com as medições.

É melhor ter um quadro enxuto, cujos auxiliares acumulam funções, que ter um quadro inchado e cheio de problemas gerenciais por todos os lados.

Administrar não é para tudo mundo!!!  

Parabéns!!! Ministério Público impetra Mandado de Segurança contra suspensão de depoimentos do caso Décio Sá

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 3 Comentários

Apenas um questionamento: Caso volte as oitivas, quem arcará com as despesas de deslocação e logística do assassino Jhonatan de Souza que retornou para Mato Grosso e do bandido Elker que retornou para Minas Gerais?

mpmaO Ministério Público do Maranhão ingressou, na manhã desta quarta-feira, 30, com um Mandado de Segurança em matéria penal com pedido de Liminar contra a decisão do desembargador Raimundo Nonato de Souza que suspendeu a instrução processual da ação que trata do assassinato do jornalista Décio Sá. O documento é assinado pela procuradora-geral de justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, e foi distribuído ao desembargador Lourival Serejo, relator pelo Pleno do Tribunal de Justiça.

Na última segunda-feira, 28, teve início a oitiva das testemunhas de acusação do caso, na presença do juiz Márcio Brandão Castro e do promotor Luís Carlos Correa Duarte. Logo no início da sessão, o juiz negou os pedidos de suspensão dos trabalhos, considerando que todos os advogados tiveram acesso às mídias do processo apresentadas pela Polícia Civil em 22 de janeiro.

O advogado Aldenor Cunha Rebouças Júnior, representante do acusado Ronaldo Henrique Santos Ribeiro, que estava ausente, no entanto, abandonou a audiência por considerar que o desembargador Raimundo Nonato de Souza teria se omitido em apreciar um pedido de Liminar em requerimento de habeas corpus feito por ele. O juiz aplicou multa ao advogado, nomeando um defensor público como advogado dativo de Ronaldo Ribeiro para aquele ato.

Ainda na mesma manhã, por volta das 11h40, Ronaldo Ribeiro se apresentou à audiência, comunicando sua impossibilidade de permanência, baseado em um atestado médico, o que foi indeferido pelo juiz. Mesmo assim, o acusado se retirou do local.

Após os depoimentos de três testemunhas, o advogado Aldenor Cunha Rebouças Júnior retornou ao Fórum, por volta de 12h40, trazendo a Liminar proferida pelo desembargador Raimundo Nonato de Souza, que determinou a interrupção da instrução processual. Após ser comunicado oficialmente da decisão e com a concordância do Ministério Público, o juiz deu cumprimento à ordem, suspendendo qualquer ato até o julgamento do habeas corpus solicitado.

MANDADO DE SEGURANÇA

No mandado de segurança, o Ministério Público afirma que está demonstrado, de maneira incontestável, que a defesa teve acesso amplo, irrestrito e prévio a todo o conteúdo dos autos. Uma certidão anexa ao processo mostra que a defesa de Ronaldo Henrique Santos Ribeiro passou a ter acesso aos autos do processo em 4 de setembro de 2012.

O argumento de falta de acesso às informações da quebra de sigilo telefônico também não procede, de acordo com o Ministério Público. Em 9 de janeiro de 2013, a juíza da 1ª Vara  do Júri intimou os advogados dos envolvidos a tomarem ciência do teor das interceptações realizadas.

Além disso, em 23 de janeiro, o advogado Aldenor Cunha Rebouças Júnior esteve pessoalmente na secretaria da 1ª Vara, tendo se negado a receber as cópias das mídias existentes nos autos da ação penal, mas levou consigo cópia digitalizada do processo, fornecida pela própria secretaria judicial, bem como cópia impressa do despacho relativo ao teor das interceptações telefônicas.

“Mencionada certidão, dotada de fé pública, demonstra ao mesmo tempo duas coisas: a primeira é que jamais foi negado ao advogado acesso a qualquer prova, sendo que o mesmo foi que se recusou a receber cópias das mídias acostadas; e depois, que lhe foi entregue cópia integral digitalizada dos autos, o que infirma completamente as suas alegações deduzidas no mencionado ‘habeas corpus’, de que não teria tido acesso às provas”, ressalta, no mandado de segurança, a procuradora-geral de justiça.

O Ministério Público lembra, ainda, que a audiência foi designada com bastante antecedência, sendo de conhecimento dos envolvidos e de toda a sociedade, tendo sido montado um grande aparato de segurança para a sua realização. A decisão do desembargador teria resultado em desperdício de dinheiro público com a estrutura montada e a transferência dos acusados para o local da audiência, inclusive do acusado de ser o executor do crime, que está preso em outro estado.

Na visão do Ministério Público, ficou clara a adoção de manobras premeditadas e sincronizadas com o objetivo de atrasar o andamento do processo. Dessa forma, o mandado de segurança pede que seja concedida decisão liminar que torne sem efeito a decisão do desembargador Raimundo Nonato de Souza, permitindo a retomada da ação penal.

Cadê a manifestação do TJMA? O contribuinte não é palhaço para custear turismo para bandidos!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 9 Comentários

raimundo_souzaSerá possível que não passou pela cabeça do desembargador relator Raimundo Nonato de Souza, quando ele concedeu em tempo recorde (30 minutos) um habeas corpus provocando, por tempo indeterminado, as oitivas das testemunhas do caso Décio Sá, que ele estava gerando uma despesa ao pobre contribuinte desse país e gerando duas vezes despesas ao contribuinte maranhense? Ah!!! Como semideus, ele pode!!!

Como um dos contribuintes, ou melhor, como um dos palhaços que custeou o turismo em vôo comercial para dois bandidos, ida e volta para Mato Grosso e outro ida e volta para Minas Gerais, exijo esclarecimentos plausíveis do TJMA dos porquês que levaram o desembargador relator a não ter autorizado as oitivas desses dois bandidos turistas e suspendido as demais.

Será se o desembargador tem a noção dos custos logísticos que DEPEN – Departamento Nacional Penitenciário disponibilizou (dinheiro do contribuinte do país e do maranhense), para trazer o assassino Jhonatan de Souza do Mato Grosso para ser escutado aqui em São Luís?

Será se o desembargador tem a noção dos custos logísticos da SSP/MA disponibilizou (dinheiro do contribuinte maranhense), para trazer o bandido Elker de Minas Gerais?

Será se o desembargador tem a noção dos custos logísticos da SSP/MA de traslados desses bandidos turistas e dos que estão presos aqui, além de toda a varredura no Fórum e todo aparato policial?

Ora bolas!!! Claro que não!!! Que se dane o contribuinte, o DEPEN, a SSP, os babacas dos policiais que deixaram suas famílias para acompanhar esses “lindos” bandidos… A decisão foi tomada por um semideus!!!

Se houvesse democracia de fato e justiça de fato, as despesas, caso aconteça novas oitivas, correria por conta do desembargador, pois ele errou feio em não ter avaliado tais circunstâncias, haja vista que o contribuinte não pode pagar duas vezes pelo mesmo objetivo.

Ainda espero um posicionamento do TJMA.

É preciso planejamento!!! Conselho de secretários discute diretrizes para 2013, com foco no Viva Maranhão

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 1 Comentário

Foto 2 Co..[1]A primeira reunião deste ano do Conselho de Gestão Estratégica das Políticas Públicas do Governo do Maranhão (Congep) foi realizada, na tarde desta terça-feira (29), no Palácio Henrique de La Rocque (Calhau). O encontro foi coordenado pelo secretário de Estado de Planejamento e Orçamento, João Bernardo Bringel, que destacou na pauta a discussão das diretrizes do governo para o ano de 2013, com foco para o Programa Viva Maranhão.

A reunião de trabalho teve participação dos secretários de Estado Fábio Gondim (Gestão e Previdência), Olga Simão (Cultura), Hildo Rocha (Assuntos Políticos), Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Pesca), Jura Filho (Turismo), José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária) e Rodrigo Comerciário (Articulação Institucional). Também presentes, secretários-adjuntos e gestores de órgãos.

João Bernardo Bringel iniciou os trabalhos destacando a importância das reuniões do Conselho, haja vista que nelas são discutidos temas e definidas ações que visam à melhoria da gestão governamental e da vida da população. Ele ressaltou que nessa primeira reunião é feito um planejamento de ações para o ano que se inicia; são discutidas questões de destaque na pauta do governo; e definido um cronograma de temas dos próximos encontros.

“Na reunião de hoje, foi aberto espaço para que os órgãos expusessem suas principais ações. Também tratamos, entre outros assuntos, sobre a questão da integração das secretarias na condução do programa Viva Maranhão, que está sendo implementado pelo governo”, disse João Bernardo Bringel, destacando que a iniciativa inclui ações estruturantes em áreas como saúde, infraestrutura, educação e gestão.  

Os recursos para a implementação são da ordem de R$ 3,8 bilhões, captados pelo governo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), sendo que R$ 1 bilhão foi contratado por meio do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste). Entre outras, o Viva Maranhão destaca ações nas áreas de Modernização e Ampliação dos Serviços de Saúde e Saneamento (no valor de R$ 877 milhões), Integração Rodoviária dos Municípios (R$ 693 milhões), Modernização e Gestão Pública (R$ 52 milhões), Ampliação da Infraestrutura e Modernização da Educação (R$ 454 milhões), Desenvolvimento Social, Inclusão Produtiva e Superação da Pobreza (R$ 500 milhões) e Mobilidade Urbana (R$ 620 milhões).

Cultura

Na reunião, a secretária de Estado da Cultura, Olga Simão, também falou sobre o Carnaval 2013, cujo tema é “A mistura é a nossa maior riqueza”. Na ocasião, ela detalhou a programação desenvolvida pela pasta e informou que o roteiro completo já está disponível no site da Secretaria (www.cultura.ma.gov.br).

Ao final, Olga Simão fez um convite para que o secretariado participe das festividades. “O carnaval vai ser grandioso, com programação da Praça Deodoro à Madre Deus, com segurança e conforto para o folião”, afirmou a secretária.

Por isso foi elogiado pela presidenta. Prefeitos de todas as regiões movimentam estande do Ministério do Turismo

Postado por Caio Hostilio em 30/jan/2013 - 1 Comentário

gastãominsMaior procura é por informações sobre investimentos em infraestrutura e pendências das gestões anteriores. Gestores que buscam politiquices jamais alcançarão bons resultados!!!

Prefeitos de todas as regiões brasileiras estiveram no estande do Ministério do Turismo no Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios fortes, Brasil sustentável, na manhã desta terça-feira (29.01). A procura foi acima do esperado e surpreendeu os funcionários do MTur, que calculam um movimento de aproximadamente 500 prefeitos e prefeitas em busca de informações da pasta, entre a tarde de ontem e a manhã de hoje. O encontro acontece até amanhã, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

A maior procura é por informações sobre investimentos em infraestrutura e pendências relacionadas a administrações anteriores. “Fomos muito bem atendidos, nos ensinaram a mexer no Siconv (Sistema de Gestão de Convênios do governo federal) e a verificar as pendências de gestões anteriores, assim como descobrir em que fase estão os nossos projetos junto ao Ministério do Turismo”, contou o prefeito de Chapada dos Guimarães (MT), José Neves, eleito para seu primeiro mandato.

O prefeito refere-se ao Siacor (Sistema de Acompanhamento de Contratos de Repasse), criado ano passado pelo MTur.

O turismo é o principal foco da economia de Chapada dos Guimarães, que conta com incentivo do MTur para a realização de obras como pavimentação asfáltica, revitalização do Parque Nacional da Chapada e construção de centro cultural. O objetivo do prefeito é conseguir retomá-las o mais breve possível. “A obra do centro cultural já foi retomada e as demais devem reiniciar no início de fevereiro. Agora já sabemos exatamente em que fases estão os nossos projetos aqui no Turismo”, comentou o prefeito.

A prefeita Domingas Paixão, reeleita para a administração de Governador Mangabeira, no Recôncavo Baiano, buscava informações sobre incentivo a eventos culturais, como as festas juninas e de Santos Reis, os sambas e as cantigas de Roda. “O governo municipal tem que se preocupar com essas coisas, hoje os jovens não conhecem mais a história da cidade, suas raízes, e acabam por entrar no mundo das drogas”, explica a prefeita.

Roberta Barreto, em seu primeiro mandato na Prefeitura de Axixá, no Maranhão, procurava informações sobre a construção do pórtico da cidade e de obras como a iluminação e a construção de praças. “Vamos conseguir concluir as obras, que estão paradas”. Na região de Munin-Mirim, no caminho para Barreirinhas, a cidade é conhecida pela festa do Boi de Axixá, realizada nas comemorações do São João, em 23 de junho.

Silvério da Luz, antigo vice e atual prefeito de Rio Doce (MG), foi verificar o andamento dos projetos já cadastrados junto ao MTur. Próxima a Ouro Preto, a cidade investe no turismo ecológico, uma vez que ganhou um grande lago devido à construção de uma usina hidrelétrica. “Em função disso um novo bairro surgiu, com bosque, área de reflorestamento e reserva. Estamos investindo na pavimentação da região, que vai ganhar um centro para pesquisa em parceria com a iniciativa privada. A primeira parcela da pavimentação foi liberada, agora só falta a segunda”, comemorou.

Quarta Colônia

Duas prefeitas de cidades da região conhecida como Quarta Colônia, formada por nove municípios no Centro do Rio Grande do Sul, estiveram no estande para aprender como melhorar a integração do turismo na localidade, além de ampliar as obras de infraestrutura. “Queremos que o ministro Gastão Vieira conheça nossa região, ver como o turismo é rico por lá”, conta Valserina Gassen, prefeita de São João do Polêsine.

A cidade possui turismo gastronômico, religioso e cultural, e é conhecida pelo Festival Internacional de Música Erudita, no distrito Vale Vêneto, que reúne até 30 mil pessoas no meio do ano. A prefeita busca finalizar a terceira etapa do Centro de Eventos da cidade, estimado em aproximadamente R$ 600 mil, e apoio para a criação de um espaço adequado para o festival de música.

Já Vera Rossato, prefeita de Ivorá, quer mais informações para desenvolver o turismo no lugar e dar seguimento aos convênios já existentes. “Nossa região é de muita paz e tranquilidade, e tem foco no turismo religioso e ecológico. Queremos fazer obras de calçamento de vias de acesso e estimular a parceria com empresas privadas”, conta. A região da Quarta Colônia é formada ainda pelos municípios de Faxinal do Soturno, Dona Francisca, Silveira Martins, Pinhal Grande, Nova Palma, Agudo e Restinga Seca.

“Muitas vezes eles não sabem o potencial de seu município e nós orientamos. A maior parte dos prefeitos fica surpresa e se diz satisfeita com a qualidade do atendimento”, diz Marconi Pimentel, coordenador de infraestrutura no estande.

Cadê a coletiva do ex-prefeito Castelo?

Postado por Caio Hostilio em 29/jan/2013 - 5 Comentários

castelotaSeria isso um blefe para sair pela tangente? Por que o ex-prefeito não marcou de imediato uma coletiva ali mesmo no aeroporto e colocou tudo em pratos limpos e disse que tudo não passou de um factóide de seus adversários?

Ora bolas!!! O ex-prefeito Castelo simplesmente não tem o que falar, apenas esperar todas as representações judiciais e tentar se defender e ver se sobra alguma coisa!!!

O que ele poderia dizer sobre o descaso encontrado no depósito da educação? Ainda mais sobre aqueles ônibus e aquela quantidade de livros didáticos?

O que ele responderia sobre a Pavitec? Nada!!! Sua surdez aumentaria. Isso nem se fala da Cefor.

Como falar sobre a SP Alimentos? Xiiiii. Não tem nem como explicar.

Aí vai que um repórter pergunte sobre os R$ 73,5 milhões… E os pagamentos no apagar das luzes da sua gestão!!! Castelo era capaz de pedir para ir ao banheiro.

Mas continuo esperando por essa coletiva.  

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog