Arquivo de agosto de 2013

Você acreditou!!! Flávio Dino e Edivaldo Holanda Junior não conseguiram colocar o Bilhete Único… Uma ação em curto prazo…

Postado por Caio Hostilio em 30/ago/2013 - 14 Comentários

Hei, você ludovicense, o “Novo e a Mudança”, mostrou nesse programa eleitoral abaixo, a buraqueira das ruas e avenidas de São Luís, agora diga se algo mudou? Fala, ainda, do caos no transito, você já viu alguma ação coerente para amenizar essa situação pela SMTT? E o bilhete único, você já está usufruindo dessa ação tão simples de colocar em prática?

Caco Barcellos, dê uma olhadinha na realidade da cidade de São Paulo, que tem 15 milhões de habitantes!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/ago/2013 - 20 Comentários

images32Por que você não tem coragem de mostrar essa realidade na maior cidade do Brasil? Qual foi o propósito em mostrar a situação da saúde de Tutoia/Ma, que tem apenas 50 mil habitantes?

Na sua reportagem, foi mostrada uma médica trabalhando mais de 50 horas, porém em São Paulo, no terceiro vídeo, os médicos vão apenas para bater o ponto e simplesmente abandonam suas obrigações, isso num hospital de referência da grande São Paulo. Isso é uma matéria importante, haja vista que mostra o descaso com a saúde pública e, principalmente, o desrespeito com o contribuinte, que paga o salário desses médicos fantasmas…

Mensurem com bastante cautela e diga o que levou o programa comandado pelo jornalista Caco Barcellos a fazer uma matéria em Tutoia, isso sem mostrar as situações desumanas e caóticas dos Socorrões de São Luís?

Que coisa esquisita!!!

O fiasco do “Novo e da Mudança” de Flávio Dino!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 2 Comentários

imagemSerá que Flávio Dino continuará usando esse slogan canalha e safado? A coisa caiu foi pra cima do Edivaldo Holanda Junior, que agora se ver num mato sem cachorro e até sem gato!!!

Quem caiu como patinho foi o ludovicense!!! Não foi por falta de aviso!!! Aqui por diversas vezes eu alertei que São Luís não tinha candidato.

O povo ficou cego, mesmo vendo dois debates medíocres e fora de sintonia em gestão pública.

No primeiro debate, o ex-prefeito João Castelo disse uma das maiores asneiras que eu já ouvi: “meu governo aplica 35% na saúde de São Luís”, disse Castelo. Ali eu pude observar o quanto todos eram despreparados para gerir a coisa pública. Na verdade, Castelo sequer aplicava 15% exigidos constitucionalmente.

Está aí o PCdoB, o PSB, o PDT, o PTC e outros de aluguel nessa nau furada!!! Quanta enganação…

Vai chegar o tempo que muitos sentirão falta do desgoverno do tucano João Castelo.

Flávio Dino já foi candidato a prefeito de São Luís e a governador do Maranhão, com isso vale questionar: Tirando os ataques a candidatura de Jackson Lago e a governadora Roseana Sarney, alguém lembra que alguma proposta de governo bem planejada por Flávio Dino?

Não tem e continua não tendo!!!

Basta imaginar que seus principais articuladores em gestão pública é José Reinaldo, Humberto Coutinho, Tema e Rubens Pereira… Grandes gestores!!!

Por fim, alguém sabe qual será o novo slogan de Flávio Dino? Que não seja um engodo!!!

E Eliziane Gama quer disputar o governo do Estado?

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 4 Comentários

Joguinho político velho!!!

Joguinho político velho!!!

Em minha opinião, isso não passa de uma balela muito da grande. A deputada Eliziane Gama, na verdade, quer vender seu passe muito caro.

O canto da sereia!!!

O canto da sereia!!!

Quando alguém tem decisão formada não fica se reunindo com “a” ou “b”… Sai candidato e acabou o resto!!!

Não foi isso que ela fez em 2012? Mesmo a contragosto de seus companheiros de PPS, que queriam apoiar Edivaldo Holanda Junior? Ora bolas!!!

Ela foi rifada em 2012, porém sua aceitação eleitoral foi bem avaliada, sem qualquer apoio de qualquer legenda… Apenas a Cara e a Coragem…

Eu acredito mais que ela cairá no canto da seria e apoiará a candidatura de Flávio Dino, sendo ela candidata à Câmara Federal ou ao Senado, caso Roseana não esteja entre os candidatos.

Eliziane Gama já se acostumou com o “bom” da vida pública e não largará esse osso assim tão fácil.

hilton gonçaloDe todas essas pré-candidaturas que tem grande chance de se concretizar seria a do ex-prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo. O mesmo vem mostrando até agora determinação, coisa que Eliziane Gama não vem mostrando!!!

Fábio Camara dá pito em Othelino Neto

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 4 Comentários

Não se pode querer defender ao que todos estão vendo… Querer ludibriar a coletividade com bravatas é algo repugnante, além de deixar a hipocrisia e a politicamente superar os princípios de verdade perante o povo.

Nesse sentido, o vereador Fábio Câmara foi contundente em sua crítica..
20130829-144527.jpg

Administrar não é para todos!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 8 Comentários

Mas tem aqueles que acham que administrar é discurso bestial, ludibriar o povo e ser especialmente demagogo… Estão aí as provas do que disse em 2012. Cadê o empenho e compromisso assumido? Cadê os programas de governo? Onde foram para os planejamentos? Tudo continua a mesma coisa e em alguns setores bem pior!!!

dik3Muitos acham que administrar é fácil e que todos podem exercer essa função com tranqüilidade. Ledo Engano!!! A prova está tanto na iniciativa privada quanto pública. Existem empresários que realmente têm o tino comercial, porém é um péssimo administrador, por isso vemos muitas empresas falindo.

O mesmo acontece no setor público. Existem políticos que são bons como articuladores e excelentes legisladores, mas administrativamente, eles são uma negação. Vejam a quantidade de municípios maus administrados que temos, mesmo recebendo recursos que dariam para melhorar a vida da coletividade.

Ainda que muitos não tenham conhecimento ou não perceberam a grandiosidade e expansividade da Administração, é preciso saber que sem ele as coisas não andarão uniformes, principalmente na administração pública.

O bom administrador é aquele que sabe gerir um processo, tomar e colocar em prática decisões sobre os objetivos e utilização dos recursos.

É preciso o eleitor saber que administração é de estrema importância para o contexto social de modo geral. Podemos usufruir e nos beneficiar de inúmeros conceitos da administração para gerenciar, controlar, planejar e promover a execução de várias tarefas administrativas. É nesse contexto que se deve analisar com muito cuidado quem administrará sua cidade. Não adianta discursos bonitos e inflamados, promessas mirabolantes… É preciso ser administrador antes de ser político.

Gerir recursos públicos com responsabilidade e dentro dos princípios técnicos, para o bem-estar da coletividade… Pense nisso!!!

Como podemos ver, administrar é para quem sabe e tem compromisso… Não adianta discursos lindos, ideológicos, inflamados… Isso não quer dizer que ali esteja um administrador em sua essência, mas sim um demagogo!!!

Hei Caco Barcellos, qual é o teu interesse no Maranhão?

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 42 Comentários

imagesPor que você esconde a desgraceira da saúde de São Paulo, seu estado, onde você trabalha, para deslocar até Tutoia, estado do Maranhão para fazer uma reporcagem sobre um município de difícil acesso?

Mas vamos clarear tua memória sobre o estado de São Paulo e de Santa Catarina… Faz uma reportagem, pois está tão pertinho de você!!!

58% dos hospitais públicos de SP têm macas no corredor

Fernanda Bassette – O Estado de S.Paulo

imagem_0207121341225920_gMais da metade dos prontos-socorros públicos do Estado de São Paulo está superlotada – com macas espalhadas nos corredores -, não consegue transferir pacientes para serviços de referência, tem equipes médicas incompletas e não possui um médico responsável pelo plantão.

A situação precária das unidades de saúde foi constatada após fiscalização do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), entre fevereiro e abril deste ano, em 71 unidades (23 na capital e 48 em 35 cidades do interior) em uma única visita a cada uma delas. A amostra representa 10% do total de prontos-socorros do Estado e o critério de escolha foi o tamanho, a localização e as reclamações. Entre os 23 hospitais da capital, 6 são administrados por Organizações Sociais (OSs).

Um terço dos PSs não faz a triagem com a classificação de risco dos pacientes, o que atrasa o atendimento aos doentes realmente graves. Quase 60% das unidades sofrem com a falta de material básico (como jogos de pinça e aspirador elétrico) nas salas de emergência, que estão inadequadas em 30% dos serviços vistoriados.

Para o Cremesp, esse gargalo é reflexo do subfinanciamento da saúde pública e também da falta de uma rede básica de saúde estruturada e resolutiva, em que os pacientes consigam resolver os pequenos problemas de saúde no atendimento primário perto de casa, evitando idas desnecessárias aos hospitais.

“Os serviços de urgência e emergência são um grande e grave problema de saúde pública. Responsabilizamos as Secretarias de Saúde municipais e a estadual e o Ministério da Saúde pela falta de financiamento e gestão do sistema”, diz Renato Azevedo Jr., presidente do Cremesp.

Desumano. O levantamento mostra, por exemplo, que 57,7% dos hospitais fiscalizados possuem pacientes internados em macas no corredor – um dos piores indicativos. O tempo médio de permanência nessas condições é de cinco dias.

Para Gonçalo Vecina, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, essa é uma das consequências da falta de leitos especializados no atendimento de pacientes graves. “Ficar na maca por tanto tempo é desumano. Há locais onde sobram leitos, mas de baixa complexidade.”

O médico Bráulio Luna Filho, conselheiro do Cremesp, afirma que há pacientes morrendo em decorrência da precariedade. “Muitas pessoas deveriam ter atendimento prioritário e não recebem, não há recursos técnicos necessários, falta infraestrutura para exames. A população não tem alternativa.”

Florisval Meinão, presidente da Associação Paulista de Medicina, diz que os resultados quantificam um problema que se arrasta há muitos anos não só em São Paulo, mas em todo o País. “Essa percepção da calamidade nos PSs existe há muito tempo. A rede básica inadequada se reflete na qualidade desses serviços. E a falta de infraestrutura e de médicos é consequência da falta de investimentos.”

Agora, Caco Barcellos, veja a situação no Estado de Santa Catarina, cuja per capita é bem superior ao do Maranhão!!!

Deputados constatam situação precária do Hospital Regional de São José

hosp-regional02Salas que deveriam servir para os primeiros socorros foram transformadas em locais de internação. No setor de reanimação da Cardiologia, há pacientes entubados, com equipamentos de respiração expostos para o lado de fora das janelas da unidade. Entre os pacientes, muitos idosos.

O vai e vem dos enfermeiros e médicos que se esforçam no meio de tanta gente doente foi interrompido com a visita surpresa dos deputados, motivada por mais de 100 denúncias, por meio do SindSaúde, anotadas em formulários assinados por funcionários do hospital que clamam por mais estrutura de atendimento.

“Em diversas visitas que realizamos aqui, nunca presenciei uma situação tão grave. Agora vamos fazer um relatório e cobrar do governo do Estado e da Secretaria de Saúde. O governo sempre nos escuta, apresenta propostas, mas nunca uma solução definitiva. Falta assistência básica nos municípios, o que aumenta a procura nos hospitais”, disse Morastoni, que preside a Comissão de Saúde no Parlamento.

Representantes do SindSaúde acompanharam a visita dos deputados, que mereceu atenção de toda a imprensa da região. Pedro Paulo das Chagas, presidente do sindicato, revelou que a principal reclamação dos funcionários é a falta de estrutura para atender tantas pessoas. Chagas não soube informar a quantidade de pacientes internados na Emergência, alegando que a cada dia o número de internados só aumenta. “A reabertura do Hospital Florianópolis seria uma solução em curto prazo para o problema”, sugeriu.

À medida que a comitiva visitava os corredores, os deputados ouviam apelos desesperados de parentes de pessoas que esperam por leito e cirurgias há um mês em cadeiras e poltronas improvisadas, sem conforto, higiene e atendimento adequado para a recuperação. “Eu vejo muita gente morrer neste chão todo dia. São filhos lutando pela vida dos pais. Falta dignidade das autoridades para resolver os problemas”, denunciou Luiz Antero Guerra, estudante da 9ª fase de Medicina da Unisul, que faz estágio no Hospital Regional.

Com o olhar cansado e insatisfeita com o tratamento dedicado ao marido, Guacira Fagundes diz que a “culpa” não é dos funcionários. “O atendimento deles é ótimo. São pessoas excelentes que fazem o que podem. Mas falta estrutura”, disse Guacira, que acompanha o marido diabético na quinta internação no mesmo hospital. “Esta há 11 dias esperando um leito e a cirurgia. Vão ter que amputar a perna dele”.

Esta situação de espera pelo atendimento adequado é a causa do agravamento de muitas das enfermidades dos pacientes, conforme denunciou Luiz Antonio Silva, técnico em enfermagem que trabalha há quatro anos no Hospital Regional de São José. “A pessoa chega com um dedo azulado. Depois de tanta demora, tem de amputar o membro”, revelou.

Outro problema relatado para a demora nas cirurgias é a falta de anestesiologista, profissional indispensável para o procedimento. Essa situação foi conformada pela diretora do hospital, Marlise Rodrigues, que reconheceu os problemas do hospital. Ela se reuniu com os deputados no fim da visita.

“Chamamos 11 novos anestesiologistas, mas apenas um se apresentou”, argumentou Marlise. Segundo a diretora, o atendimento básico não é feito nos municípios da região, o que faz as pessoas buscarem o hospital.

Outra necessidade seria o encaminhamento de pacientes atendidos pelo Samu para a emergência do Hospital Celso Ramos, na Ilha. Hoje, de acordo com Marlise, a grande maioria é encaminhada para São José. “Vamos levar este pedido à secretária de Estado da Saúde. De alguma forma, procuramos atender todos os pacientes que nos procuram”.

Flávio Dino quer fugir de suas responsabilidades? Isso é covardia!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - 16 Comentários

dinoze3Com certeza Flávio Dino se acha mais esperto que todos e quer fugir de suas presepadas políticas, porém vive tirando fotos com quem ele quer se afastar!!! Isso só cola pra cima de otário.

Seus teleguiados fazem comentários tentando tirar as péssimas gestões de seus aliados nos mais diversos municípios.

Então, esses caciques politiqueiros não são seus aliados e comporão qualquer governo seu? Orienta-se, de besta Flávio Dino só tem o desconhecimento em gestão pública.

O slogan do Novo e a Mudança foram criados por Edivaldo Holanda Junior? Não!!! É uma criação antiga de seu Flávio Dino, cuja prática, ou seja, programas de governo, planejamentos, organizações e controle não existem.

Está aí mediocridade dessa gestão. Uma bagunça generalizada, onde estão os partidos e os homens de confiança de Flávio Dino… Não foi à toa que seus marqueteiros alertaram para que ele se afastasse de Holanda Junior. Isso é covardia, pois não se abandona o barco sendo o capitão!!!

Por que ele, Flávio Dino, não colocou em prática, em São Luís, Caxias, Tuntum, Matões e demais municípios governados por seus aliados e financiadores, seu programa de governo que pretende colocar em prática no Maranhão?

É porque não tem nada, nadica de nada, que se possa aproveitar. Caso tivesse e esses municípios mostrassem qualquer diferencial em gestão pública, poderia ser apontado por Flávio Dino como exemplo!!!

Cadê? Esse papo de que ele não é o prefeito, não é o escambau, não cola, haja vista que um grupo político comunga com os mesmos princípios, seja político ou em administração pública.

Basta imaginar se essas péssimas gestões estivessem sendo o diferencial em administração pública, com certeza a coletividade viria nesse grupo flavista o melhor para o Maranhão, mas é o contrário, cujos gestores já receberam milhões e milhões, porém vivem choramingando por mais e mais dinheiro. Pra quê? Financiar as campanhas eleitorais de 2014? Isso está tão evidente!!!

Isso não passa de uma patacoada, haja vista que a sustentação de Flávio Dino e de seus aliados – todos sentaram no colo do Sarney -, é a de ser anti-sarney, mas nada!!! E em prol da coletividade, o que ele tem a apresentar? Nada. Estão aí as gestões do grupo do Flávio Dino para ser mensuradas… Esse é o espelho!!!

O resto é politicalha…

Informativo

Postado por Caio Hostilio em 29/ago/2013 - Sem Comentários

Notícia que os opositores odeiam!!! Roseana anuncia investimentos de R$ 1,2 milhão em São Bento

_Foto-2A governadora Roseana Sarney anunciou um investimento da ordem de R$ 1,2 milhão para o município de São Bento, nesta quarta-feira (27), segundo dia do Governo Itinerante na Baixada Maranhense. Acompanhada do prefeito Carlos Alberto Lopes, o Carrinho, Roseana Sarney também conferiu as ações desenvolvidas nas áreas de saúde e cidadania. “Eu me sinto em casa em todo o Maranhão, mas em São Bento é especial porque a minha origem é daqui”, declarou. Roseana Sarney ressaltou a importância da parceria firmada com o município para a realização de mais obras e serviços. “Haverá melhorias de vias públicas, do acesso aos povoados, além de apoio nas áreas da saúde, agricultura, pesca e qualificação dos jovens para o mercado de trabalho”, apontou ela, complementando: “No início de setembro, será aberta a licitação para a construção de 60 barragens que vão promover a preservação de água o ano inteiro, o que vai incrementar a produção agrícola na região”. A comitiva da governadora reuniu os deputados estaduais Edilásio Júnior, Fábio Braga e Jota Pinto, os secretários estaduais Luis Fernando Silva (Infraestrutura), Claudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Clodomir Paz (Programas Especiais), Hildo Rocha (Cidades e Desenvolvimento Urbano e Assuntos Políticos), Pedro Fernandes (Educação), Rodrigo Comerciário (Assuntos Institucionais), José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária); coronel José Ribamar Vieira (Gabinete Militar), além de vereadores, prefeitos e ex-prefeitos da região; lideranças políticas e comunitárias. Na Praça Central da cidade, local de instalação da unidade móvel do Viva Cidadão (responsável pela emissão da Carteira de Identidade, CPF, título de eleitor e Carteira de Trabalho), a governadora Roseana Sarney fez a entrega de 800 Declarações de Aptidão (DAPs) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Já são mais de 15 mil DAPs entregues durante as etapas dos itinerantes.

Pesquisa do Ministério do Turismo aponta que quase 96% dos visitantes querem voltar ao país

Barreirinhas 2Com a temporada de férias na Europa, pelo menos até o fim de setembro, a Região dos Lençóis Maranhenses se transforma no roteiro de turistas de vários países europeus e de outras partes do mundo. Com uma paisagem única, que mistura dunas gigantes e lagoas de águas cristalinas, a viagem passa pelas cidades de Santo Amaro e Barreirinhas e segue pelo Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Roteiros como estes atraem os visitantes e ajudam a divulgar o Brasil lá fora. Em 2012 o país recebeu um número recorde de turistas estrangeiros, de acordo com o Estudo de Demanda Turística Internacional, divulgado hoje (28) pelo Ministério do Turismo. O levantamento feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) mostra que 5,67 milhões de estrangeiros visitaram o Brasil no ano passado. Os maiores emissores de turistas residem na América do Sul (50%), seguidos pelos Europeus (29%) e norte-americanos (13%). Os argentinos ainda são os principais visitantes (29%) com 1,67 milhões de turistas. Dos Estados Unidos vieram 586 turistas e a Alemanha, com 258 mil visitantes, ocupa o terceiro lugar. Os europeus são os turistas que mais tempo permanecem no país (23,7 dias em média), mais que o dobro dos sul-americanos (10,7 dias). Os europeus também são os que mais gastam. Os espanhóis aparecem em primeiro lugar (US$ 1.703), seguidos pelos portugueses (US$ 1.582) e franceses (US$ 1.509). Já os argentinos gastam em média US$ 648. A maioria (84,5%) diz que a viagem atendeu ou superou as expectativas e, por isso, 95,7% afirmaram que pretendem voltar ao Brasil. A intenção de retorno pode ser explicada pela boa avaliação dos principais serviços turísticos, entre eles a hospitalidade (97,7%), os sabores da gastronomia (95,5%) e a hospedagem (93,2%). “Temos que evoluir, mas os dados mostram que estamos no caminho, que o turista estrangeiro tem tido boas experiências em nosso país”, diz o ministro do Turismo Gastão Vieira. O Ministério do Turismo, por meio da Fipe, entrevistou 31.039 pessoas em 10 regiões de fronteira terrestre e 15 aeroportos internacionais brasileiros.

Seduc intensificará ações em escolas com baixo Ideb

_Foto-3A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da supervisão de Avaliação e da superintendência de Educação Básica (Sueb), reuniu, nesta quarta-feira (28), os gestores, supervisores e técnicos do apoio pedagógico para discutir sobre a proposta de intensificação de ações nas escolas da rede estadual de ensino com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O propósito é melhorar o Ideb de 67 escolas da unidade regional de São Luís, a partir de 2015. Coordenadora dos debates, Claudiana Mota disse que o projeto objetiva desenvolver ações pedagógicas eficazes com vistas a elevar os níveis de desempenho de aprendizagem dos educandos das escolas participantes. Ela explicou ainda que a proposta será analisada e discutida com os professores das escolas envolvidas para ser adequada à realidade de cada colégio e receber sugestões sobre sua operacionalização, levando em consideração as dificuldades encontradas nas escolas para que aprimorem o nível da qualidade de ensino. De acordo com Claudiana Mota, os professores irão trabalhar as matrizes curriculares visando melhorar o desempenho dos alunos e aumentar as pontuações no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste sentido, os participantes da socialização irão acompanhar e orientar o corpo docente em sua prática pedagógica, valorizando a troca de experiências e objetivando a superação das dificuldades cotidianas de sala de aula.

Weverton Rocha participa de audiência no MJ sobre Awá-Guajá

_DepWRochaO Deputado Weverton Rocha esteve nesta quarta-feira (28/08) no Ministério da Justiça para a Audiência que tratou da demarcação das Terras Indígenas do Awá-Guajá. Representando a Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional da Amazônia (Cindra), o Deputado salientou que a questão é complexa e suprapartidária. “Nosso temor é que 1.200 famílias sejam retiradas de uma região que já habitavam antes da homologação da Terra Indígena, temos de criar uma mesa de discussão”, disse o parlamentar maranhense. Também presente à reunião, Dr Luis Campos, advogado da causa dos produtores, demonstrou que ainda há recursos tramitando na justiça, principalmente no que tange a avaliação e indenização das benfeitorias realizadas pelos pequenos produtores. “As demarcações não foram realizadas como a sentença determinou” relatou o advogado. Segundo ele, não houve a colocação dos marcos, placas e picos exigidos para demarcação das Terras Indígenas. Representando o Ministro da Justiça, os assessores Marivaldo Pereira e Marcelo Veiga garantiram que todo o processo será realizado com diálogo e transparência. De acordo com os assessores, também serão ouvidos os representantes dos pequenos produtores rurais sobre a operação de desintrusão das terras. Para os representantes, na operação estão garantidas por lei a avaliação e indenização das benfeitorias realizadas pelos produtores. A Cindra realizará, na próxima semana, uma reunião com Ministra Gleisi Hoffman. Um dos temas do encontro será a Terra Indígena Awá-Guajá. Na ocasião, Weverton Rocha levará mais uma vez à tona a situação dos proprietários, ressaltando que sua causa ainda denota recursos jurídicos.

SES facilita acesso da população a consultas e exames

Postado por Caio Hostilio em 28/ago/2013 - Sem Comentários

Por que Flávio Dino não pede para seus aliados fazer essa mesma ação em São Luís, que já recebeu mais de R$ 400 milhões do MS, em Caxias, que já recebeu R$ 50 milhões, em Tuntum, em Matões e em outros municípios governados por sua turma? Não fazem porque não sabem fazer e sequer possuem capacidade para isso… Agora, o destino desses recursos ninguém sabe, ninguém viu!!!

_Foto-1As cidades de São Vicente Ferrer, São João Batista, São Bento e Peri-Mirim receberam esta semana o mutirão das ações de saúde, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) durante o Governo Itinerante. Nesta terça (27) e quarta-feira (28), foram ofertados atendimentos de vigilância epidemiológica (vacinação), assistência em clínica médica, dermatologia, pediatria, exame preventivo do câncer ginecológico, de glicemia, colesterol total e PSA (próstata).

Todos os pacientes são triados (verificam peso e a pressão arterial) para, depois, serem encaminhados aos atendimentos. No primeiro dia de serviços em Peri-Mirim foram registrados 104 atendimentos de clínica médica, 30 de pediatria, 112 exames de colesterol e 112 de glicemia, 31 de próstata e 23 preventivos de câncer ginecológico.

Muitas crianças também foram levadas pelos pais ou responsáveis para atualização da carteira de vacinação, como foi o caso da dona-de-casa Maria Teresa Andrade, 22 anos, moradora do povoado Meão, que levou a filha Camila Andrade, 2 anos. “A carteira está atualizada. Agora que estou aqui, vou aproveitar para fazer meus exames laboratoriais de glicemia, colesterol e preventivo”, relatou.

Do povoado Tucunzal, em Peri-Mirim, o agricultor Ivaldo Julio Pachêco França, 58 anos, foi em busca dos exames laboratoriais de próstata, glicemia e colesterol. “É importante fazer sempre os exames para saber o estado da nossa saúde e temos que aproveitar esta oportunidade”, falou. Muitos moradores dos povoados Baiano, Tijuca, Santa Maria, Juçaral, Miruíras, Santana e Taucá estiveram buscando os atendimentos – que foram realizados na Escola Municipal Cecília Botão.

No Hospital de São Bento, foram feitas 75 consultas de clínica médica e 71 de pediatria. Trinta e duas crianças tiveram suas carteiras de vacinação atualizadas e 24 mulheres fizeram o preventivo. Também foram feitos 82 exames de glicemia e 82 de colesterol e 12 de próstata, com um total de 111 pessoas que deram entrada no primeiro dia de atendimento de saúde.

Andréa Cristina Moraes, do bairro Mutirão, levou o filho João Pedro, de um ano, para consultar com a pediatra. “Ele está muito gripado e com cansaço”, falou. A agente de saúde Maria do Socorro Carvalho Pestana, do povoado Fomento, também esteve em busca dos atendimentos. “Além de avisar as pessoas da minha área de atuação da importância dos exames preventivos, também vim fazer os de glicemia e colesterol”, acrescentou.

Dermatologista

No primeiro dia de atendimentos em São João Batista foram registrados 100 consultas com clínico geral, 81 de dermatologia (com 20 exames de baciloscopia) e 66 de pediatria. Foram realizadas coletas para exames como o preventivo de câncer ginecológico, colesterol, glicemia e próstata. Os atendimentos ocorreram na Unidade Mista José Maria dos Santos Jacinto e 120 adultos tiveram pressão arterial aferidas e 185 pessoas foram pesadas.

O pedreiro Vanderson Santos Costa, 35 anos, morador do povoado Arrebenta – em São João Batista – foi consultar com a dermatologista. Ele tem manchas na pele e alergia todas as vezes que trabalha sob o sol. “Foi Deus quem trouxe estes médicos para nossa cidade. Estava juntando dinheiro para viajar para São Luis para consultar porque estou quase impossibilitado de trabalhar. Aqui nunca temos especialistas”, comentou.

Raimundo José Pontes Cutrim, 44 anos, do povoado Santana, foi em busca de fazer os exames laboratoriais. “É importante para o homem fazer o exame da próstata e por isso vim logo. Vou aproveitar e fazer também os de glicemia e colesterol”. Assim como ele, Benedito Costa Mota, 53 anos, do povoado Laranjal I, e José Euzébio Sodré Melo, do povoado Guaribal, tiveram a mesma iniciativa.

Em São Vicente Ferrer, onde os atendimentos foram concentrados no Centro de Saúde Ana Campos Mendes – que foi inaugurado pela governadora Roseana Sarney – foram realizadas 120 consultas de clínica médica e 12 de pediatria. Das 140 pessoas que deram entrada nos atendimentos, foram feitos 122 exames de glicemia, 122 de colesterol, 57 de próstata e 21 preventivos.

A dona de casa Fernanda Cristina Costa Leite, 23 anos, levou os gêmeos Marcos e Mateus Costa Leite, com 17 meses, para atualizar as carteiras de vacinação. “Tenho que ter preocupação em dobro”, justificou. Leonete Souza Mendes, avó da pequena Eloá Cristine, de um ano, também levou para atualizar o calendário de vacina. “Temos que estar sempre atentas para imunizar, evitando que doenças perigosas sejam contraídas pelas crianças”, completou.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog