Notícias

Publicado em   31/jan/2012
por  Caio Hostilio

Hei Castelo, paga o pessoal… Assim não tem como acompanhar a Prefeitura na Net!!!

Assim não dá, assim não pode!!! Que isso seu prefeito? Não pagar os profissionais que mantém as redes sociais da Prefeitura de São Luís no ar!!! Elas estão desativadas… Isso acontece simplesmente porque a empresa de São Paulo que foi contratada para administrar essas redes não recebeu nenhum centavo do que foi combinado… Que coisa feia!!! Fala com Roberto Costa… Vê se ele libera dos R$ 73,5 milhões o dinheiro para pagar essa rapaziada!!!

Atenção prefeitos maranhenses!!! Governos podem fazer cartão da Defesa Civil para usar recursos federais em caso de calamidade

Prefeituras e governos estaduais de todo o País poderão ter o Cartão de Pagamento de Defesa Civil. O produto bancário, criado pelo Banco do Brasil e o Ministério da Integração Nacional para dar agilidade e transparência a repasses emergenciais em caso de catástrofe ambiental, foi lançado nacionalmente na terça-feira (31). O cartão permite o pagamento das ações de socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais de municípios e estados em situações de emergência e calamidade pública, reconhecidas pela Defesa Civil Nacional. Os recursos repassados automaticamente pelo governo federal serão movimentados numa conta especial do BB para os gastos com defesa civil. Os cidadãos poderão acompanhar os gastos efetuados com o cartão logo após o faturamento das despesas, no Portal da Transparência. 

Já têm maranhenses? 1.327 municípios já aderiram a programa para profissionais da saúde

Um em cada cinco municípios brasileiros já aderiu ao Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (Provab). Até o momento, 1.327 cidades já fizeram a adesão ao programa, com oferta de 3,7 mil vagas para médicos (dois mil), enfermeiros (mil) e cirurgiões dentistas (700), que vão atuar nas equipes de saúde da família e outras estratégias da atenção básica. Os municípios interessados têm até 7 de fevereiro para fazer a adesão e  os profissionais de saúde até o dia 12, segundo edital publicado na terça-feira (31), no Diário Oficial da União, prorrogando o prazo. Além do benefício de contar com profissional por 40 horas semanais, os municípios também receberão o incentivo para a implantação e manutenção do Telessaúde, que permitirá às instituições de ensino superior vinculadas ao Provab dar suporte à atuação dos profissionais. Os municípios serão responsáveis pela contratação e remuneração, bem como pelo custeio de moradias quando houver necessidade.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog