Administrar… É preciso ter pensamento lógico, determinação e saber decidir corretamente…

Publicado em   29/fev/2012
por  Caio Hostilio

Antes de tudo, observa-se um líder pela formação de sua equipe. Caso ele escolha colaboradores fracos, fica evidente que é inseguro e incompetente, com isso não poderá deixar que alguém se sobressaia… O bom líder é aquele que escolhe os melhores colaboradores, mesmo que algum tenha mais conhecimento que ele, pois servirá de estimulo para que ele se aprimore ainda mais e valorize seus colaboradores.

Decidir: foco primordial de um administrador. Faz-se necessário mais do que puramente racionalidade no processo desse exercício. É preciso certa sensibilidade para perceber o momento certo e o modo como atuar. Decidir não pode constituir mero palpite. Exige conhecimento e mensuração. Com essas características, um administrador consegue dirimir suas tarefas.

Escolher o instrumento errado ou decidir no momento inoportuno pode ser fatal, tanto na administração quanto em qualquer outra ciência.

Diversas competências são requeridas aos profissionais da área de administração. Algumas delas refletem bem claramente a necessidade do raciocínio lógico.

Vamos a um erro crucial em administração em todos os sentidos. A saída de Felipe Camarão do PROCON. Observa-se claramente que não houve o pensamento lógico, a sensibilidade para perceber que o momento foi completamente inoportuno, que a secretária Luiza Oliveira (Direitos Humanos) deixou transparecer claramente, com isso, que Felipe era um colaborador com conhecimentos bem acima dos seus. Sua visão não se voltou ao bom serviço prestado pela gestão pública, mas sim por sua posição….

Por outro lado, os secretários Luís Fernando Silva e Bernardo Bringel ao oficializarem a municipalização do ensino fundamental com 22 prefeituras, mostraram pensamento lógico, racionalidade, decisão coerente no momento certo.

Essa atitude corajosa já era para ter sido feita no Maranhão há vários anos, haja vista que estão de acordo com os princípios constitucionais e de acordo com os ditames da LDB 9394/96.

Tal atitude não tinha sido efetuada por pura ambição dos recursos públicos. O certo é que o Estado com o termo de cooperação técnica e financeira para municipalização do ensino fundamental, com mais 22 municípios, está repassando o que é de direito deles a administração dessa etapa educacional.

O governo do Estado está passando os recursos do Fundeb, do FNDE, no que consiste a merenda escolar, o transporte escolar, o PPDE, o corpo docente e os prédios onde funcionam as escolas…

A responsabilidade do Estado é com o Ensino Médio e que deve ser oferecido com qualidade…   

Outro ato de pensamento lógico e programático é o programa Saúde é Vida. O secretário Ricardo Murad vem mostrando que é preciso programação para que o serviço funcione dentro dos princípios exigidos pela Organização Mundial de Saúde. Para isso, é preciso montar boas estruturas físicas e de equipamentos, porém a necessidade primordial é a formação do corpo médico e paramédico, que sem um bom treinamento, não haverá comprometimento.

E é com esse propósito que esteve em Timon, onde a equipe de profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Timon iniciou, o período de treinamento interno que antecede a abertura do atendimento à população, até o final do mês de março. 

Sem pestanejar fez o que um administrador preocupado tem que fazer, passou a verificar todas as instalações da unidade. Ela funcionará como as outras sete já inauguradas e em funcionamento no estado, vão dar à população de Timon o pronto-atendimento que os pacientes necessitarem, desde os casos de febre alta, diarréia e pressão alta, até os de acidente vascular cerebral (AVC) e paradas cardíacas, até serem encaminhados para os hospitais de referência.

Por fim, gostaria de parabenizar a decisão do TJ sobre a decisão tomada sobre a aposentaria dos coronéis da Polícia Militar.

O pleno do TJ agiu com o pensamento lógico, pois manteve decisão do presidente da Corte, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, que suspendeu os efeitos de liminares concedidas pela 2ª, 4ª e 5ª Varas da Fazenda Pública da capital em favor de três coronéis da Polícia Militar. As decisões impediam que os coronéis fossem transferidos compulsoriamente para a reserva remunerada, determinando sua permanência na função até julgamento final.

Os militares impetraram mandados de segurança, informando que estariam na iminência de serem compulsoriamente transferidos para a reserva, por estarem completando oito anos no posto de coronel da PM.

Apreciando o pedido, os membros do Pleno do TJ mantiveram, por unanimidade, a decisão de Guerreiro Júnior, por entenderem não comprovada a inexistência de lesão à ordem pública. No voto, Guerreiro Júnior ressaltou que a apreciação em pedidos como esse é restrita e vinculada, não cabendo adentrar aos argumentos levantados pelos militares, mas devendo limitar-se a averiguar a lesão à ordem, saúde segurança e economia pública.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

2 Responses to Administrar… É preciso ter pensamento lógico, determinação e saber decidir corretamente…

  1. Gojoba disse:

    Hostilio e o caso da ama clubes? tu ta sabendo e o futebol maranhense tu ta de que lado? tu ta sabendo queo bola de ouro te esculhambou hoje

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog