O crime compensa? No Brasil compensa!!!

Publicado em   31/maio/2013
por  Caio Hostilio

crime compensaUma das coisas que mais me irrita é escutar de politiqueiros e da mídia que o índice de criminalidade aumentou assustadoramente, porém não buscam a historicidade, baseada na dialética, para saber os reais motivos.

O que estimula a criminalidade no Brasil é a impunidade, coisa que do criminoso do colarinho branco ao analfabeto conhecem como ninguém.

Pergunte a um adolescente que ele resolva um calculo de matemática ou interprete um texto? Com certeza não saberá nem resolver o calculo e sequer a interpretação de um texto, porém tem decorado seus direitos constitucionais e usam desses direitos para a delinqüência, assim como são bem usados pelos bandidos por esse país afora.

A culpa encontrada pelos politiqueiros e pela mídia é o Aparelho de Segurança dos Estados e até o federal, porém são incapazes de buscar uma estatística em que mostrem quantos bandidos e assassinos foram presos pela polícia e em pouco tempo estão soltos.

Observa-se que muitos bandidos não ficam presos sequer por 24 horas, voltando, com essa facilidade, a praticar seus delitos.

Tive o desprazer de testemunha isso em diversas ocasiões. Tenho um amigo policial civil aqui no Maranhão, que vez por outra ele prende diversos traficantes, isso com flagrante, e no outro dia eles estão soltos e ainda gozam do policial.

Por isso, muitos policiais aderem à criminalidade, pois vêem que suas ações não surtem o feito desejado, com isso passam a fazer acordo$ com os bandidos.

Eu presenciei a invasão do Hotel Nacional, no Rio de Janeiro, por bandidos do Morro do Cantagalo, cujos hospedes foram usados como reféns e escudo.

Depois vi, pelo Jornal Nacional, um desembargador colocar todos soltos dizendo que os mesmos não traziam perigo à sociedade. Dos 19 bandidos, quatro já morreram em confronto com a polícia, cinco voltaram para prisão por outros delitos.

Surpreendi-me quando ex-delegado geral do Maranhão, Nordiman, disse-me que aquela quadrilha considerada a mais perigosa em assalto a bancos no Nordeste, presa no mês de março desse ano pela Polícia maranhense, já havia sido presa pela própria polícia maranhense em Imperatriz a menos de três anos, pude ver que a impunidade é o combustível para a criminalidade no Brasil dentro do seu contexto do estrato social.

Por outro lado, vêm os direitos humanos, que na verdade ampara os bandidos e crucifica os cidadãos de bem. Que país é esse?

As leis brasileiras são caducas e cheias de aberturas, embargos e outras futricas que ajudam muitos a ingressarem no mundo do crime.

É de transitado e julgado e até que se acabem todas as alternativas de defesa, isso com todas as provas mostrando o delito, fez com que no ano passado muitos políticos corruptos fossem reeleitos e eleitos nos mais diversos municípios desse país.

Estive em Istambul, Turquia, e em diversas cidades daquele país. Sempre busco informações sociais, políticas e econômicas dos países que já visitei. Istambul é uma cidade com 15 milhões de habitantes, mas que você não ver roubos, assaltos, crimes e demais delitos. Vi isso também no Chile. Sabem o porquê disso? As leis nesses países são duras, não dão brechas e sequer dão os mais diversos esgotamentos de defesa, principalmente quando o crime já foi mais que desvendado.

O certo é que o aparelho de segurança e o Poder Judiciário comungam dos mesmos princípios e seguem a risca todos os ditames.

É preciso mudar as leis brasileiras e impor segurança pública e justiça nesse país.

Portanto, antes de discutirem sobre aumento da violência, busquem primeiro saber a historicidade de todos que estão praticando esses delitos. Com certeza vão se surpreender o número de vezes que esses bandidos já foram presos e soltos!!!

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

11 Responses to O crime compensa? No Brasil compensa!!!

  1. Helberth Ledskovick disse:

    São cada vez mais desesperadoras as perspectivas do clã Sarney para as eleições de 2014. Como se já não bastasse a vantagem astronômica do presidente da Embratur em relação a candidatura oficial ao governo, agora Roseana Sarney tem que enfrentar mais um agravante: o fato de ser superada pelos pré-candidatos da oposição ao Senado.

    Sondagem de intenção de votos contratada pela oligarquia mostra a governadora com apenas 40% na preferência do eleitorado, atrás de nomes como Roberto Rocha (PSB), Zé Reinaldo Tavares (PSB), Eliziane Gama (MD) e Domingos Dutra (PT/Rede), que juntos chegam fácil à casa dos 45%.

    Os números caíram como uma bomba na cabeça da filha de José Sarney, que não consegue reverter a tendência de queda nem com o fiascante “Governo Itinerante” – movimento que percorre o interior do estado na tentativa de promover ela e Luís Fernando Silva.

    A rejeição a Roseana, somada a fatores como a insatisfação do povo maranhense e competitividade dos quadros da oposição, preocupa aliados, que tentam a todo custo dissuadi-la da ideia de abandonar o governo para concorrer ao Senado. Consideram suicídio eleitoral. O próprio Picolé de Chuchu já bateu o pé e condicionou a sua candidatura à permanência dela no Palácio dos Leões.

    Para os analistas palacianos a conta é simples: como apostar na viabilidade de Roseana se quem leva vantagem na disputa à sucessão se apoia em um discurso que atinge em cheio as suas administrações?

    Eles consideram que a definição em torno de um único nome apoiado por Flávio Dino fortalecerá ainda mais a oposição, expondo a governadora ao risco de ser duplamente humilhada nas urnas.

    • Caio Hostilio disse:

      ficou maluquete? essa matéria não tem nada a ver Flávio Dino ou você já quer defendê-lo dos seus crimes?

  2. Pingback: O crime compensa? No Brasil compensa!!! | Governo & Política

  3. Arrosto Carvalho disse:

    Primeiramente quero te parabenizar pelo uso da palavra “dialética”, que caiu no desuso. Quanto à questão da impunidade, temos dois viés: o primeiro é a própria lei penal que privilegia a liberdade no curso do processo; as alternativas à prisão são diversas e muitos juízes preferem conceder a liberdade provisória à manutenção da prisão, isso por motivos diversos como as péssimas condições carcerárias, por exemplo. Segundo, é a morosidade do judiciário que favorece o réu. Falo isso com propriedade, pois por diversas vezes consegui alegar a prescrição da pretensão punitiva do estado, e até mesmo a prescrição da pretensão executória. Os processo se arrastam por anos até prescreverem, como o réu não pode ficar peso injustificadamente ao longo do processo, responde em liberdade e quando há excessiva demora em serem sentenciados são beneficiados com a prescrição. As leis penais foram editadas há varias décadas, a realidade era bem outra, a maioridade terminava aos 21 anos, a mulher casada era semi incapaz. Hoje meu filho de quatro anos ensina a avó a usar o controle da tv. As leis penais estão engessadas, são arcaicas. O sistema prisional está falido há décadas, ainda mantém um modelo medieval. É preciso mudar o paradigma do sistema legal penal, desde o Código Penal à Lei de Execução Penal. Do modo que está de nada adianta a eficiência policial. Se a policia for atuante e prender bastante estrangulara o sistema penitenciário que já está superlotado, e também congestionará mais ainda os processos no Judiciario. Medidas paliativas são propostas com freqüência, mas não resolvem. É preciso que a sociedade como um todo discuta o assunto, desde a maioridade penal, do contrário tornaremos ao estado de barbárie, que já se avizinha.

  4. Pingback: Um comentário que vale ser publicado | Caio Hostilio

  5. Pingback: Um comentario que vale ser publicado | Governo & Política

  6. Pingback: Como o crime compensa no Brasil!!! | Governo & Política

  7. Pingback: Como o crime compensa no Brasil!!! | Caio Hostilio

  8. Pingback: E aí, já fizeram a pesquisa de quantas vezes a Polícia prendeu os mesmos bandidos? | Caio Hostilio

  9. Pingback: Qual o espanto da ligação de Beira-Mar com um desembargador do Maranhão? | Caio Hostilio

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog