SSP apresenta suspeitos de integrar facção criminosa

Publicado em   29/nov/2013
por  Caio Hostilio

Foto 1 - SSP apresenta suspeitosA delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende apresentou na tarde desta sexta-feira (29), durante entrevista coletiva, os detidos na operação deflagrada pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), com o apoio das regionais de Pinheiro, Itapecuru e Rosário e o Grupo Tático Aéreo (GTA) do Maranhão. As prisões ocorreram na última quinta-feira (29) nos povoados de Itamirim e São Simão, ambos em Rosário. Os cinco detidos são suspeitos de envolvimento com o tráfico, roubo e formação de quadrilha.

Foto 3 - SSP apresenta suspeitosDurante a operação foram detidos Givaldo José da Silva, de 55 anos, conhecido como “Galego”; a esposa dele, Djeane Ferreira Lima Silva, 34, conhecida como “Neta do São Simão”; Vitor José Martins da Silva, 21; o irmão dele, Bernardo Martins, 31, líder do grupo; e Maria Fabriciana Marques Castro, 35 anos, conhecida como Neta do Itamirim.

De acordo com a delegada Maria Cristina Resende, todos já tem passagem pela polícia e Bernardo Martins além de ser chefe da quadrilha,  é acusado de crime de homicídio, mas responde o processo em liberdade. “São criminosos perigosos e bem articulados, com funções definidas em cada ação criminosa, desde o planejamento até a armazenagem do produto do roubo”, explicou.

Investigação

O trabalho de investigação durou cerca de cinco meses e a ação contou com a participação de quarenta e dois policiais, investigadores e delegados. Os mandados foram expedidos no último dia 18 de novembro pela juíza Edeuly Maia Silva, que responde pela comarca de Santa Rita.

Na residência de Givaldo e Djeane foi encontrado um arsenal com aproximadamente 2 mil munições, de diversos calibres, pólvoras, cartuchos vazios, relógios, celulares e cheques. O casal foi autuado em flagrante delito pelos crimes de porte ilegal de munição e formação de quadrilha.

Vítor, Bernardo, Givaldo, Djeane e Maria Fabriciana foram conduzidos à 1ª Delegacia Regional em Rosário. E, em seguida, transferidos para o Centro de Triagem, em Pedrinhas. Segundo a Superintendência de Polícia Civil do Interior, a quadrilha é suspeita de vários assaltos naquela região.

O delegado assistente da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), José Nilton informou que continuam as investigações acerca dos crimes ocorridos naquela região, já que a polícia acredita que hajam mais pessoas envolvidas nas práticas criminosas, além de identificar de onde vem os materiais que dão origem às munições apreendidas.

A polícia apurou ainda que o grupo tem participação no assassinato do gerente e produtor de Radiolas da Itamaraty, Luís Cândido Soares Martins, conhecido como “Luzico”, crime ocorrido em 25 de agosto deste ano, após término de uma festa de reggae no povoado Providência, na cidade de Rosário.  Estiveram presentes, ainda, a delegada regional de Rosário, Regina França e o delegado Carlos Alberto Marques.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog