E do resto, quem vai cobrar? MP cobra da Secretaria Municipal de Saúde entrega de cadeiras de rodas

Publicado em   27/fev/2015
por  Caio Hostilio

Afinal, quem vai cobrar as mentiras alardeadas por anos de que os Socorrões I e II recebem pacientes vindos do interior e que a Prefeitura de São Luís não recebe nada, nadica de nada, do SUS por esses serviços? Por que o MPMA nunca exigiu da Prefeitura de São que mostrasse para os ludovicenses os valores acrescidos desses serviços de urgência e emergência oferecidos aos pacientes vindos dos municípios que só oferecem “saúde básica”, “Baixa Complexidade” e “Média Complexidade” em seus recursos recebidos em três parcelas por mês do Ministério da Saúde? Por que o MPMA nunca exigiu que os Socorrões I e II oferecessem de fato condições dignas, de acordo com as exigências da OMS, requer unidades de saúde Urgência e Emergência? Por que o MPMA nunca exigiu que as unidades médicas do município tivessem uma comissão de controle de infecção hospitalar? Por que não exigiu o oferecimento de uma saúde de qualidade e digna, principalmente com um serviço ambulatorial de qualidade? …

20150225_121054Em razão da falta de cadeiras de rodas na Secretaria Municipal de Saúde, a 1ª Promotoria de justiça de Defesa da Pessoa com Deficiência  realizou reunião, na última quarta-feira, 25, com a secretária de Saúde, Helena Maria Duailibe Ferreira, e com representantes de diversos outros órgãos, para cobrar a entrega do equipamento.

O promotor de justiça Ronald Pereira dos Santos cobrou também o envio da relação dos medicamentos de uso contínuo que o município está apto a entregar pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O representante do Ministério Público do Maranhão afirmou que recebeu várias reclamações de pessoas com deficiência que necessitam de cadeiras de rodas, mas não conseguiram obter o equipamento por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Em razão disso, o MPMA instaurou procedimentos para investigar o caso e enviou cinco ofícios ao órgão. No entanto, nenhuma resposta foi dada.

Na reunião, Helena Duailibe afirmou que as cadeiras de rodas não foram entregues devido à existência de débito de R$ 580 mil da gestão anterior. Ela garantiu que até o dia 15 de março as cadeiras de rodas serão entregues na Secretaria Municipal de Saúde.

O promotor justiça alertou que a continuidade do problema ocasionará em acionamento judicial.

Também estiveram presentes na reunião o defensor público Benito Pereira da Silva Filho e representantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular e da Sociedade Comercial Centro Norte.

Um exemplo da inércia: O Posto de Saúde do João Paulo:

cid2702151023993283

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

5 Responses to E do resto, quem vai cobrar? MP cobra da Secretaria Municipal de Saúde entrega de cadeiras de rodas

  1. Robson disse:

    Pelo menos a secretaria esclareceu o motivo pelo qual nao foram entregues as cadeiras de rodas… tu viu a altura do rombo de Castelo? 580 MIL ! isso nao se acha na rua nao…

  2. Gregório disse:

    Se a Helena estava presente na reuniao ja mostra que é uma mulher determinada a solucionar o problema. Pior é quem se esconde quando é chamado, e pior: joga a CULPA NOS OUTROS COMO UM CERTO POLITICO LA DE COROATA.

  3. Joana disse:

    A comprovação de que a gestao perde quando a anterior deixa debitos está bem ai. Depois não venham vestir Castelo como santo por que ele nunca foi!

  4. Leonardo Santos disse:

    ao menos eles esclarecem os porquês dessa situação, e ninguém viu isso na gestão de castelo? brincadeira neh?

  5. jhonatha gomes disse:

    o interessante é como Helena não recua dos problemas que estão a mesa e enfrenta com responsabilidade, e de acordo com as possibilidades que estão as suas mãos. É por ai o caminho.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog