Muito tarde!!! Ufa!!! Equipe de Holanda Junior viu que duas escolas estão de mal a pior…

Publicado em   31/mar/2015
por  Caio Hostilio

Caramba!!! Por que não foi feito tudo a tempo? Não foi por falta de recursos não!!! Os recursos do FUNDEB chegaram rigorosamente todos os meses em três, assim como os recursos do FNDE, principalmente aquele que poderia ajudar na recuperação da infraestrutura da escola, como o PDDE, além da parte para aquisição dos materiais didático/pedagógicos. Olha que a Prefeitura tem por obrigação constitucional aplicar na educação de toda sua arrecadação 25% na educação e não vou sequer falar em emendas parlamentares!!! Por isso, o secretário Lula constatou as irregularidades “in loco” e … ‏

U.E.B. Primavera (4)Para ratificar o diálogo com a categoria de professores, o Sindicato dos Profissionais do Magistério Público de São Luís (Sindeducação) solicitou ao secretário de governo, Lula Fylho, que participasse das vistorias desse sábado (28), em algumas escolas municipais: a U.E.B. Primavera e seu anexo, no Cohatrac, e a U.E.B. Mindinho (educação infantil), localizada no Maracãna, zona rural de São Luís.

As principais reclamações foram acerca das condições estruturais dos locais, que apresentam telhado quebrado, forro com goteiras, cadeiras, pias e sanitários danificados, falta de equipamentos, falta de materiais educativos e a infestação de insetos. A ação também contou com a participação dos membros da Comissão de Fiscalização, Antonísio Furtado e Rosilene Costa; e da vereadora Rose Sales (PCdoB).

 “Ano passado nós viemos aqui na U.E.B Primavera e verificamos os problemas. Enviamos por várias vezes ofícios para o secretário Geraldo Castro, que não nos respondeu e não fez nada mudar essa situação. Felizmente, o secretário Lula Fylho tem nos recebido e tem dado a devida atenção às nossas reivindicações”, exclamou a presidente do Sindeducação, Elisabeth Castelo Branco.

A escola atende 1.288 alunos, sendo 528 pela manhã e 602 à tarde, mas não possui as mínimas condições para garantir a aprendizagem dos estudantes. Cada sala é composta por aproximadamente 50 alunos que estudam com inúmeras dificuldades, a começar pela falta de iluminação nas salas. Segundo a diretora Ivone de Jesus, faltam em média 160 lâmpadas no prédio.

A grande quantidade de cupins e saúvas é outro agravante. Em todos os locais se percebe a infestação. Na sala dos professores, as divisórias dos armários foram tomadas pelos bichos.

Já a parte externa do prédio está toda tomada pelo mato, que há muito tempo não recebe serviços limpeza. Funcionários relatam que já tiveram surpresas indesejáveis por conta do matagal. “Já apareceu até cobra aqui. Por sorte, ninguém foi picado”, dizem.

No anexo, que atende crianças a partir dos seis anos, encontrou-se salas imprensadas e com muros baixos, onde, segundo os docentes, o barulho é muito grande e dificulta o andamento das atividades.

Na U.E.B. Mindinho, constatou-se que as manutenções realizadas em novembro de 2014 não apresentaram melhorias ao local. Pelo contrário, o que se viu foram ventiladores queimados, banheiros inadequados e forro de péssima qualidade que ocasionam muitas goteiras.

A vereadora Rose Sales, reiterou o compromisso pela busca de uma educação de qualidade, e lembrou da reunião realizada na Semed sexta-feira (27), onde as manutenções preventivas e corretivas ilustraram a pauta. “A nossa posição continuará sendo esta de fiscalização, proposição e cobrança de uma real efetividade da Política de Educação Municipal por parte da Prefeitura/SEMED”, afirmou.

O secretário de governo Lula Fylho, se prontificou em adotar medidas para modificar o cenário da educação pública municipal. Dentre as ações emergentes estão as reformas na U.E.B. Primavera e a averiguação de outros prédios de ensino.

Embora a Semed não dê respostas positivas aos legítimos reclames dos professores, o sindicato segue na difusão da realidade da educação de São Luís e na luta por dias melhores, buscando o apoio de instituições que podem conseguir mudanças para a capital. No último dia 24, o sindicato inspecionou, junto à Defesa Civil e a Promotoria de Educação, as U.E.B.s Fernão Magalhães e Uruati.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

4 Responses to Muito tarde!!! Ufa!!! Equipe de Holanda Junior viu que duas escolas estão de mal a pior…

  1. Elza disse:

    Lula Fylho é um secretario muito sensivel, tenho certeza que ele deve colaborar nessa vistoria, identificando os problemas e buscando as soluções o mais rapido possivel.

  2. Tião disse:

    As escolas do estado nunca foram um sonho cor de rosa na gestao de Roseana. No municipio, também existem problemas, porem o sindeeducação nao tem respaldo para reclamar de nada. Não prestam contas desde o ano passado e um monte de gente está deixando o sindicato.

  3. Neto disse:

    Acredito que as coisas vão melhorar, é nítido o empenho da gestão municipal em melhorar as condições das escolas para proporcionar uma boa educação para todos.

  4. vildin pereira disse:

    Não lembro de nada desse tal de Caio, e olha q ouço radio todos os dias,porque sera?

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog