Informativo

Publicado em   28/jun/2017
por  Caio Hostilio

Rigo Teles  pede a criação  de CPI para apurar possíveis irregularidades na FMF 

O líder do Partido Verde (PV) na Assembleia Legislativa, deputado Rigo Teles, anunciou, na terça-feira (27), que protocolou requerimento na Mesa Diretora da Casa, pedindo a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), composta de sete membros titulares e sete suplentes para, no prazo de 120 dias, apurar possíveis irregularidades cometidas pela Federação Maranhense de Futebol. No pronunciamento, Rigo Teles pediu apoio dos colegas deputados para assinar o requerimento e instalar da CPI da FMF, que precisa do aval de 1/3 dos 42 parlamentares com assento na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, o equivalente a 14 assinaturas. O parlamentar acredita que até no final de semana a maioria dos deputados assinem o requerimento da CPI. “Queremos passar a FMF a limpo”, afirmou. Conforme o requerimento, a CPI deve apurar a recusa da denúncia do Cordino sobre irregularidade quanto à presença do jogador do Sampaio, pois a própria FMF confirmou esta irregularidade; a paralisação do Campeonato Maranhense 2017 em decorrência de recursos judiciais dos clubes e a exclusão do Santa Quitéria do Campeonato Maranhense, sem haver sido rebaixado, desistido ou cometido qualquer irregularidade. De acordo com o requerimento, a CPI deve apurar também o afastamento do ex-diretor, Antônio Henrique, que em entrevista à Rádio Mirante confirmou a denúncia do Cordino e antecipou possíveis resultados do julgamento. O deputado Rigo suspeita que esse julgamento foi provavelmente antecipado por Antônio Henrique, ex-diretor da Federação Maranhense de Futebol, que já inclusive já pediu demissão da FMF. No pronunciamento, Rigo Teles deixou claro que os deputados da CPI vão apurar possíveis irregularidades no Campeonato Maranhense 2017. “Queremos é uma atenção especial a esse item, principalmente senhores da imprensa que transmite AMA, e tanto valoriza o futebol maranhense: a prestação de contas dos recursos públicos recebidos pela entidade. Qual entidade? A Federação Maranhense de Futebol? questiona o deputado. Para Rigo Teles, o Campeonato Maranhense de Futebol de 2017 tem sido muito criticado em todo Brasil, tanto em rede nacional quanto nas redes sociais, pelo alto nível de desorganização imposto pela Federação Maranhense de Futebol. “Queremos saber o que vem acontecendo como o adiamento de jogos, as mudanças de localidades com o campeonato em andamento e outros problemas causados pela FMF”, disse.

Marcial Lima defende o arraial nas pracinhas…

“Estamos na reta final das festas juninas de 2017, defendemos o arraial descentralizado nas pracinhas de São Luís, que tem um comitê gestor funcionando, como é o caso da Praça V – Segundo Conjunto da Cohab. Foi um sucesso, entendo que esta descentralização com organização, pode aproximar em muito, nossas manifestações culturais da comunidade. Claro, os arraiais tradicionais devem permanecer. Temos uma cidade grande, nem todo mundo pode se deslocar para os pontos de festividades, perto de casa é uma grande parceria com todos os segmentos da população”, disse Marcial Lima.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog