Andrea Murad repercute caso raro de paciente com linfoma que está sem assistência do governo

Publicado em   21/set/2017
por  Caio Hostilio

A deputada estadual Andrea Murad levou para a tribuna da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (21) a situação da paciente Ariadne Weba, portadora de um câncer raro, Linfoma Não Hodgkin, que no caso da Ariadne atinge a pele. Só existem 2 casos em todo o Brasil e um deles é o da maranhense de 32 anos e mãe de dois filhos. A luta tem se tornado mais difícil sem a assistência mínima do Governo, através da Secretaria de Estado da Saúde, pedido que já foi negado várias vezes à paciente.

“No governo passado, essa mesma paciente recebia auxílio da Secretaria de Saúde para passagens, medicamentos, o que fosse preciso. Agora, na gestão do governador Flávio Dino, ela simplesmente não recebe mais passagem nem ajuda para medicamentos. Em 2015, ela finalmente recebeu o diagnóstico da doença, é um tratamento que custa muito caro, R$ 100 mil por mês a medicação. Ela não pode trabalhar, tem dois filhos pequenos, não tem como arcar com essa despesa mas o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula não se sensibilizam com essa situação tão triste. O que a Ariadne quer é pelo menos lutar pela sua vida. Então, eu queria que o secretário Lula olhasse com atenção esse caso porque, se ele quisesse, arcaria com os custos dessa medicação, mesmo não sendo obrigação do SUS, mesmo que o SUS não pague. Mas o que se quer ao menos que assumam as despesas dela em São Paulo, as passagens, as diárias, isso seria o mínimo”, discursou Andrea.

Uma vez por mês, Ariadne precisa estar em São Paulo para a quimioterapia e todo o custeio vem da paciente com ajuda da família, amigos e seguidores nas redes sociais. Na semana passada, ela passou por mais uma sessão de quimioterapia que está causando fortes reações e nos últimos dias agredindo fortemente a pele, parte do corpo mais atingido pela doença. A deputada Andrea Murad criticou fortemente os altos gastos do Governo Flávio Dino com publicidade enquanto pacientes têm assistência negada pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Isso é mais um exemplo do que acontece no governo Flávio Dino, assim como o caso Márcio Ronny, o rapaz que teve o corpo todo queimado tentando salvar uma criança de um ônibus incendiado e hoje o governo entra na Justiça para não cobrir mais o tratamento dele em Goiânia. Então, eu peço aqui hoje tanto pela continuidade do auxílio ao tratamento do Márcio como para a Ariadne Weba, que se tenha piedade. Para Comunicação tem muito dinheiro, para a propaganda enganosa tem muito, mas para tratar o povo não fazem o menor esforço. Realmente é muito triste”, disse Andrea.

Compartilhe :

*/?>

  Publicado em: Governo

One Response to Andrea Murad repercute caso raro de paciente com linfoma que está sem assistência do governo

  1. Reynaldo Aragão Pinto Filho disse:

    Creio que o ser humano deveria sempre fazer uma parada , analisar o seu papel nesse mundo e a oportunidade dada por Deus para que ele cumpra a sua tarefa escrita por ele. Mas,Deus sempre deu livre arbítrio para que o homem plante ,faça colheita e distribua entre os seus semelhantes. Alguns filhos de Deus,não tem a sensibilidade de notar que todos somos irmãos e que o pai é único,Deus. Essa irmã em cristo, precisa ser ajudada com urgência,como o rapaz queimado dentro do ônibus e a falta de humanidade contada por essa deputada por parte da sec.de saúde, através do seu secretário é lamentável. Ninguém sabe o dia de amanhã,quem sabe é Deus.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog